POLÍCIA

Gefron capacita policiais de Mato Grosso e outros dez estados para atuação na fronteira

Publicados

em

O Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) capacitou cerca de 500 alunos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e Polícia Civil de Rondônia, em 2021. Foram ministradas 1.805 horas/aulas de cursos e instruções, com destaque para o Estágio de Adaptação à Ambiente de Fronteira (EAFRON), realizado cinco vezes no ano passado.

Para o coordenador do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, apesar da pandemia, o ano de 2021 superou as expectativas quanto à quantidade de cursos ministrados. “Somamos um número bastante expressivo, o que  mostra nosso preparo para atuar no combate aos diferentes crimes comuns na região de fronteira, além de demonstrar toda experiência adquirida e que está sendo vista como modelo para outras instituições e estados brasileiros”.

Entre os campos de conhecimento compartilhados pelo Gefron estão: o 4º Curso de Policiamento de Fronteira (CPFron), o 2º Curso de Patrulha de Interdição de Fronteira, as instruções de tiro de combate, de patrulhamento rural e abordagem policial e uma palestra ministrada para a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

Nas cinco edições do EAFRON, que somaram 480 horas/aulas, houve a participação de policiais militares dos Comandos Regionais de Vila Rica e Peixoto de Azevedo, que durante treinamento de adaptação, tiveram a oportunidade de conhecer a rotina operacional de policiamento de fronteira. Nesse treinamento, o Gefron realizou o 1º Curso de Operações Táticas a policiais civis do Estado de Rondônia, que passaram pelo estágio de 96 horas/aulas.

Além disso, um grupo de policiais do Batalhão de Policiamento Militar de Proteção Ambiental também passou pela formação durante o 4º Curso de Policiamento Ambiental. Em 2021, os novos operadores que passaram a compor a tropa do Gefron participaram de 754 horas/aulas no 4º Curso de Policiamento de Fronteira (CPFRON). Os policiais também participaram do 2° Curso de Patrulha de Interdição de Fronteira (CPIFRON), que orientou sobre o enfrentamento ao tráfico de drogas na modalidade a pé.

Treinamento contínuo

Como parte do ciclo permanente de aperfeiçoamento de conhecimento, os operadores do Gefron aprimoraram suas experiências de policiamento de fronteira durante 192 horas/aulas, em cinco edições da Instruções de Nivelamento e Aperfeiçoamento do Conhecimento (Inac). Este módulo é realizado todos os anos, a fim de aperfeiçoar os serviços de combate aos crimes comuns na região de fronteira com a Bolívia.

Outros cursos

O Gefron ainda ministrou os seguintes cursos:  Instrução de tiro de combate em ambiente rural, durante o 6º Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do Corpo de Bombeiros Militar; Instrução de patrulhamento rural no 8º Curso de Operações da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam); Instrução de abordagem policial ao Batalhão da PM de Sinop e palestra ministrada à PM de Mato Grosso do Sul.

 

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Foragido por homicídio ocorrido há cinco anos em Cuiabá é preso em MS

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um foragido por um homicídio ocorrido há quase seis anos, em Cuiabá, foi preso nesta quinta-feira (27.01), em Mato Grosso do Sul, após trabalho investigativo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Capital para localizá-lo.

A.LA., de 65 anos, foi localizado em Campo Grande, após apuração da equipe do Núcleo de Inteligência da Delegacia de Homicídios de Cuiabá, que entrou em contato com a Polícia Civil do estado vizinho, que então realizou a prisão do foragido.

Em 2018, a DHPP deflagrou uma operação para prendê-lo e desde então, o autor do crime fugiu para Mato Grosso do Sul. Ao ser preso nesta quinta-feira, ele apresentou, inicialmente, um nome falso.

O crime ocorreu em agosto de 2016, no bairro Nova Esperança 2, na região do Distrito Industrial de Cuiabá. A vítima, Júlio César Barbosa Marinho, era usuária de drogas e supostamente havia furtado a oficina mecânica do autor do crime que, então, ameaçou o rapaz de morte e depois cometeu o crime. A vítima era filho de um vizinho do autor do crime.

Outra prisão

Na quarta-feira (26), a atuação do Núcleo de Inteligência da DHPP da Capital possibilitou a localização de um foragido da Justiça de Santa Catarina. L.M. estava com mandado de prisão decretado pela Comarca de Concórdia por tráfico de drogas.

A Polícia Civil catarinense solicitou apoio da DHPP e após contato com a Delegacia de Juína, foi possível localizar o foragido na cidade e realizar o cumprimento do mandado. Ele era procurado há anos pela polícia de Santa Catarina e se escondeu no noroeste de Mato Grosso.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana