BRASIL E MUNDO

Funai: mais de 380 mil cestas de alimentos foram distribuídas a indígenas

Publicado


.

Mais de 380 mil cestas de alimentos já foram entregues pela Fundação Nacional do Índio (Funai) para a garantia da segurança alimentar dos povos indígenas durante a pandemia. A distribuição mobiliza servidores de Norte a Sul do País e deve alcançar a marca de 500 mil cestas nos próximos dias.

A inciativa, que colabora com o isolamento social das famílias em situação de vulnerabilidade social, envolve recursos próprios, doações e parcerias com outros setores do Governo Federal, como o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A Funai já investiu R$ 26 milhões em ações de combate ao novo coronavírus. Ainda no mês de março, a Funai já havia suspendido as autorizações para ingresso em Terras Indígenas e atua em 254 barreiras sanitárias para impedir a entrada de não indígenas nesses territórios.

Para contribuir com as medidas de cuidado e prevenção, quase 62 mil kits de higiene pessoal e de limpeza foram distribuídos aos indígenas. As equipes da Funai também seguem conscientizando as comunidades sobre os riscos do contágio e a importância de permaneceram nas aldeias.

Fiscalização

Desde o início da pandemia, a Funai já participou de 151 ações de fiscalização em 63 Terras Indígenas para coibir ilícitos, tais como extração ilegal de madeira, atividade de garimpo e pesca predatória. A fundação investiu mais de R$ 1 milhão nas ações, realizadas em parceria com outros órgãos, como o Exército, a Polícia Federal, os Batalhões de Polícia Militar Ambiental e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Com informações da Funai

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Após término, homem fere ex-esposa e mata vizinha que encorajava separação

Publicado


source
mulher sorrindo
Redes sociais

Ângela foi morta pelo ex da vizinha

Uma mulher identificada como ngela Muczinski foi morta pelo ex-marido da vizinha na frente dos dois filhos , de 2 e 4 anos, na cidade de Salto, em São Paulo, nesta segunda-feira (28). Segundo a polícia, ngela aconselhava a vizinha a terminar o relacionamento por causa da agressividade e ameaças constantes do marido.

Após matar a mulher, Claudemir Pereira, de 45 anos, foi até o pet shop no qual a ex-esposa, identificada como Adriana Correia, trabalha, matou um cachorro e atirou nela, cometendo suicídio em seguida. A motivação do crime seria o fato de que ele não aceitava o término do relacionamento.

Adriana foi socorrida para o hospital e está internada em estado grave. O casamento dos dois foi encerrado há cerca de um mês e o responsável pelo crime teria avisado que sairia da cidade.

A numeração da arma de Claudemir estava raspada e até o momento o responsável pela venda da arma não foi encontrado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana