Educação

Fuvest informa: estudantes com covid-19 não devem comparecer às provas

Publicados

em


Os estudantes que estiverem contaminados pela covid-19 não devem fazer a prova da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) – principal vestibular do país e que fornece ao aprovado uma vaga na Universidade de São Paulo (USP). Isso é o que consta de um manual com orientações e diretrizes de biossegurança que foram divulgados ontem (14) pela instituição.

De acordo com o documento, o vestibulando que testar positivo para a covid-19 a partir do dia 1º de janeiro não deverá comparecer ao local da prova. Também não devem comparecer ao local as pessoas que tiverem suspeita de estarem infectadas ou que tiverem tido contato direto com pessoas diagnosticadas com covid-19 a partir do dia 1º de janeiro.

Os portões da Fuvest estarão abertos a partir das 12h nos dias de prova. O uso de máscara será obrigatório durante os exames e deverá ser mantido um distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os candidatos. Os vestibulandos também deverão evitar formar aglomerações em corredores ou pátios, devendo se encaminhar rapidamente para a sala onde as provas serão aplicadas.

Cada sala deverá ter ocupação de, no máximo, 40% de sua capacidade. Além disso, haverá higienizadores individuais para os candidatos nas mesas. A Fuvest fornecerá ainda álcool gel nas salas. Caso deseje, o candidato poderá levar seu próprio frasco de álcool gel. Como medida de segurança, neste vestibular será proibido o consumo de alimento dentro da sala de aula.

A primeira fase do vestibular da Fuvest está marcada para o dia 10 de janeiro, quando será realizada a prova de conhecimentos gerais. A segunda fase será realizada a partir de 21 de fevereiro. Nesse dia, acontecem as provas de redação e de português. Já a prova específica do curso escolhido está agendada para o dia seguinte, 22 de fevereiro.

Outros vestibulares

A Fuvest não é a única a solicitar que o aluno com covid-19 não faça a prova. No último dia 10 de dezembro, a Vunesp, fundação que organiza o vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp) informou, por meio do Manual do Candidato, que o candidato que estiver com sintomas de covid-19 ou que teve contato com alguém doente ou estiver com suspeita, não deve comparecer ao local de prova.

A Vunesp também exige o uso de máscara durante a prova. As provas da primeira fase da Vunesp estão marcadas para os dias 30 e 31 de janeiro. As provas da segunda fase estão marcadas para 28 de fevereiro.

Já a Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest), responsável pelo vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), também solicita, por meio de seus protocolos de biossegurança, que o candidato que estiver com covid-19 não vá fazer a prova. 

Entre os protocolos para os dias de vestibular, a Comvest diz que será obrigatório o uso de máscara pelo candidato, sob risco de desclassificação em caso de não cumprimento dessa regra. Segundo ela, haverá termômetros para uso eventual em caso de necessidade ou de suspeita de que algum candidato esteja contaminado. 

Os candidatos devem levar álcool gel individual e, se possível, uma máscara extra. Na Unicamp, a primeira fase do vestibular está agendada para os dias 6 e 7 de janeiro.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Comentários Facebook
Propaganda

Educação

Enem 2021 tem 3,1 milhões de inscrições confirmadas

Publicados

em


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 teve 3.109.762 pessoas com a inscrição confirmada, após o pagamento da taxa de R$ 85..

Para a versão em papel, o Inep registrou 3.040.871 inscritos. Para a modalidade digital, foram confirmados 68.891 participantes. As duas versões serão aplicadas nas mesmas datas: 21 e 28 de novembro.

O Enem Digital será exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou está concluindo essa etapa em 2021. Assim, os inscritos que desejam fazer o exame para fins de autoavaliação — os chamados “treineiros” — participarão do Enem impresso. Cabe destacar que, nesta edição, ambas as versões terão itens de prova iguais e mesmo tema de redação.

Para verificar a situação da inscrição, o candidato deve entrar na Página do Participante com o login único dos portais gov.br. Na mesma página, os inscritos podem acompanhar o andamento das solicitações feitas, bem como entrar com possíveis recursos. Caso o participante não lembre a senha, é possível recuperá-la acessando o sistema do governo federal, informando o número do CPF e seguindo as instruções que forem apresentadas.

Educação superior

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil. Com a nota do Enem, o estudante pode pleitear uma vaga em uma universidade pública, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou participar de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Edição: Lílian Beraldo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana