economia

IPVA 2021 SP: novos boletos vencem nesta quinta; confira placa e calendário

Publicados

em


source

Brasil Econômico

trânsito são paulo
Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

IPVA 2021 em São Paulo já está na placa 6 da primeira parcela do pagamento

Vencem nesta quinta-feira (14) os boletos do  Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2021 em São Paulo para veículos com placa de final 6. Os boletos começaram a vencer na semana passada, com a primeira cobrança aos que têm placa terminada em 1. O calendário atual se refere à primeira parcela do tributo ou a data limite para pagamento à vista com desconto. No fim da matéria, confira o calendário completo de pagamentos.

Segundo a Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo, o IPVA  está em média 6,77% mais barato em 2021, com base em uma estimativa dos preços que estão sendo praticados no varejo, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Quem faz o pagamento à vista em janeiro tem ainda mais desconto, com 3% a menos no valor do tributo.

O imposto pode ser pago à vista em janeiro, com desconto, dividido em três parcelas – em janeiro, fevereiro e março -, ou em uma cota única em fevereiro, sem desconto. O valor do IPVA 2021  pode ser consultado no portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento , usando o número do Renavam e placa do veículo. Outra opção é a rede bancária credenciada.

Válido para automóveis, caminhonetes, ônibus, micro-ônibus, motos e similares, o  calendário de pagamento do IPVA 2021 é determinado pelo último número da placa do veículo, indo do final 1 ao final 0, com cobrança às placas de final 6 nesta quinta-feira, sexto dia de programação.

Como pagar o IPVA?

No  estado de São Paulo , o IPVA é a condição para que o veículo seja anualmente licenciado. Para pagar o imposto, basta ir a uma agência bancária credenciada, com o número do  Renavam , e pagar a guia no guichê de caixa, nos terminais de autoatendimento, pela internet, via débito agendado ou também por meio de outros canais oferecidos pelo banco. Ainda é possível realizar o pagamento em casas lotéricas e em empresas como Empresas Vamos Parcelar, Pinpag, Taki e Parcele na Hora, com cartão de crédito, mas cobrando juros dos pagamentos parcelados.

Proprietários de veículos movidos a gasolina e bicombustíveis recolherão 4% sobre o valor venal do veículo no IPVA. Veículos usados que usam exclusivamente álcool, eletricidade ou gás  para abastecer, ainda que mais de uma dessas opções, tem alíquota de 3%. Já os veículos novos que seguirem esses critérios de combustível em nota fiscal, adquiridos a partir de 15/01/21 terão imposto de 4%, segundo a Lei 17.293/2020.

Picapes cabine dupla também pagam 4%, enquanto os utilitários de cabine simples, ônibus, micro-ônibus, motocicletas, motonetas, quadriciclos e similares, recolhem 2% sobre o valor venal. Os  caminhões  pagam 1,5% de IPVA.

Atraso no pagamento gera multa?

Sim. Quem não pagar o IPVA até a data de vencimento fica sujeito a uma  multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora , com base na  Selic, a taxa básica de juros, atualmente em 2% ao ano . Passados 60 dias de atraso, a multa é fixada em 20% sobre o valor do imposto.

Se o contribuinte ainda assim não pagar após fixada a multa de 20%, a cobrança passa a ser de 40% do valor do IPVA e o proprietário do veículo em atraso fica impedido de aproveitar créditos da Nota Fiscal Paulista. O veículo pode ser apreendido, multado, e o motorista leva sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Confira o calendário de pagamentos do IPVA 2021

Primeira parcela ou cota única com desconto de 3%:

  • Placa com final 1 – 07/01/2021;
  • Placa com final 2 – 08/01/2021;
  • Placa com final 3 – 11/01/2021;
  • Placa com final 4 – 12/01/2021;
  • Placa com final 5 – 13/01/2021;
  • Placa com final 6 – 14/01/2021;
  • Placa com final 7 – 15/01/2021;
  • Placa com final 8 – 18/01/2021;
  • Placa com final 9 – 19/01/2021; e
  • Placa com final 0 – 20/01/2021.

Segunda parcela ou cota única sem desconto:

  • Placa com final 1 – 09/02/2021;
  • Placa com final 2 – 10/02/2021;
  • Placa com final 3 – 11/02/2021;
  • Placa com final 4 – 12/02/2021;
  • Placa com final 5 – 18/02/2021;
  • Placa com final 6 – 19/02/2021;
  • Placa com final 7 – 22/02/2021;
  • Placa com final 8 – 23/02/2021;
  • Placa com final 9 – 24/02/2021; e
  • Placa com final 10 – 25/02/2021.

Terceira parcela:

  • Placa com final 1 – 09/03/2021;
  • Placa com final 2 – 10/03/2021;
  • Placa com final 3 – 11/03/2021;
  • Placa com final 4 – 12/03/2021;
  • Placa com final 5 – 15/03/2021;
  • Placa com final 6 – 16/03/2021;
  • Placa com final 7 – 17/03/2021;
  • Placa com final 8 – 18/03/2021;
  • Placa com final 9 – 19/03/2021; e
  • Placa com final 10 – 22/03/2021.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Receita libera consulta a segundo lote de restituição do IR

Publicados

em


Às 10h de hoje (23), o contribuinte que entregou a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física até meados de março poderá saber se acertou as contas com o Leão. A Receita Federal liberará a consulta ao segundo dos cinco lotes de restituição de 2021.

Esse será o maior lote de restituição da história, tanto em valor desembolsado como em número de contribuintes. Ao todo, 4.222.986 contribuintes receberão R$ 6 bilhões.  Desse total, 2.906.310 contribuintes entregaram a declaração até 21 de março.

» Saiba o que fazer se você não entregou ainda o Imposto de Renda 2021

O restante tem prioridade legal, sendo 97.082 contribuintes idosos acima de 80 anos, 779.763 contribuintes entre 60 e 79 anos, 54.240 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 385.591 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

O dinheiro será pago em 30 de junho. A consulta pode ser feita na página da Receita Federal. Basta o contribuinte clicar no campo “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, “Consultar Restituição”. A consulta também pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para smartphones Android e iOS.

A consulta no site permite a verificação de eventuais pendências que impeçam o pagamento da restituição – como inclusão na malha fina. Caso uma ou mais inconsistências sejam encontradas na declaração, basta enviar uma declaração retificadora e esperar os próximos lotes.

» Saiba se você caiu na malha fina do Imposto de Renda de 2021

Inicialmente prevista para terminar em 30 de abril, o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física foi encerrado em 31 de maio por causa da segunda onda da pandemia de covid-19. Apesar do adiamento, o calendário original de restituição foi mantido, com cinco lotes a serem pagos entre maio e setembro, sempre no último dia útil de cada mês.

A restituição será depositada na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda. Se, por algum motivo, o crédito não for realizado, como no caso de conta informada desativada, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil.

Neste caso, o cidadão pode reagendar o crédito dos valores de forma simples e rápida pelo Portal BB, ou ligando para a Central de Relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana