JUSTIÇA

Justiça Federal da 5ª Região inaugura mais uma usina fotovoltaica

Publicados

em


O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), que atende a estados do Nordeste, concluiu os trabalhos de montagem de mais uma usina fotovoltaica. A nova unidade foi instalada no edifício-sede em Recife (PE), na coberta do termoacumulador. A expectativa é de que a energia obtida com a instalação dos 144 painéis solares seja suficiente para abastecer a área do estacionamento, possibilitando quase 100% de economia.

Após a instalação dos equipamentos, são realizados testes para verificar se o sistema está dentro dos parâmetros elétricos planejados. Além disso, a unidade passa por uma vistoria realizada pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) – somente após a aprovação, o sistema da usina é interligado à rede da empresa de energia.

A primeira usinas fotovoltaica do TRF5 foi montada no telhado da Escola de Magistratura Federal da 5ª Região (Esmafe), em dezembro do ano passado. Foram instalados 132 painéis fotovoltaicos, quadro de energia, entre outros dispositivos. A estimativa é de que o Tribunal alcance uma economia de, aproximadamente, 80% no consumo de energia.

Projeto

Uma terceira usina será montada na coberta da Ampliação (antigo prédio da Caixa Econômica Federal), também na capital pernambucana. O projeto desta unidade foi selecionado pela Celpe, por meio da Chamada Pública REE 001/2020, para receber investimentos necessários à implantação. O programa da empresa de energia prevê a destinação de recursos para o poder público, com o objetivo de promover o uso eficiente e combater o desperdício de energia elétrica, ficando todo o serviço de instalação sob responsabilidade da Companhia Energética.​

Fonte: TRF5

Fonte: CNJ

Comentários Facebook
Propaganda

JUSTIÇA

Datajud: Justiça Eleitoral de Sergipe alcança 99,8% de processos sem inconsistências

Publicados

em


O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) alcançou a marca de 99,83% de informações aderentes – em conformidade – e alcança o 3º lugar no ranking nacional dentre todos os TREs. Segundo o coordenador de registro e processamento de feitos, Guilherme Augusto Gonçalves Muniz, o desempenho do TRE-SE é fruto do esforço conjunto da Secretaria Judiciária, da Corregedoria Regional Eleitoral e da Secretaria de Tecnologia da Informação, com o apoio irrestrito da Diretoria-Geral e da Presidência.

Cerca de 250 servidores e servidoras de tribunais brasileiros participaram, na última sexta-feira (9/4), do 3º Webinário sobre a Base Nacional de Dados do Poder Judiciário (DataJud). No encontro, foi apresentado o sistema FaxinaJud, plataforma que vai auxiliar os tribunais na tarefa de sanear os dados processuais encaminhados ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O FaxinaJud é uma plataforma on-line, interativa e de código aberto. Foi desenvolvido para validar arquivos em formato XML gerados pelos tribunais para alimentar a base de dados do Poder Judiciário. Ele identifica e corrige inconsistências: falhas no dígito verificador com o número do processo, incoerências entre o número CNJ do processo com o ramo da justiça e tribunal, processos eletrônicos ou sistemas processuais fora do padrão, entre outros filtros que visam ao saneamento referente aos dados.

O FaxinaJud fica instalado no CNJ e é disponibilizado aos tribunais por meio de um aplicativo web. Os tribunais executam o FaxinaJud e enviam os dados já depurados ao CNJ. As informações alimentam o DataJud, que é o sistema primário de estatísticas do Poder Judiciário. Essa base de dados vai subsidiar pesquisas futuras, como o relatório Justiça em Números.

O FaxinaJud é resultado do projeto premiado no primeiro ciclo de inovação colaborativa CNJ Inova, promovido em 2020 em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap). A solução foi desenvolvida tendo como base uma plataforma modular e interativa com filtros e níveis de acesso, que contempla panorama geral, mapeamento de inconsistências, validador de arquivos e verificação das correções.

Fonte: TRE-SE

Fonte: CNJ

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana