estado

IOMAT

Imprensa Oficial de Mato Grosso

Publicados

em


Assessoria

Os registros históricos disponíveis permitem a conclusão de que a Imprensa Oficial do Estado de Mato Grosso foi a primeira Imprensa Oficial do Centro Oeste brasileiro e o primeiro órgão criado pela administração mato-grossense a nível regional. Rememorando-se estes registros, a história da imprensa brasileira retrocede a 6 de julho de 1747, quando foi assinada a carta régia que proibia a impressão de jornais e livros no Brasil colônia, sob pena de confisco e degredo . A vinda da família real para o Rio de Janeiro possibilitou a revogação da mencionada carta régia, cabendo ao próprio Dom João VI a assinatura do decreto que criou a Impressão Régia, a 13 de maio de 1808. Desta maneira, foi assentada a base gráfica para que circulasse o primeiro órgão da imprensa brasileira, a “GAZETA DO RIO DE JANEIRO”, no dia 10 de setembro de 1808. Embora distante, a Província de Mato Grosso, exemplificando o ótimo nível cultural a que havia chegado, foi a primeira em todo o Centro-Oeste a fazer funcionar a sua Imprensa Oficial. Sabe-se que o primeiro jornal da região foi “A MATUTINA MEYAPONTENSE”, que existiu de 5 de março de 1830 a 24 de maio de 1834, no arraial de Meyaponte, hoje Pirenópolis, em Goiás. Acontece que “A MATUTINA MEYAPONTENSE” era editada pela Typographia de Oliveira, de propriedade do comendador Joaquim Alves de Oliveira. Durante o governo do Dr. José Antonio Pimenta Bueno a Província de Mato Grosso adquiriu uma tipografia através de subscrição popular, ficando a mesma subordinada administrativamente à Assembléia Legislativa Provincial de Mato Grosso. Para se ter uma idéia da importância dada à mencionada tipografia, recorda-se que ela foi adquirida em 1838, pouco mais de três anos após a instalação da Assembléia Legislativa Provincial de Mato Grosso e 36 anos antes da solenidade de implantação do Tribunal de Relação da Província de Mato Grosso, hoje Tribunal de Justiça do Estado, no dia primeiro de maio de 1874. Ao fazer funcionar a primeira Imprensa Oficial do Centro-Oeste, a Província de Mato Grosso assegurou a circulação do primeiro órgão da imprensa mato-grossense, o jornal “THEMIS MATTOGROSSENSE”, no dia 14 de agosto de 1839.
Missão: Tornar públicas todas as matérias oficiais no âmbito administrativo, legislativo e judiciário do Estado de Mato Grosso, legitimando os atos e fatos dos poderes contituidos, dando fé pública às matérias previstas por leis, decretos e demais intrumentos normativos congêneres, bem como, prestar serviços gráficos aos órgãos integrantes da Administração Pública.
Ação: Implantação do sistema de automação, abrangendo os processos de envio de matérias para publicação, organização das matérias, diagramação/geração/edição eletrônica do Diário Oficial e Diário da Justiça, geração da matriz para impressão, publicação da versão eletrônica, emissão de boletos para cobrança e controle de valores a receber.
Fonte: IOMAT/MT
Dirigente: Regina Márcia Carvalho de Figueiredo
Telefone: (65) 3613 800065 3613-8000
Site:
www.iomat.mt.gov.br

Comentários Facebook
Propaganda

estado

Polícia Civil e PRF apreendem mais de meia tonelada de cocaína escondida em carga de algodão

Publicados

em

 

.

Aproximadamente 515 quilos de cloridrato de cocaína foram apreendidos na tarde desta quarta-feira (19.06), em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, no município de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá). A droga, dividida em 460 tabletes, estava escondida em meio a uma carga de algodão e tem o valor estimado de mais de R$ 10 milhões.

Dois homens que estavam no caminhão em que a droga era transportada foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas interestadual e associação para o tráfico. O trabalho contou com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e da Delegacia Regional de Barra do Garças.

As investigações da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) iniciaram há cerca de três meses para apurar a atuação de uma quadrilha que foi presa em Pontes e Lacerda, por envolvimento com crimes de roubo, receptação de veículos e tráfico de drogas.

A partir de informações de que integrantes do grupo haviam deixado uma unidade do Sistema Penitenciário, a equipe da DRE iniciou os trabalhos de monitoramento por aproximadamente 20 dias, conseguindo a informação de que os suspeitos transportariam grande quantidade de entorpecente para o estado de São Paulo.

Em continuidade às investigações, os policiais da DRE conseguiram identificar a carreta responsável pelo transporte da droga, já na cidade de Barra do Garças, e foi acionada a equipe da PRF para realizar a abordagem dos suspeitos. Questionados, os dois ocupantes do caminhão apresentaram diversas contradições.

Com os suspeitos foram apreendidos aproximadamente R$ 3.650 em dinheiro, além de uma nota de dólar e dinheiro boliviano. Desconfiando que o entorpecente poderia estar escondido entre a carga de caroço de algodão, os policiais encaminharam o veículo até o pátio da PRF para ser descarregado, ocasião em que o motorista perdeu o controle da direção e tombou o caminhão deixando visíveis os pacotes de entorpecentes.

Entre a carga de algodão foram localizados 15 fardos da substância ilícita, cada um deles com 30 tabletes de cocaína, totalizando 514,750 quilos da droga. Diante dos fatos, os suspeitos foram encaminhados à delegacia para a lavratura do flagrante.

Segundo o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, cada tablete de cocaína tem o valor estimado de R$ 22 mil, causando um prejuízo aproximado de R$ 10 milhões à organização do tráfico de drogas no estado de Mato Grosso.

“As investigações continuam em andamento na DRE para identificar e prender outras pessoas ligadas ao grupo criminoso, tratando-se de tráfico interestadual, com aumento de pena”, explicou o delegado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana