l

LARANJEIRA (Thomás)

Publicados

em


Industrial. Estabeleceu em fins do séc. XIX, uma empresa para colheita e comercialização de erva mate, a ilex paraguariensis, nativa no sertão sul de Mato Grosso. Através do Decreto Imperial n.º 81.799, de 9 de dezembro de 1882, Laranjeira conseguiu licença para ocupar terras devolutas na divisa com o Paraguai e explorar os ervais nativos localizados entre os marcos divisórios Rincão do Júlio e as cabeceiras do Rio Iguatemi. A ocupação definitiva deu-se em 25 de julho de 1883, com a constituição de uma empresa privada sob a denominação de Companhia Matte-Larangeira, mais tarde intitulada Larangeira Mendes e Companhia, de capital misto uma vez que incorporava recursos financeiros internacionais. Essa empresa, pelos lucros auferidos nessa exploração ervateira, terminou por se constituir na maior financeira para o Estado de Mato Grosso, visto que emprestava recursos ao Tesouro estadual através do pagamento antecipado dos seus arrendamentos. Além da sede própria (Porto Murtinho), a Matte-Laranjeira mantinha grandes armazéns, grande número de embarcações e, para a colheita da erva, utilizava ferrocarriz, espécies de pequenas locomotivas sob trilhos. Grande número de trabalhadores, em sua maioria estrangeiros, compunha a força de trabalho da empresa, que chegou a construir para seu abrigo extensas construções, em alvenaria, que serviam de alojamento, à margem direita do Rio Verde, em território que hoje pertence ao Estado de Mato Grosso do Sul. Com a subida ao poder de Getúlio Vargas (pós-1930), essa empresa entrou em decadência, visto ter esse presidente estimulado as pequenas propriedades e investido contra qualquer poder “coronelista” regional.

Comentários Facebook
Propaganda

l

LUZ (Lúcio Pereira da)

Publicados

em

Por


Agropecuarista, comerciante, colonizador e político (Belém-PA, ? – Luciara-MT, ?). Lúcio Pereira da Luz é o fundador da cidade de Luciara. No entanto, sua atuação colonizadora não restringiu-se apenas à cidade que leva seu nome, tendo participação em praticamente tudo que aconteceu nas barrancas do Araguaia a partir da década de 1930/40, na porção norte mato-grossense. Para fundar Luciara, juntou uma porção de companheiros com espírito de aventura, e, atraídos pela força do Rio Araguaia lançaram-se à ele num batelão. Arrancharam-se num lugar chamado Mato Verde, que foi o primeiro nome da futura Luciara. Neste lugar, Lúcio e seus companheiros foram criando estrutura para estabelecimento de uma povoação. Fizeram certo alarde do que o lugar oferecia. Muitas famílias acreditaram e vieram, fixando-se em Mato Verde. Com o desenrolar dos fatos o desbravador e líder Lúcio Pereira da Luz tornou-se o chefe social do lugar, sendo sempre consultado em todas as decisões necessárias, e por isso respeitado pelos moradores do povoado de Mato Verde. Em 11 de novembro de 1963, foi criado o município de Luciara, denominação que homenageia seu fundador e idealizador.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana