cultura

Governo de MT ajusta valores dos editais Movimentar e amplia atendimento a profissionais da cultura e do esporte

Publicados

em

Os editais abertos pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) para auxiliar financeiramente os profissionais dos setores cultural e esportivo afetados pela pandemia foram retificados nessa quinta-feira (17.06). Com o anúncio do governador Mauro Mendes ampliando o valor total investido de R$ 2 milhões para R$ 3 milhões, houve um acréscimo na quantidade e nos valores das propostas atendidas.

“Agradecemos a sensibilidade do governador Mauro Mendes, que mais uma vez demonstra sua preocupação com as dificuldades enfrentadas pelos profissionais da cultura e do esporte. É um reforço que fará muita diferença, pois conseguiremos contemplar um número maior de trabalhadores e com mais recursos para cada um”, destaca o titular da Secel, Alberto Machado, o Beto Dois a Um.

Cada seleção pública conta agora com R$ 1,5 milhão para contratação de projetos a serem desenvolvidos pelos profissionais dos setores culturais e esportivos em todo o estado. Além de buscar minimizar as perdas dos trabalhadores que ainda sofrem os impactos das restrições de atividades, as contratações irão propiciar o acesso da população à cultura e a intervenções para o bem-estar, saúde e qualidade de vida.

No edital Movimentar Cultura, a quantidade de projetos beneficiados passou de 250 para 300, e o valor para cada ação também aumentou, indo de R$ 4 mil para R$ 5 mil. Outra retificação aconteceu na relação de segmentos culturais, que foram divididos em 16 categorias, em vez das 14 programadas anteriormente.

A atualização possibilitou a separação e atendimento com quantidade específica de projetos dos segmentos de literatura e de livro, leitura e biblioteca, bem como o desmembramento de artes visuais e de artesanato.

No edital Movimentar Desporto, Paradesporto e Lazer, o acréscimo no investimento viabilizará a seleção de 500 projetos de R$ 3 mil cada um. Inicialmente, seriam selecionados 400 projetos de R$ 2,5 mil.

As inscrições seguem abertas até o dia 09 de julho, devendo ser feitas exclusivamente pela internet. Para se inscrever, a orientação é ler antes os editais e suas retificações para depois acessar o formulário online de preenchimento dos dados e inserção dos documentos necessários.

Os proponentes que se inscreveram antes das retificações devem refazer a inscrição. Isso porque o formulário online foi atualizado e a planilha orçamentária com a descrição de despesas precisa ser inserida com os novos valores.

Outras informações dos editais

De demanda livre, o edital Movimentar Cultura vai selecionar quaisquer atividades relacionadas aos segmentos de teatro, dança, circo, literatura, biblioteca, música, audiovisual, artes visuais, artesanato, povos e comunidades tradicionais, culturas LGBTQIA+, urbanas e negras e de matriz africana, patrimônio histórico, produção cultural, áreas técnicas e backstage, e economia criativa.

Dessa forma, os trabalhadores do setor cultural podem inscrever projetos de shows artísticos, palestras, oficinas, debates, etc, que deverão ser disponibilizados preferencialmente por meio da internet em formato ao vivo ou gravado.

Já o edital Movimentar Desporto, Paradesporto e Lazer contemplará projetos dos segmentos de esporte de alto rendimento, saúde, recreação e lazer, esporte de inclusão, esporte educacional, ações formativas e política de gestão e administração esportiva.

As atividades desportivas devem ser disponibilizadas ao público em cinco videoaulas por meio de redes sociais. Podem se inscrever profissionais de educação física credenciados pelo Conselho Regional (CREF-17), gestores esportivos e instrutores de dança e lutas.

As duas seleções públicas estão abertas somente para pessoas físicas domiciliadas em Mato Grosso. E cada proponente deve se inscrever em apenas um dos editais Movimentar, ou da cultura ou do esporte.

Serviço

Editais Movimentar

Prazo para inscrição: 09 de julho

Acesso aos editais e links de inscrição: ww.secel.mt.gov.br/editais

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

cultura

Benedito Nunes será homenageado no 26º Salão Jovem Arte

Publicados

em

 

Entre os dias 6 de outubro e 10 de dezembro, em Cuiabá, ocorre a 26ª edição do Salão Jovem Arte, a mais tradicional mostra artística de Mato Grosso. Entre os homenageados estará Benedito Nunes, considerado um dos mais importantes artistas plásticos do Brasil. Ele faleceu em 2020 após uma parada cardíaca.

“Benedito Nunes é um orgulho para todos os mato-grossenses, nosso Van Gogh do Cerrado que agora recebe justa homenagem nesta que é a mais importante vitrine das artes plásticas de Mato Grosso. Será sempre lembrado”, destacou Beto Dois a Um, secretário de Cultura, Esporte e Lazer.

O Salão Jovem Arte deste ano terá exposições em três diferentes locais: na Galeria Lava Pés; no Museu de Artes e Cultura Popular (MACP-UFMT); e no Sesc Arsenal, além da possibilidade de visitação virtual.

As inscrições para a 26ª edição do Salão Jovem Arte encerram neste domingo (08.08), e podem ser realizadas pelo site www.discosimaginais.com.

Van Gogh do Cerrado

Detentor de uma técnica apurada, Benedito Nunes ficou conhecido pela produção de obras que retratam a regionalidade. Uma de suas maiores inspirações era o cerrado mato-grossense, mas também pintava o cotidiano da cuiabania com maestria.

Além de o artista cuiabano ser homenageado na nova edição do Salão Jovem Arte, também é motivo de inspiração para o projeto “Benedito Nunes Tributo ao Mestre do Cerrado” –  que vai retratar grande parte da caminhada do artista na consolidação de um trabalho de mais de 30 anos.

Um documentário, um site e oficinas fazem parte de uma série de homenagens que serão dedicadas ao saudoso artista.
Nunes, além de ser um artista acessível e carismático, era famoso por retratar o cenário mato-grossense. Assim ficou conhecido como o Van Gogh do Cerrado, deixando sua marca na arte brasileira. Um ano após sua morte, o artista ainda é muito bem lembrado pela importância de sua produção cultural e pelo seu grande papel junto à “Geração 80”.

O projeto foi idealizado pela artista visual Tânia Prado, que por meio do Edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), conseguiu “concretizar um sonho”. Ela ressalta a importância de Nunes para a formação de tantos outros artistas mato-grossenses.

Em muitas de suas viagens por Mato Grosso, Benedito ministrou oficinas na Casa Cuiabana e também circulou por muitos municípios, tendo incentivado assim, o surgimento de novos talentos, lembrou Tânia.

“Já acompanhava o trabalho dele há muito tempo, mas pessoalmente o conheci em 2014. Sempre nutri uma admiração muito grande pelo artista” relatou Tânia Prado.

A técnica utilizada pelo artista plástico remonta a simplicidade e ao quase realismo absoluto, por isto, o foco do projeto é destacar como Nunes desenvolveu suas telas e a sua relação com a natureza e o urbano. Ou seja, o projeto não só valoriza sua obra, como também, enaltece sua contribuição para a formação da cultura mato-grossense, e é isso que o artista sempre buscou, uma arte democrática, e acessível.

“As atividades serão transmitidas pela internet, e o público será estimulado a criar obras a partir da mesma técnica de pintura com os dedos e com a iconografia de Benedito Nunes”, ressaltou Tânia.

Além das oficinas e do documentário, haverá também um portal online dedicado a expor as obras do artista.  As obras de Benedito Nunes já foram expostas em mostras coletivas e individuais, com exposições como a do MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo e MAM Rio em 1981, MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, em 1980 e 1991. Com temas variados, as obras de Nunes passeiam pelo cotidiano urbano e rural, visitam bares, caem na noite, circulam pelo cerrado.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana