MULHER

Horóscopo do dia: previsões para 22 de junho de 2021

Publicados

em


source
Mandala
Marcelo Dalla

A mandala é desenhada pelo astrólogo Marcelo Dalla


ÁRIES 

Você conta agora com mais energia com Marte em Leão e a volta de Mercúrio ao movimento direto. É hora de sair da estagnação. Tomar providências, iniciativas e atitudes com autonomia, priorizar aquelas tarefas que dependem só de você. Porém, com a Lua quase cheia, é importante evitar confrontos! Continue a elaborar estratégias com mais planejamento e menos impulsividade. Invista na determinação, na disciplina, na dedicação ao trabalho e aos novos projetos. Procure dosar expectativas com mais realismo e senso prático. 


TOURO

O céu favorece uma postura madura, responsável e comprometida. Todos podem ficar mais inquietos, as emoções transbordam na semana de Lua cheia. Evite discussões, releve e procure ceder. É importante ampliar a visão e compreender as razões das pessoas à sua volta. Assuntos ligados à casa, família e relacionamentos pedem cuidado e atenção, com o confronto de Vênus e Plutão. Observe se há atitudes controladoras e manipuladoras em suas relações. Priorize a segurança mental, emocional e física. 

GÊMEOS

A semana tem potencial mais produtivo, agora que Mercúrio retoma a rota direta. Aproveite para arregaçar as mangas e dar um gás nos assuntos profissionais, demonstrando comprometimento e profissionalismo. Continue a evitar disputas. Aos poucos tudo se esclarece e o que estava empacado se desenrola. Boas ideias, novas informações e oportunidades estão à sua frente, basta boa vontade e simpatia. A produtividade e a determinação podem crescer na medida em que investe no que realmente gosta de fazer. 

CÂNCER

As emoções tendem a transbordar na semana de Lua cheia, aproveite para organizar ideias e sentimentos, cultivar uma visão mais objetiva da vida. Procure cuidar bem de si mesmo, cercar-se de coisas que ama. Você pode seguir mais sensível e ao mesmo tempo mais determinado. Pode se dedicar à produtividade, com uma postura mais profissional. Vênus e Plutão podem um olhar mais cuidadoso para a forma como supre suas carências, para que possa superar possíveis desavenças nas relações. Confiança e clareza retornarão com seu aniversário!

LEÃO 

Em tempos de Lua quase cheia, não é bom alimentar conflitos, as reações podem ser mais exaltadas. Aproveite o período para atividades criativas. Marte segue em seu signo, favorecendo uma atitude mais confiante, para que possa atrair oportunidades nas finanças e no amor. Atividades físicas e cuidados com a imagem ficam favorecidos. Mas não espere resultados imediatos, deixe de lado cobranças e confrontos. É importante que seja perseverante, profissional e disciplinado para alcançar seus objetivos. 

VIRGEM

Você viu?

Os aperfeiçoamentos que tem promovido podem começar a revelar bons resultados. Com seu olhar clínico você pode perceber tudo com mais clareza. Dedique-se a oferecer um serviço ou produto impecável. A apresentação pessoal, a preocupação com a credibilidade e a estética são importantes e podem abrir portas. Período de culminância em muitas situações, não dê corda para críticas e discussões. A força está na sua capacidade de se manter tranquilo e em paz. A preferência vai para atividades criativas, com mais liberdade e autonomia.

LIBRA

Período ideal para buscar atividades mais simples, prazerosas e relaxantes. Recolhimento, intimidade e economia de recursos resultam em mais vantagens do que exposição, risco, impaciência, futilidades e impulsividade. Cuidado com a carência exacerbada, as reações emocionais tendem a ser mais intensas e exaltadas. Você pode perceber se há manipulações em seus relacionamentos amorosos ou familiares. Não é hora de forçar situações ou confrontar as pessoas. Melhor investir na beleza, nas artes e na criatividade. 

ESCORPIÃO

Vale cultivar uma postura mais objetiva, porém, mais independente também. É tempo de ampliar a visão, investir em conhecimentos libertadores. Procure também cultivar a generosidade e o espírito comunitário para somar forças, ao invés de dividir. Com a Lua quase cheia, algo que tem lhe incomodado pode ser transformado, através de uma profunda análise de suas causas. Basta voltar o olhar para si mesmo, ao invés de projetar culpados. Vale refletir sobre suas ambições também, para dimensioná-las com consciência.

SAGITÁRIO

Semana boa para investir na produtividade, perseverar em seu trabalho e encaminhar assuntos profissionais. Júpiter segue retrógrado, é bom lembrar que os esforços são reconhecidos com o tempo, com estudo, preparo, determinação e disciplina. Demonstre leveza e alto astral, pois com a Lua quase cheia as reações emocionais tendem a se exaltar. O Sol segue em Câncer, é melhor optar pela segurança e os encontros mais íntimos. Você pode harmonizar as relações com mais disposição e abertura para compreender o outro. 

CAPRICÓRNIO

Você pode cultivar mais foco, organização e objetividade com a harmonia entre Mercúrio e Saturno. Porém, evite impor sua opinião, seja gentil e diplomático para obter bons resultados em suas iniciativas. Disputas e controle podem trazer prejuízos. Planos e negociações avançam se houver maturidade, honestidade, profissionalismo e abertura para inovações. Outra dica importante: respeitar a liberdade de pensamento, conectar-se com soluções originais, novas tecnologias e correntes vanguardistas.

AQUÁRIO

O Sol segue harmonia com Júpiter para favorecer uma visão mais ampliada da vida! Mas é importante ser cuidadoso em relação aos compromissos e honrar sua palavra. Mercúrio e Saturno se alinham: aproveite a semana para pôr em dia trabalhos atrasados, atender seus compromissos com profissionalismo e comprometimento. Concentre-se agora em completar uma série de pequenos afazeres, passo a passo, um assunto de cada vez. Justamente com eles é que chegará no grande caminho almejado.

PEIXES

Mais gentileza e independência. Menos controle, cobranças e discussões. Ao interagir com leveza, pode encontrar respostas criativas, seguir em frente mais confiante e atrair oportunidades. Ao demonstrar competência e dedicação, você pode angariar colaboradores e abrir novas portas no trabalho. Com senso prático e objetividade, comprometa-se com seus sonhos! Aproveite para esclarecer dúvidas, pesquisar melhor, rever velhos conceitos e encontrar soluções inovadoras para velhas questões.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

MULHER

Especialista explica como tornar o retorno à escola um processo tranquilo

Publicados

em


source
Professora e aluna de máscara
FreePik

Professora e aluna de máscara


Muitas crianças e adolescentes retornam às aulas presenciais nesta segunda-feira (2).  Isoladas em casa e com o ensino remoto desde março de 2020 , devido à pandemia pela Covid-19, voltar ao convívio social não é como voltar de férias nem mesmo como a primeira ida à escola. Além das máscaras e protocolos de higiene, neste período muitas crianças foram educadas sobre o distanciamento social e os riscos de proximidade – que fazem parte do protocolo para volta às aulas

Muitas crianças e adolescente perderam pessoas em sua vida – o Brasil soma, pelo menos,  45 mil órfãos  pelo coronavírus – e este fator também deve ser levado em consideração quando se fala do retorno às aulas . Para entender mais sobre quais comportamentos devem servir de alerta aos pais e educadores, bem como medidas que podem ser tomadas, o iG Delas conversou com a psicóloga Nanda Perim.

A escola é uma piscina

“A grande diferença da adaptação escolar antes e agora são duas. Primeiro que as crianças estão há muito tempo dentro de casa, sem conviver com outras crianças. Com um convívio mais intenso com os pais – e isso faz uma diferença grande. Então é uma adaptação mais intensa. A segunda grande diferença é que os pais provavelmente não podem entrar na escola.”

A especialista fala que a escola é uma piscina com água gelada que a criança precisa se acostumar e traz o questionamento sobre jogar a pessoa de uma vez ou respeitar o ritmo dela. “Você jogar essa criança em uma piscina de água gelada e ir embora, essa criança vai sofrer e criar uma uma sensação de insegurança naquele ambiente. Não vai querer ir, alguns dias depois não vai querer nem entrar, nem colocar uniforme ou chegar perto da escola.”

Você viu?

Apesar da cultura que normaliza o choro das crianças, independente do tempo e do que ele possa ocasionar (como vômito), a especialista diz que ele é um sinal de alerta, se não o primeiro, de que a adaptação não está fluindo. Além disso, a apatia merece uma atenção especial e não deve ser confundida com bom comportamento.

De acordo com Nanda, provavelmente a criança está anestesiada porque o cérebro dela ficou com tanto medo e ela não soube lidar, que desligou. Por fim, a agitação também é um ponto de alerta sobre não conseguir enfrentar a situação.

Crianças enlutadas

Com mais de 500 mil mortos pela Covid-19 no Brasil, muitas crianças e adolescentes que vão retornar para as escolas estão vivendo um luto. Assim, apesar do clima de comemoração pela volta às aulas, é importante lembrar este contexto não só na recepção, mas nos dias letivos que seguem. A especialista ressalta a importância da instituição docente conhecer a realidade e o que aconteceu com o aluno neste período em que as aulas foram remotas.

“Eu recebi a mensagem de uma mãe de gêmeos que tinha acabado de perder o marido e, na adaptação, ficou o primeiro dia de aula e não perguntaram nada. Os meninos ficaram chorando o dia inteiro e, quando a mãe foi buscar na escola, a professora falou que um deles devia ser autista porque ele é muito esquisito. Então, olha essa recepção, a mãe e as crianças enlutadas. O que elas recebem: um rótulo. Um diagnóstico totalmente antiético, anti-profissional. Assim, a maior preocupação tem que ser em contextualizar a realidade dessas crianças para adaptar.”

A especialista destaca que cada criança tem seu tempo, mas que, dentro dessas condições, provavelmente o período de adaptação dure cerca de dois ou três meses. Neste tempo, o esperado é que elas não queiram ir alguns dias, ou ficar um período menor do que o programado, tenham dificuldade em dividir os brinquedos e outras interações sociais. Nanda aponta que é preciso paciência e acolhimento neste processo.

“Eu sugiro que as escolas façam vídeos apresentando os professores, a sala de aula, aquela escola, para a criança chegar na escola já ambientalizada. São vários detalhes que podem fazer toda a diferença. Uma coisa que os pais podem fazer é ter uma rotina na parte da manhã, um ritual de ir pra escola. Então a criança vai começar a se acostumar com a temperatura da água antes de sair de casa. Você vai dar vários avisos, vai botar o uniforme na frente da criança porque vai começar a conversar sobre como a escola é legal, por que é legal, o que tem de legal lá. O vídeo ajuda nisso: ‘Lembra da professora? Você vai encontrar ela lá. Lembra daqueles brinquedos? Você vai encontrar eles lá.’ Então, todo um ritualzinho antes de sair de casa para essa criança não chegar tão crua na porta da escola”, conclui.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana