GERAL

INSS informa que 421 peritos compareceram ao trabalho hoje

Publicado


.

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informaram hoje (23) que 421 peritos médicos federais compareceram aos seus postos de trabalho nas agências da Previdência e realizaram, até as 16h, 3.796 perícias presenciais. Outros 342 peritos deveriam ter retornado ao trabalho nesta quarta-feira mas não voltaram.

Esses atendimentos ocorreram em 135 agências com perícia médica, das 204 que estavam com agenda para hoje. Segundo o INSS, 77% dos peritos em unidades com atendimento trabalharam nesta quarta-feira.

Embora o INSS tenha determinado o corte de ponto dos médicos peritos que não comparecerem ao trabalho, a Justiça Federal no Distrito Federal (JFDF) suspendeu hoje o trabalho presencial da categoria nas agências que adotaram padrões menos rígidos de prevenção de contágio. O juiz Marcio de França Moreira, da 8ª Vara Federal de Brasília, também suspendeu o corte de ponto dos que não atenderam à convocação.

Agências do INSS foram reabertas para atendimento presencial no último dia 14, após terem ficado fechadas por cerca de seis meses devido à pandemia do novo coronavírus. Entretanto, os médicos peritos decidiram não retomar as atividades por considerar que não havia segurança para o trabalho para evitar a disseminação do novo coronavírus. Todas as perícias médicas agendadas foram suspensas até a adequação das agências.

Na semana passada, o INSS fez inspeções em agências de atendimento. Inicialmente, das 169 agências com serviço de perícia médica, 111 foram consideradas aptas a atender o público. O órgão concluiu que as salas de perícia liberadas para atendimento cumprem os protocolos sanitários estabelecidos pelo Ministério da Saúde, a fim de garantir a segurança de servidores e cidadãos com relação à pandemia de covid-19.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
publicidade

GERAL

FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador

Publicado


A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã.Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã.

Força Aérea Brasileira realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã. – Tomaz Silva/Agência Brasil

Para completar a homenage, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã.Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã.

Esquadrilha da Fumaça sobrevoa principais pontos do Rio de Janeiro – Tomaz Silva/Agência Brasil

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã.Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã.

Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã. – Tomaz Silva/Agência Brasil

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana