Saúde

Governadores apresentam novos documentos sobre a Sputnik V à Anvisa

Publicados

em


source
Sputnik, imunizante russo que teve o registro emergencial negado pela Anvisa
Foto: Divulgação/União Química

Sputnik, imunizante russo que teve o registro emergencial negado pela Anvisa

Na tentativa de reverter a negativa de importação da Sputnik V feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na semana passada, os governadores do Nordeste apresentaram novos documentos ao órgão sobre a vacina.

Além de um relatório do Instituto Gamaleya, entidade russa responsável pelo desenvolvimento do imunizante, foi encaminhada uma manifestação técnica do Comitê Científico de Combate a Coronavírus do Consórcio do Nordeste, formado por nove Estados da região.

 Neste documento,o Consórcio Nordeste defende que a eficácia e segurança Sputnik V foram “provadas por testes clínicos fase 1/2 e 3 já publicados em revistas científicas de alto impacto e em avaliação de campo após vacinação em massa”.

O Consórcio afirma que pode solicitar a importação da vacina “de forma emergencial e de caráter excepcional, adicionando salvaguardas para assegurar a qualidade dos lotes importados da Rússia preservando a saúde da população brasileira”.

Em paralelo, o governador do Piauí, Wellington Dias, e do Pará, Helder Barbalho, se reúnem nesta tarde com o embaixador da Rússia, Alexey Labetskiy, para reafirmar o interesse dos Estados do Nordeste e do Norte na compra da Sputnik V. Já foi formalizada entre a fabricante russa e os Estados a compra de 37 milhões de doses do imunizante.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Rio pretende vacinar todos grupos até 18 anos até outubro

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou, nesta quarta-feira (12), o calendário de vacinação até outubro deste ano, quando deverá vacinar pessoas de todos os grupos até 18 anos de idade. Porém, a prefeitura ressalta que isto só será alcançado se não houver atrasos nas entregas das vacinas.

Em maio, estão sendo vacinadas pessoas dos grupos prioritários, entre 45 e 18 anos. Entre esses, pessoas com comorbidades, deficiência permanente, trabalhadores da saúde, guardas municipais envolvidos em ações de saúde pública e medidas de distanciamento, pacientes renais crônicos, com síndrome de Down, gestantes e puérperas (mulheres que acabaram de dar à luz).

Em junho, começam a ser vacinadas pessoas entre 59 anos e 51 anos. Em julho, é a vez das pessoas entre 50 anos e 42 anos. Em agosto, serão vacinadas pessoas entre 41 anos e 33 anos. Em setembro, a vacina será aplicada em pessoas entre 33 e 24 anos. E, em outubro, serão imunizados todos entre 24 e 18 anos de idade.

As tabelas completas, com as idades e dias de vacinação, podem ser acessadas na página da prefeitura do Rio .

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana