POLÍCIA

Investigação resulta na prisão de envolvidos em homicídio e tentativas de homicídio em Sapezal

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Três envolvidos em um homicídio e três tentativas de homicídio ocorridas no mês de novembro do ano passado, em Sapezal, foram presos após investigações da Polícia Civil do município para esclarecer os crimes.

Com base no material coletado nas investigações, exames periciais, oitivas e outros elementos informativos, o delegado Heberth Hugo Montenegro representou à Justiça pelas prisões após identificação dos suspeitos do crime.

Um dos envolvidos, E.C.E., de 25 anos, foi preso nesta quarta-feira (03.03), em Sapezal. Com apoio da Delegacia de Campos de Júlio, outro dos investigados, M.G.N.F.,de 20 anos, foi detido na cidade.

Já para prender o terceiro envolvido nos crimes, a Delegacia de Sapezal contou com apoio da polícia alagoana, que cumpriu o mandado de prisão do suspeito em Maceió.

Com as investigações em andamento, os policiais civis chegaram à identificação dos envolvidos nos crimes que vitimaram quatro pessoas, dois homens e duas mulheres. Todas foram socorridas ao hospital Santa Marcelina, em Sapezal, mas Jorge Valdo Coelho de Macedo, 34 anos, não resistiu aos ferimentos.

Crime

Na madrugada do dia 30 de novembro, a Delegacia da Polícia Civil foi acionada pela Polícia Militar sobre uma ocorrência com disparos de arma de fogo em um bar, no bairro Águas Claras. No local, os policiais apuraram que as vítimas já haviam sido socorridas ao hospital, pelo Samu.

Testemunhas informaram que viram um veículo na cor preta parar em frente ao bar e dois homens, utilizando capuzes, desceram atirando na direção de Jorge Valdo e das outras três vítimas (um homem de 41 anos e duas mulheres de 27 e 28 anos).

Durante as diligências no local do crime, os investigadores foram informados de que uma das vítimas havia morrido no hospital.  

Um dos atingidos teve perfurações no ombro e nas costas e precisou passar por cirurgia. Já as mulheres foram atingidas nos braços.

Motivação

A partir das evidências colhidas durante a investigação, a Polícia Civil constatou que os crimes podem estar relacionados com o tráfico de drogas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Rapaz que desapareceu no interior de MT é localizado no interior paulista

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas (NPD)da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá localizou nesta quinta-feira (15) Leandro Gouveia Prates, 37 anos. Ele está na cidade de Avaré, interior de São Paulo, e foi levado até à delegacia da cidade para prestar informações, após a Polícia Civil de Mato Grosso comunicar a unidade paulista.

Conforme informações repassadas pela família, ele saiu de Nova Olímpia, no interior de Mato Grosso e disse que viria até Cuiabá realizar uma entrevista de trabalho em uma empresa de telecomunicações. Familiares não tiveram mais contato com Leandro desde que ele pegou um ônibus na rodoviária de Nova Olímpia, no dia 06 de abril.  A família então procurou a Polícia Civil e registrou um boletim pelo desaparecimento do rapaz, que não fez mais contato e estava com o celular desligado. 

Com informações passadas pela família, a equipe do NPD rastreou dados que indicavam que o rapaz teria ido para o estado de São Paulo. Uma irmã de Leandro acessou uma rede social dele e conseguiu o histórico de localização, que foi informado à Polícia Civil.

De acordo com o investigador Rafael Mello, a equipe do núcleo checou os itinerários de ônibus que Leandro poderia ter feito e dificuldade foi maior para localizá-lo porque o rapaz tomou diversas conexões de linhas de ônibus até chegar ao destino final, onde estaria uma namorada que ele conheceu pela internet.

Conforme a apuração do NPD, Leandro recebeu uma proposta de trabalho em uma fazenda de cultivo de tomates, no município de Avaré, e não avisou os familiares para que não ficassem preocupados.

Com os dados do desaparecimento e fotos dele divulgadas nas redes sociais e pela imprensa, funcionários da fazenda onde ele já estava trabalhando tomaram conhecimento da busca por Leandro e o levaram até a delegacia de Avaré. Os policiais civis da cidade paulista então comunicaram a equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana