economia

Gás de cozinha tem alta de 16,3% no ano; veja dicas para economizar

Publicados

em


source
Planejar a alimentação está entre as dicas
Pedro Ventura/Agência Brasília

Planejar a alimentação está entre as dicas

gás de botijão ficou 3,18% mais caro em fevereiro, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 ( IPCA-15 ), divulgado da semana passada pelo IBGE. A inflação também atingiu o gás encanado, com aumento de 1,19% na prévia do mês. Para economizar e evitar estourar o orçamento, o ideal é mudar alguns hábitos, otimizando o consumo de gás na cozinha e no banho.

Planejar a alimentação é uma prática importante para gastar menos, segundo Silvana Martins, integrante do time de “caçadores de ofertas” do “Qual oferta”, plataforma dos jornais EXTRA, O Globo e Expresso que reúne, no impresso e no digital, as melhores promoções de supermercados, drogarias e lojas de departamento de Rio e Grande Rio.

— Meu forno tem duas grelhas, então aproveito para assar sempre dois pratos ao mesmo tempo. Tento também usar a panela de pressão que cozinha os alimentos mais rápido — conta Silvana.

Marcos Feghali, professor Engenharia Mecânica do Ibmec/RJ, explica que a cozinha normalmente é o cômodo da casa onde os gastos com gás são maiores. Mesmo nas famílias em que o aquecimento da água do chuveiro é feito a gás, o gasto não costuma ser tão alto quanto com o fogão e o forno.

Você viu?

 — Para economizar, o melhor é usar panelas com tampa, pois perde-se muito calor ao cozinhar com as panelas destampadas. Além disso, é preciso evitar ficar abrindo o forno quando estiver assando algo — afirma o professor.

No banho, a dica é reduzir o tempo embaixo do chuveiro e optar pelo aquecedor, que é mais econômico do que o boiler.

Apesar de o preço da energia elétrica ter caído 4,24% em fevereiro, segundo o IPCA-15, chuveiro e fornos elétricos ainda costumam sair mais caros, em termos de consumo no fim do mês, do que os equipamentos com aquecimento a gás, segundo Feghali.

— A comparação entre forno elétrico e forno a gás depende de vários fatores, que incluem tamanho do forno, tipo de uso que se fará, e da relação entre o preço do gás e a tarifa energia elétrica. Dependendo do balanço desses fatores, um ou outro pode ser mais vantajoso — pondera.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Governo vai enviar R$ 15 bilhões para programas de crédito a empresas

Publicados

em


source
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Antonio Cruz/Agência Brasil

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes


O governo pretende destinar até R$ 15 bilhões para ajudar micro e pequenas empresas afetadas pela retomada da pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da Economia.

A pasta aguarda a sanção de projeto que flexibiliza a Lei de Diretrizes Orçamentárias ( LDO ) de 2021,  que foi aprovado nesta segunda-feira (19) pela Câmara e vai para votação do Senado.

Dos R$ 15 bilhões, R$ 10 bilhões iriam para o Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda ( BEM ), que complementa a renda de empregados de empresas que reduzem jornadas ou suspendem contratos de trabalho em função da pandemia.

Você viu?

Lei também

Os R$ 5 bilhões restantes iriam para o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte ( Pronampe ), que financia pequenos negócios com juros baixos e regras simplificadas.

O projeto que altera a LDO de 2021 retira um dispositivo que obrigaria o governo a compensar os dois programas temporários com corte de despesas em outras áreas ou com aumento de tributos e de outras fontes de receita.

As medidas de ajuda aos negócios de menor porte têm sido uma das reivindicações dos setores mais atingidos pela segunda onda da pandemia de covid-19. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), 91% das empresas do segmento não conseguiram pagar integralmente as folhas salariais em abril.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana