Navios são afundados em programa para revitalizar ecoturismo náutico

A ação faz parte do Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico proposto pela Embratur com foco no turismo náutico.

Fábio Massalli

Da Assessoria

Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico

Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama),  a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Embratur e a Marinha afundaram dois navios na costa de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco, nesta segunda-feira (16). 

 

A ação faz parte do Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico proposto pela Embratur com foco no turismo náutico. O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para comentar o assunto e disse que o afundamento vai promover o turismo de mergulho e o abrigo de peixes.

 

De acordo com o diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur, Osvaldo Matos de Melo Júnior, a ideia é reformular políticas públicas que aliem desenvolvimento e sustentabilidade para alavancar o turismo brasileiro.

 

Os navios Riobaldo e Natureza passaram por um processo de remoção de tinta para evitar a intoxicação da água. Todo o preparo foi acompanhado pelo ICMBio, que desenvolve estudos de impacto ambiental. 

 

Segundo o Ministério do Turismo, o afundamento de vagões, aeronaves, embarcações de diversos tamanhos, estátuas gigantes e viaturas blindadas em áreas propicias para o mergulho vão trazer desenvolvimento de pousadas, hotéis e resorts e são prioridade para a pasta. 

 

 


Fonte: Portal Mato Grosso

Visite o website: wwww.portalmatogrosso.com.br