mato grosso

Gestoras avaliam positivamente os primeiros 10 dias de funcionamento do Centro de Triagem da Covid-19

Publicado


.

No dia 31 de julho, o Centro de Triagem da Covid-19, estruturado na Arena Pantanal, completou dez dias de funcionamento e atendimento ao público que procurou o local para realizar os testes e consultas para o diagnóstico do coronavírus. 

Os dados gerados pela gestão do Centro apontam que, durante o período de 22 a 31 de julho, foram realizados 4.898 atendimentos. No total, 1.038 pessoas testaram positivo para a Covid-19 e 1.971 receberam o resultado negativo para a doença. Além disso, foram entregues 2.927 kits de medicamentos prescritos pelos médicos após consulta.

De acordo com a secretária adjunta de Gestão Hospitalar da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), Caroline Dobes, a população buscou o atendimento no local para saber se os leves sintomas estavam relacionados à Covid-19. 

“A percepção de toda equipe envolvida é de que as ações do projeto foram bem aceitas, houve uma adesão da sociedade que procurou a Arena para realizar o exame da Covid-19. Nós classificamos que tudo até agora foi muito positivo e o público tem avaliado como excelente o atendimento recebido dos nossos profissionais de saúde aqui no Centro de Triagem, estamos prestando um excelente trabalho no combate à pandemia”, avaliou a gestora. 

De acordo com Patrícia Dourado, diretora do Hospital Estadual Santa Casa, a iniciativa do Governo de Mato Grosso em assumir uma responsabilidade que não era de sua competência vai resultar na redução da taxa de internação nos hospitais, evitando um colapso na saúde.  

“Esse serviço, mesmo sabendo que é uma função dos municípios, nos resguarda, pois os impactos que teremos nos hospitais serão menores. Com o serviço ofertado aqui no Centro de Triagem, a gente antecipa o tratamento e evita um agravamento da doença. Isso contribui para diminuir a demanda de pacientes internados nos hospitais a nível de enfermarias e UTIs”, explicou Patricia.

O atendimento no Centro de Triagem da Covid-19 é uma ação promovida pelo Governo de Mato Grosso para auxiliar à Atenção Básica municipal de saúde. O local possui estrutura para realização de testagem rápida para o novo coronavírus e realização de exame com o uso do aparelho de tomografia e entrega de medicamento para o tratamento precoce da doença, após consulta com prescrição médica.

Serviço

O Centro de Triagem na Arena Pantanal fica localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá.

O atendimento no Centro de Triagem funciona de segunda-feira a domingo, das 7h às 17h. São entregues até 650 senhas das 6h às 6h45. É obrigatório o uso de máscaras de proteção e as equipes do Corpo de Bombeiros monitoram o local para garantir a organização do espaço durante a entrega das senhas.

Para saber mais sobre o passo a passo de como funciona o atendimento clique aqui.
Para saber como chegar ao Centro de Triagem na Arena Pantanal clique aqui.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Modelo de produtividade dos auditores pode ser referência para todo o Estado

Publicado


.

Em tempos de expansão da modalidade de teletrabalho, o programa elaborado pela Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) para incentivar e aferir a produtividade e o aperfeiçoamento profissional dos auditores do Estado pode ser referência para todos os órgãos e entidades do Governo de Mato Grosso. Disciplinado pela Portaria nº 0081/2019/CGE/MT, o modelo estabelece critérios técnicos e parâmetros objetivos para a aferição da produtividade com base em métrica de pontuação por tempo necessário para o desenvolvimento de cada processo, o que pode ser aplicado em qualquer área.

Pela normativa, a CGE avalia o desempenho profissional dos auditores por meio da média aritmética dos fatores capacitação (como instrutor e como aluno), qualidade (dos trabalhos finalizados) e produtividade. “A ideia é incentivar o servidor a se capacitar para fazer um trabalho bem feito e produzir com qualidade. Trata-se de um modelo construído em 2019, antes da pandemia, o qual veio a calhar neste momento em que tivemos de priorizar o teletrabalho”, ressalta o secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida.

Os profissionais são avaliados e classificados com notas de 0 a 10. A classificação do desempenho profissional é estabelecida de acordo com os conceitos “superação”, “atendimento”, “atendimento parcial” e “não atendimento”, em escala decrescente.

Produtividade

A produtividade é apurada com base na hora/auditor necessária para o desenvolvimento de cada trabalho, de acordo com o nível de complexidade estabelecido previamente pela chefia imediata para cada produto. “A complexidade leva em conta a quantidade de técnicas e procedimentos necessários para a realização de determinado trabalho, o volume de informações a serem analisadas e a singularidade do objeto”, salienta o secretário-adjunto de Controle Preventivo e Auditoria da CGE-MT, José Alves Pereira Filho.

Para o auditor alcançar a nota máxima de 10 pontos, é necessário obter o somatório de 250 pontos no ano, ou seja, é preciso entregar 25% a mais de trabalhos do que a média de produtos entregues em 200 dias úteis efetivos anuais (já descontadas situações como férias, licenças, recessos, pontos facultativos etc). 

Capacitação

Em relação ao item capacitação, cada auditor deve apresentar anualmente à chefia imediata um Plano de Capacitação Individual, elaborado com base nas atribuições do cargo, nas necessidades de capacitação constantes do Planejamento Anual de Trabalho por equipe, nas diretrizes estratégicas de capacitação definidas pela CGE-MT (temas, eixos de conhecimento e seus respectivos graus de relevância) e nas prioridades de governo.

A nota para o grau de atendimento deste item corresponderá ao grau de execução do Plano de Capacitação Individual do Auditor e obedecerá a uma escala de 0 a 10, observada a pontuação máxima de 200 pontos do somatório das modalidades de capacitação obtidas.

Para a aferição do fator avaliativo capacitação, o auditor deve apresentar a devida documentação probatória quanto à participação em eventos, seja como instrutor ou como aluno, com a devida indicação da carga horária cumprida e período de realização, por exemplo. 

Qualidade

No item qualidade, avalia-se o cumprimento dos requisitos profissionais e dos normativos legais aplicáveis ao trabalho. Cada produto entregue pelo auditor recebe uma nota correspondente ao seu grau de atendimento no fator avaliativo de qualidade, em escala de 0 a 10 pontos. A nota final deste item é o resultado da média aritmética de todas as notas atribuídas no período avaliado.  

Benefícios

Ao final do período de avaliação, os profissionais que alcançarem o conceito “superação” serão contemplados com o benefício de trabalho presencial em 6 horas de forma ininterrupta e 2 horas de home office, bem como de compor o banco de talentos para cargos de chefia no âmbito da CGE-MT.

Já os que atingirem o conceito “atendimento” passam a ter o benefício de trabalho presencial em 7 horas de forma ininterrupta e 1 (uma) hora de teletrabalho.

Além disso, os auditores são classificados em ordem decrescente de desempenho profissional, o que determina preferência de lotação, preferência para realização de cursos disponibilizados com vagas limitadas para a CGE-MT; preferência para licença de qualificação profissional e preferência para escolha de datas de férias no setor de lotação.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana