BRASIL E MUNDO

Idade máxima de beneficiados pelo Criança Feliz será ampliada

Publicados

em


A idade máxima dos beneficiados pelo programa Criança Feliz passará de 36 meses para 5 anos e 11 meses. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (3) pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, que cumpre agenda no município de Guaíba (RS) e esteve acompanhado pelo secretário Especial de Desenvolvimento Social, Sérgio Queiroz, e pela secretária Nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira. Atualmente, são 1,1 milhão de atendidos pela iniciativa, incluindo gestantes e crianças de 0 a 3 anos.

“Sabemos como é importante desenvolver todo o potencial da criança: cognitivo, social e afetivo. O prazer em aprender é desenvolvido a partir do terceiro ano de idade até quase os 6 anos. A conjugação das ações permitirá que uma criança de uma família pobre, vulnerável, chegue ao primeiro ano do ensino fundamental com a mesma condição de uma de classe média. Hoje, ela chega com 40 vezes menos capacidade”, ponderou o ministro Onyx Lorenzoni.

O Criança Feliz é um programa do Governo Federal que trabalha o desenvolvimento infantil, habilidades cognitivas e motores das crianças, além do fortalecimento da parentalidade (vínculo e papel dos cuidadores na vida da criança), tudo por meio de brincadeiras propostas pelos visitadores, a partir da visitação domiciliar às famílias. A iniciativa está presente em 2.928 municípios brasileiros. Já foram feitas mais de 40 milhões de visitas, com atendimento a mais de 1,1 milhão de crianças e gestantes.

 

Com informações do Ministério da Cidadania

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

Publicados

em


source
 'Queiroga com certeza será reconvocado à CPI', diz Omar Aziz
Reprodução

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

O senador e presidente da CPI da Covid , Omar Aziz (PSD-AM), se posicionou sobre o depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, como a “grande decepção” da comissão até o momento. Em relação as falas pouco objetivas, Aziz reiterou que Queiroga “com certeza” será reconvocado. As falas foram reproduzidas em uma entrevista no YouTube para o canal do historiador Marco Antônio Villa.

O motivo que levou o presidente da comissão em buscar uma nova audiência para ouvir Queiroga é a constante contradição entre as diretrizes do Ministério da Saúde e as políticas públicas do governo Bolsonaro .

Queiroga declarou inúmeras vezes que não se pronunciaria em seu depoimento pois não havia um protocolo de tratamento para a covid-19 elaborado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec).

Renan Calheiros declarou no último sábado (08) que a estratégia adotada pelo cardiologista comandante do Ministério da Saúde de não responder objetivamente as perguntas é uma outra maneira de “não falar a verdade”.

Aziz ratificou o posicionamento de Calheiros ao declarar que “a gente perguntava se ele era a favor da cloroquina – e ele não citava a palavra cloroquina, falava em ‘fármacos’ -, ele jogava para a Conitec”.


O presidente da CPI argumentou que o posicionamento de Queiroga visa “não magoar o chefe” e que as contradições existentes dão base para que o ministro seja reconcado”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana