JUSTIÇA

Judiciário em Alagoas regulamenta retorno das atividades presenciais

Publicados

em


O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) publicou ato regulamentando o retorno das atividades 100% presenciais no Judiciário, no Diário da Justiça de quarta-feira (30/3). A retomada ocorre a partir da próxima segunda-feira (4/4). A entrada nos prédios ficará condicionada à comprovação de vacinação completa.

Ato Normativo Conjunto nº 5/2022 autoriza o ingresso de advogados, partes, membros do Ministério Público, Defensores Públicos e Estagiários, independentemente de agendamento prévio, às dependências do Poder Judiciário do Estado de Alagoas, durante o horário de expediente.

Para acesso aos prédios da Justiça, será exigido comprovante de vacinação contra a Covid-19, tanto do público em geral, como de servidores, magistrados, membros do Ministério Público, defensores públicos, advogados, estagiários e funcionários terceirizados.

O ingresso de pessoas não vacinadas será permitido mediante apresentação de testes RT-PCR ou de antígeno não reagente para Covid-19 realizados nas últimas 48h. Segundo o ato normativo, o uso de máscaras de proteção facial é recomendado.

O texto da resolução esclarece que o Tribunal levou em conta decisões do Conselho Nacional de Justiça, Supremo Tribunal Federal e o progresso vacinação contra o vírus Sars-Cov-2 em Alagoas.

Comprovação de vacinação

Os coordenadores e diretores de unidades administrativas, bem como magistrados, deverão preencher o formulário eletrônico disponibilizado no Intrajus para que sejam indicados servidores ou colaboradores que não cumpriram esquema vacinal completo, para adoção de providências. O prazo é até 1º de abril de 2022.

Dentro do mesmo prazo, desembargadores e juízes devem preencher ainda um outro formulário disponibilizado, no qual deve ser anexado os seus próprios comprovantes de vacinação, referente ao esquema completo da vacina, sob pena de instauração de procedimento administrativo. Ambos os links estão acessíveis por botões no Intrajus.

Audiências

As audiências no primeiro grau de jurisdição serão realizadas em formato presencial, permitindo-se a realização por videoconferência, a critério do magistrado, observando-se as regras do Código de Processo Civil, preservando-se os avanços tecnológicos obtidos na pandemia e facilitando o acesso da sociedade à justiça.

As sessões de julgamento no segundo grau e nas Turmas Recursais serão realizadas preferencialmente de forma remota, no intuito de facilitar o acesso aos advogados e partes interessadas.

Teletrabalho

No segundo grau, nenhum servidor exercerá atividades na modalidade remota, salvo com autorização da Presidência do Tribunal ou do desembargador em cujo gabinete estiver lotado.

Para os servidores do primeiro grau, o teletrabalho só será possível com autorização da Corregedoria Geral da Justiça, conforme dita a Resolução TJ/AL nº 34/2018. Os servidores lotados na Secretaria de Processamento Unificado, porém, são regrados pela Resolução nº 01/2022 e Ato Normativo nº 01/2022.

A partir de 4 de abril, a Diretoria de Tecnologia do do TJ restringirá registro de ponto eletrônico dos servidores à rede interna do Poder Judiciário.

Expediente

A sede do Tribunal de Justiça tem expediente sempre das 7h30 às 13h30, assim como todas as unidades criminais de Maceió e todas as unidades judiciais do interior.

De segunda a quinta-feira, as unidades cíveis de Maceió funcionam das 13h às 19h; e às sextas feiras, das 7h30 às 13h30. Há algumas exceções: as varas da Infância e Juventude, a 25ª Vara Cível (Benedito Bentes), a 26ª Vara Cível (Ufal) e a 29ª Vara Cível funcionam das 7h30 às 13h30, em todos os dias da semana.

Os Juizados Especiais da Capital funcionam pela manhã, das 7h30 às 13h30.

Fonte: TJAL

Macrodesafio - Aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária

Fonte: CNJ

Comentários Facebook
Propaganda

JUSTIÇA

Ministério Público do Rio denuncia vereador por importunação sexual

Publicados

em

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou o vereador Gabriel Monteiro por importunação e assédio sexual. O processo tramita agora no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) em segredo de Justiça. 

A denúncia foi feita com base no inquérito da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) da Polícia Civil, em Jacarepaguá, e apresentada pela 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial da área Zona Sul e Barra da Tijuca.

O vereador foi denunciado no dia 14 de junho, por importunação e assédio sexual. Os crimes estão previstos nos artigos 215A e 216A do Código Penal.

A denúncia foi recebida pelo TJRJ no último dia 20 e, de acordo com o tribunal, está em segredo de justiça, por se tratar de um crime de violência sexual. Neste caso, deve-se garantir a preservação da identidade da vítima.

Youtuber e ex-policial militar, Gabriel Monteiro está em seu primeiro mandato e foi o terceiro vereador mais votado do Rio de Janeiro nas últimas eleições municipais. Ele é alvo de denúncias de estupro, assédio sexual e moral e por forjar vídeos na internet. As denúncias foram reveladas em reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, no fim de março.

Monteiro tornou-se réu na Justiça do Rio de Janeiro, em maio, acusado de filmar relação sexual com uma adolescente. As acusações foram confirmadas por ex-assessores do vereador. O vereador responde a processo no Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio de Janeiro por quebra de decoro parlamentar, que pode levar à cassação do mandato.

Em nota, os advogados do vereador, Sandro Figueiredo e Pedro Henrique Santos, dizem que a denúncia foi feita por ex-assessores do parlamentar, que “já confirmaram trabalhar para a máfia do reboque em depoimento no Conselho de Ética da Câmara e, que na ocasião, outros funcionários estavam dentro do carro com a suposta vítima e desmentiram na delegacia sua versão de assédio. Vale ressaltar ainda que a mesma só registrou a ocorrência horas antes da reportagem do Fantástico ir ao ar.”

Edição: Nádia Franco

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana