Forças policiais cumprem 14 mandados de prisão e 7 de busca e apreensão

As investigações tiveram início há 30 dias e as ações iniciaram às 6 horas desta quinta-feira (01.08), seguindo até domingo (04.08), na região de Tangará da Serra

Débora Siqueira *

PJC MT

A Operação Manaki Avem II conta também com apoio do Corpo de Bombeiros, Cioaper e as equipes de fiscalização da Prefeitura Municipal de Tangará da Serra - PJC MT.jpg

A Operação Manaki Avem II conta também com apoio do Corpo de Bombeiros, Cioaper e as equipes de fiscalização da Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Quatorze mandados de prisão e sete de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça de Tangará da Serra (240 km a Médio Norte de Cuiabá) contra suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas, homicídios, roubos e receptação no município, sede da 7ª Região Integrada de Segurança Pública. As ações iniciaram às 6 horas desta quinta-feira (01.08) e seguem até domingo (04.08).

 

O delegado Adil Pinheiro, um dos coordenadores da operação, disse que os trabalhos de investigação começaram há 30 dias e contaram com ajuda de informações da inteligência da Polícia Militar.

 

“A operação continua e os mandados serão cumpridos até o fim da operação. Os que não foram encontrados já são considerados foragidos e as Polícias Civil e Militar estão empenhadas em localizá-los. Fizemos levantamento de possíveis locais de tráfico de drogas com apoio da PM, que nos repassou as informações e colaborou com as representações que fizemos junto à Justiça”, detalhou Pinheiro.

PJC MT

Operação Manaki Avem 2 9.jpeg

Operação Manaki Avem II

Os resultados das ações integradas e também da repressão e ostensividade feita pela PM e as investigações da Polícia Judiciária Civil resultaram na redução dos índices de criminalidade na Risp de Tangará da Serra.

 

De acordo com os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), houve redução de 28% nos homicídios dolosos na região, sendo 23 casos neste primeiro semestre contra 32, no ano passado. Somente na cidade de Tangará da Serra foram 5 casos registrados de janeiro a 30 de junho.

 

O comandante regional da Risp de Tangará da Serra, coronel PM Heverton Mourett, celebra os dados de redução, mas considerou que o maior desafio será diminuir os índices de furtos na regional, que teve 2% a mais do que no mesmo período do ano passado.

PJC MT

Operação Manaki Avem 2 9.jpeg

Operação Manaki Avem II

“Não foi à toa que desenvolvemos essa operação, pois quando fazemos o enfrentamento ao tráfico de drogas, isso repercute em outros crimes associados, como roubos e furtos e o homicídio. Entre as ações que vamos desenvolver ainda está em encontrar esse público consumidor e revendedor de drogas”, pontuou.

 

Ações integradas

 

De acordo com secretário-adjunto de Integração Operacional, coronel PM Victor Paulo Fortes, neste semestre foram realizadas 42 operações integradas em Mato Grosso, que resultaram em quase 400 pessoas presas, 132 veículos recuperados e 68 armas não registradas apreendidas.

PJC MT

Operação Manaki Avem 2.jpg

Operação Manaki Avem II

“Alcançamos mais de 100 municípios e observamos que os resultados são positivos em dois aspectos: primeiro, é a união e o esforço de todas as instituições no combate à criminalidade, outro aspecto é que com o acompanhamento semanal dos indicativos das Risps, conseguimos manter queda nos índices de criminalidade mês a mês”, explicou.

 

A Operação Manaki Avem II conta também com apoio do Corpo de Bombeiros, Cioaper e as equipes de fiscalização da Prefeitura Municipal de Tangará da Serra.

 

* Sesp-MT 

 


Fonte: Portal Mato Grosso

Visite o website: wwww.portalmatogrosso.com.br