cultura

Governo complementa valor do edital MT Afluentes; confira resultado preliminar

Publicados

em

L“Está se materializando cada vez mais a importância dos municípios para a construção de políticas públicas culturais em Mato Grosso”, destaca o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, ao anunciar a divulgação do resultado preliminar do edital MT Afluentes. Direcionado a prefeituras municipais, a seleção pública pré-aprovou 93 propostas nos dois eixos (Cultura e Especial Natal) e teve o valor do recurso ampliado de R$ 12 milhões para R$ 12,880 milhões.

Devido à grande procura no eixo Especial Natal e a disponibilidade de vagas remanescentes em algumas categorias do eixo Cultura, os valores foram remanejados entre os dois tipos de atuação. Além disso, o governador Mauro Mendes autorizou a complementação de mais R$ 880 mil para o financiamento das ações do eixo Natal propostas pelas prefeituras.

No eixo MT Afluentes – Cultura, em que os municípios podem executar quaisquer ações que tenham relação com os diversos campos e linguagens artístico-culturais, foram pré-aprovadas 40 propostas. Com previsão inicial de atender 52 projetos, esse eixo de atuação recebeu um total de 48 inscrições de propostas válidas, que puderam ser classificadas nas fases de habilitação documental e de seleção.

Já o MT Afluentes – Especial Natal totalizou 53 propostas pré-aprovadas e contou com outras 10 inscrições classificadas nas etapas do processo seletivo. Nesse eixo de atuação, a demanda também é livre, podendo o município realizar atividades de cunho sociocultural e de lazer, incluindo decoração e programação cultural, que integrem a temática natalina.

Com a suplementação autorizada pelo Governo do Estado, foi possível aumentar a quantidade de projetos a serem atendidos em duas categorias do eixo Especial Natal, que estão divididas de acordo com o número de habitantes por localidade.

Para os municípios com população que vai de 30 a 50 mil habitantes, o número de propostas beneficiadas passou de quatro para sete. Nessa categoria, o valor disponível por projeto é de R$ 300 mil. E para os municípios acima de 50 mil habitantes, agora serão seis propostas atendidas, em vez de três previstas inicialmente. Nesse caso, cada projeto selecionado receberá R$ 400 mil para sua execução.

“Quero agradecer a todos os municípios que se empenharam e enviaram suas propostas. Muitas ideias maravilhosas, mostrando que a nossa cultura está realmente de parabéns. Boa sorte a todos e novamente obrigado por nos ajudar a escrever uma nova história para a cultura de Mato Grosso”, conclui o titular da Secel.

Próximas fases 

Conforme especificado na seleção pública, o prazo para apresentação de pedido de reconsideração à Comissão de Seleção é dois dias úteis contados a partir da data de publicação do resultado preliminar. Como o documento foi publicado no site da Secel na noite de segunda-feira (18.10), os proponentes podem apresentar o pedido até quarta-feira (20.10).

A justificativa deve ser feita exclusivamente por meio do Formulário-Modelo (anexo VI do edital) e enviada ao endereço eletrônico: [email protected]

A homologação do resultado final do edital MT Afluentes será divulgado na sexta-feira (22.10).

Serviço

Acesso ao edital, anexos e resultados: www.secel.mt.gov.br/editais

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

cultura

Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia este mês; veja trailer do filme

Publicados

em

O misticismo na Serra do Roncador, conhecida pela forte energia espiritual e natureza exuberante, é a inspiração para o documentário “O Dedo de Deus: contatos mágicos na Serra do Roncador”, que estreia no mês de dezembro em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá.

Produzido com recursos do edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT), terá a primeira exibição pública presencial nesta quarta-feira (1º.12), em duas sessões, para a comunidade da Escola Estadual Irmã Diva Pimentel, em Barra do Garças.

Para o público geral, o documentário estreia no dia 07 de dezembro, às 19h, em Cáceres e Barra do Garças. Em Cáceres, será no 3º Festival de Cinema Olhares do Pantanal. E em Barra do Garças, no auditório da Prefeitura Municipal. Uma semana depois, em 14 de fevereiro, a exibição pública será em Cuiabá, às 19h, no cinema do Sesc Arsenal.

O trailer do filme:

 

O curta-metragem foi selecionado no edital MT Nascentes da Secel, viabilizado por meio da Lei Aldir Blanc, e retrata o misticismo na Serra do Roncador a partir da reflexão sobre a fuga da rotina e do sistema econômico, que valoriza os bens materiais, a busca pelo amadurecimento espiritual que intriga a razão, a cura das feridas emocionais.

A idealizadora do projeto, a jornalista Aliana Camargo, afirma que a realização do documentário é uma provocação interna para ela e para os que assistem. “Ele traz o benefício da dúvida para quem é cético, e instiga os que estão na busca de saber o que há além dos nossos cinco sentidos materiais. Além disso, mostra a riqueza exuberante da Serra do Roncador, que é um lugar com uma energia muito forte”. Aliana também assina o roteiro e a direção do filme.

A produção audiovisual é estruturada a partir do relato de experiências metafísicas e de evolução da consciência humana vivenciadas pelo ator cuiabano André D’Lucca, um apaixonado pela região. Do primeiro encontro com a serra, ainda na adolescência, às mais de 30 viagens ao Roncador na fase adulta, André conta sua trajetória em busca de autoconhecimento e de conexão com o divino.

O mistério que transcende a realidade material também se fortalece com os depoimentos de pesquisadores e de espiritualistas que consideram o Roncador um santuário espiritual e metafísico, um chacra da Terra. Mais do que a porta da Amazônia Legal, a Serra do Roncador seria um portal para o desconhecido.

O título do filme, O dedo de Deus, é uma menção à formação rochosa no Roncador bastante visitada por turistas e místicos do Brasil e do exterior, por ser considerado um local onde há grande concentração energética. Com 31 minutos de duração, o filme foi realizado em parceria com o Núcleo de Produção Digital da Universidade Federal de Mato Grosso (NPD/UFMT) do campus Araguaia.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana