TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Juvam de Rondonópolis distribui alimentos para animais atingidos pelo fogo no Pantanal

Publicado


O Juizado Volante Ambiental (Juvam) da Comarca de Rondonópolis (218 Km a sul da Capital), Polícia Militar de Proteção Ambiental, Secretarias de Estado e Municipal de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar, biólogos e médicos veterinários voluntários prestaram apoio logístico no transporte e distribuição dos alimentos arrecadados no município para destinação aos animais silvestres, vítimas das queimadas na região do Pantanal.
 
Durante a campanha foram arrecadados frutas, legumes, verduras e milho, doados pela comunidade local, supermercados e fazendeiros da região. A distribuição dos alimentos foi na localidade “Baía São João”, em Barão de Melgaço. Os alimentos foram deixados pelos voluntários em alguns pontos onde os animais silvestres utilizam como parada para descanso e alimentação.
 
e acordo com moradores da região, os animais silvestres estão se aproximando das residências à procura de alimentos, devido a destruição da vegetação e árvores. Também foram distribuídas frutas entre os moradores que fazem o trânsito entre as estradas e os trieiros de passagens dos animais silvestres na região para distribuição nos pontos considerados estratégicos.
 
A ação foi realizada também por via fluvial. Policiais ambientais carregaram a embarcação com frutas, legumes e milho e distribuíram em diversos pontos onde há concentração de animais. Durante o trajeto foram deixados alimentos na região que margeia o Rio São Lourenço, em Rondonópolis.
 
A distribuição de alimentos também foi realizada município de Itiquira, na região localizada aos fundos da Fazenda Palmares, que teve grande parte da vegetação destruída pelo fogo. Os alimentos (frutas, legumes e milho) foram deixados em pontos estratégicos onde há passagem de animais em meio à vegetação existente, priorizando locais onde havia água.Toda a ação foi realizada pela Polícia Militar Ambiental com o apoio do Juvam.
 
 
Álvaro Marinho
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
 
 
 

Comentários Facebook
publicidade

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

TJMT realiza a 15ª Semana Nacional da Conciliação no dia 30

Publicado


Segunda-feira, 30 de novembro, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso dará início a 15ª Semana Nacional da Conciliação, evento que é um marco anual das ações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Durante cinco dias, até quatro de dezembro, o Judiciário mato-grossense estará empenhado em oferecer e fortalecer a cultura do diálogo e da autocomposição por meio da conciliação.
 
No banner, neste link (clique AQUI), postado no portal do Poder Judiciário, tem informações sobre como participar; como funciona a conciliação; que tipos de conflitos podem ser resolvidos; com a pandemia da Covid-19, como serão realizadas as audiências de conciliação; como tirar dúvidas sobre a Semana Nacional da Conciliação e como solucioná-las. No banner também é possível localizar o Núcleo ou o Centro de Conciliação mais próximo.
 
Nessa semana, de 30 de novembro a 04 de dezembro, podem ser resolvidos diversos tipos de conflitos, como, por exemplo, questões contratuais, divórcio, e alimentos e a guarda dos filhos entre os pais. É importante que os envolvidos compareçam às audiências munidos de empatia e boa vontade, visando a composição amigável do conflito.
 
De acordo com a presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), desembargadora Clarice Claudino da Silva, a população deve priorizar a utilização da conciliação e mediação porque cada um sabe o que é melhor para si mesmo. A magistrada afirmou que terceirizar a solução de um problema, que só quem está sentindo sabe realmente o grau de importância, não parece ser o melhor caminho. “Pois corre o risco de resolver a questão, mas não o conflito. O importante é trabalhar, com o uso das técnicas adequadas a cada caso concreto, a causa que levou àquele conflito, chegando a melhor solução para todos os envolvidos, onde todos saiam satisfeitos, onde não haja a dualidade de vencedor x perdedor”, assegurou a presidente do Nupemec.
 
A juíza-coordenadora do Nupemec, Cristiane Padim da Silva, ressalta que o movimento nacional pela conciliação vem demonstrando o fortalecimento da cultura do diálogo entre os brasileiros. “Tenho certeza de que, juntos, alcançaremos o nosso objetivo, que é o da pacificação social efetiva. A Semana Nacional da Conciliação é um período muito importante para buscarmos a resolução pacífica dos nossos conflitos”, destacou a juíza.
 
 
Doutora Cristiane Padim assegurou que o Nupemec está à disposição para os esclarecimentos necessários. E os contatos podem ser pelo e-mail: [email protected], ou pelos telefones (65) 3617 3658 / 3659, das 13h às 19h, de segunda a sexta-feira.
 
Álvaro Marinho
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
 
 
 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana