BRASIL E MUNDO

Internet gratuita e construção de moradias rurais são parte das ações anunciadas pelo Governo Federal para o Maranhão

Publicado


Cerca de três mil maranhenses que vivem em áreas remotas de Imperatriz, Balsas e Açailândia passam a ter acesso à internet gratuita e ilimitada. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (29) e faz parte de um conjunto de ações do Governo Federal para a população do Maranhão divulgado pelo Presidente Jair Bolsonaro e ministros durante evento em Imperatriz.

Ainda foi anunciada a retomada da construção de 218 moradias rurais que estavam paralisadas no estado e o início da elaboração do projeto do Aeroporto Regional de Balsas. E entregue patrulhas agrícolas a associações de produtores rurais.

Internet gratuita

Em Imperatriz, o ponto de internet, que faz parte do programa Wi-Fi na Praça, do Ministério das Comunicações, fica em uma escola municipal do povoado conhecido como “KM 1700”.

Além de apoiar o trabalho dos professores e auxiliar os alunos nos estudos, quem estiver em um raio de 200 metros da antena instalada poderá contar com a internet ilimitada, de 20 megas, no celular ou no computador. É o caso também de uma escola pública do município de Balsas.

“Aqui bem pertinho, no povoado 1700, a partir de hoje, vai ter internet de graça para o povo. Em Balsas, a partir de hoje também tem Wi-Fi na Praça. Aqui [em Imperatriz] vai ser na Escola Afonso Pena onde os professores e alunos poderão ir num raio de 200 metros. Foi instalada essa antena da Telebras”, disse o ministro das Comunicações, Fábio Faria. “Aqui no Maranhão já são 1,3 mil pontos de internet para o povo pobre ter acesso gratuito”, completou.

O objetivo do Wi-Fi na Praça é permitir o acesso gratuito à internet às regiões com baixo índice de conectividade por meio da instalação de antenas.

Já em Açailândia, o sinal está disponível e será instalado em estabelecimento público indicado pelo município. A conexão integra o projeto Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC), que oferta internet com 10 mega de velocidade.

Em todo o Maranhão, já são 1.297 antenas de conexão por satélite, de acordo com o Ministério das Comunicações. A maioria das antenas, 88%, está localizada em escolas públicas e o restante cobre unidades de saúde e de segurança pública, aldeias indígenas e espaços comunitários de inclusão digital.

Moradias

As 218 unidades habitacionais que terão a construção retomada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional vão beneficiar mais de 870 pessoas. Elas estão localizadas em Setubinha (39 unidades), Maranhãozinho (49), São Luis (80) e Bacabal (50).

Aeroporto

Durante o evento, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinou a ordem de serviço que autoriza a elaboração dos estudos e do projeto do Aeroporto Regional de Balsas. O investimento federal será de R$ 1,7 milhão, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Pelo projeto, o aeroporto vai ter um terminal de passageiros, seção contra incêndios, pátio de estacionamento de aeronaves e pista de táxi. Estão previstos, também, estudos ambientais e projeto de engenharia. O prazo para a elaboração do documento é de 15 meses.

Patrulhas Agrícolas

Duas patrulhas agrícolas foram entregues para associações de trabalhadores rurais, um investimento de R$ 230 mil por meio da Codevasf. As máquinas foram para a Associações de Trabalhadores Rurais Feiranovense Monte das Oliveiras, em Feira Nova do Maranhão, e de Produtores Rurais na Agricultura Familiar da Comunidade Riacho do Mato e Região, do município de Balsas.

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Melhorias na BR-163/PA e renovação da Malha Paulista gerarão economia de mais de R$ 1,2 bilhão por ano

Publicado


As obras de pavimentação da BR-163/PA e a renovação do contrato de concessão da ferrovia Malha Paulista neste ano apontam queda no custo Brasil, de acordo com estudos publicados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) no Boletim de Logística. De acordo com o levantamento, tanto a pavimentação da BR-163/PA quanto as melhorias que serão promovidas com a renovação da Malha Paulista aumentarão a eficiência do escoamento da produção agrícola para os portos do Arco Norte e para o Porto de Santos, gerando economia de mais de R 1,2 bilhão, por ano, com a redução de fretes.

O estudo da EPL revela como as más condições da BR-163/PA pode impactar a cadeia logística nacional. A infraestrutura anterior deficitária da rodovia embutia pesados custos no escoamento de grãos oriundos do Mato Grosso, principalmente durante o período de chuvas. A EPL estima que, para o ano de 2018, as perdas associadas às más condições foram de R$ 580 milhões.

Depois que o Governo Federal começou a entregar as obras de pavimentação da rodovia, os estudos mostraram uma redução de mais de 13% nos custos operacionais diretos. Antes, um frete médio de Sinop (MT) a Miritituba (PA), que custava cerca de R$ 10.200, passou a custar cerca de R$ 8.900. Além disso, um motorista que levava cerca de 10 dias para percorrer os 936 quilômetros entre as localidades, agora faz a mesma viagem em quatro dias, em média.

Segundo levantamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), junto ao Movimento Pró-Logística, que representa o agronegócio, um motorista que ganhava cerca de R$ 26 mil/mês, em 2019, agora, com a pavimentação da BR-163 fatura aproximadamente R$ 39 mil – aumento de 50%. Com as melhorias na rodovia, os caminhoneiros também foram beneficiados com a redução no custo de manutenção dos veículos, contribuindo diretamente no orçamento.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana