mato grosso

Inscrições para capacitação em hanseníase estão abertas

Publicados

em


Estão abertas as inscrições para a capacitação em hanseníase. O curso virtual será realizado em três datas diferentes no mês de junho. A atividade é uma parceria entre a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

O curso ocorrerá nos dias 18, 23 e 24 de junho e as inscrições irão até o dia 28 de maio ou enquanto houver vagas. Podem participar da capacitação médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, cirurgiões dentistas e demais profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) com ensino superior completo. Os interessados devem se inscrever neste link

O endereço eletrônico do curso será disponibilizado diretamente aos inscritos. Após esse primeiro ciclo, serão também disponibilizados cursos para demais trabalhadores do SUS.

Foram disponibilizadas 100 vagas para cada dia do encontro virtual. Para inscrição, o aluno deverá escolher apenas uma data disponível. Os três dias de curso discutirão a mesma temática para oportunizar melhor participação dos alunos, pois haverá um tutor para esclarecimentos e acompanhamento dos participantes em cada turma.

A proposta do curso é orientar as equipes de saúde quanto ao manejo clinico no atendimento de casos suspeitos e confirmados de hanseníase. 

Além dessa atividade, o Ministério da Saúde, a SBD e Associação Alemã de Assistência aos Hansenianos e Tuberculosos (DHW) Brasil ofertará uma qualificação virtual voltada para os dermatologistas e Agentes Comunitários de Saúde de Mato também com objetivo de discutir o atendimento de pacientes com suspeita ou em tratamento da hanseníase no Estado. Assim que o Governo Federal confirmar a data e horário, a SES fará a divulgação.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Distribuição de vacinas para lactantes e trabalhadores da assistência social é definida

Publicados

em

Mato Grosso deve iniciar, nos próximos dias, a vacinação contra Covid-19 de lactantes e trabalhadores da assistência social, conforme pactuação da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT). O colegiado de saúde definiu a distribuição para este e outros grupos das 71.440 doses de vacinas enviadas nesta sexta-feira (18.06) pelo Ministério da Saúde, sendo 37.440 da Pfizer e 34.000 da CoronaVac.

De acordo com a Resolução Nº 63, devem ser vacinadas com primeira e segunda doses do imunizante CoronaVac as lactantes de bebês de até 1 ano de idade completos. As doses correspondentes à segunda aplicação deste grupo ficarão reservadas nas Redes de Frio dos Escritórios Regionais de Saúde e entregues em data mais próxima do prazo para a aplicação. Ao todo, deverão ser contempladas com essa remessa de vacina 20% das lactantes.

O documento ressalta ainda que, completado este grupo de lactantes e caso o município ainda disponha de doses destinadas para este público, os imunizantes poderão ser destinados para a vacinação das lactantes de crianças de 1 ano e um dia de idade até 2 anos completos.

Já os trabalhadores da assistência social serão imunizados com a primeira dose da Pfizer. A pactuação prevê a vacinação de 91,6% deste público. A imunização ocorrerá conforme a relação atualizada destes trabalhadores, com base nos cadastrados do Sistema Nacional de Cadastro de Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social, mantido pelo Ministério da Cidadania.

Outros grupos

A resolução ainda definiu que um quantitativo das doses da Pfizer deverá contemplar a aplicação da primeira dose em gestantes e puérperas com comorbidades e sem comorbidades com prescrição médica, pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente grave, forças de segurança, salvamento e forças armadas, além de trabalhadores da educação.

Parte das doses da CoronaVac serão destinadas a seis municípios do Estado, que farão a segunda aplicação para conclusão do esquema vacinal dos grupos de trabalhadores da saúde, pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas, em pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, gestantes e puérperas pertencentes. Serão contemplados com essas doses os municípios de Apiacás, Campo Verde, Cuiabá, Luciara, Rondonópolis e Tesouro.

Para a vacina da Pfizer, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 12 semanas. Já para a vacina CoronaVac, o prazo da segunda dose varia entre 14 e 28 dias. O detalhamento das vacinas por público-alvo pode ser acessado no documento em anexo.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 1.572.670 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira a seguir, em anexo, a quantidade de doses que cada município vai receber.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana