mato grosso

Funac oportuniza chances de mudança a reeducandos e egressos de unidades penais

Publicados

em


Estreitar o caminho de saída do egresso de unidade penal a uma nova oportunidade de mudança é uma das principais atividades desempenhadas pela Fundação Nova Chance (Funac). E o trabalho começa ainda no período de cumprimento das penas, com oferta de trabalhos intra e extramuros. O último levantamento, inclusive, apontou que em fevereiro deste ano, 472 homens e mulheres que cumprem pena em regime fechado e semiaberto exerciam alguma atividade laboral.

As oportunidades de trabalho foram disponibilizadas por meio de contratos que a unidade tem com prefeituras, empresas privadas e órgãos da administração pública direta e indireta. Mato Grosso tem uma população carcerária de pouco mais de 12 mil pessoas.

Uma das frentes de atuação da Funac, que é vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), é por meio do patronato público penitenciário, onde o egresso tem todo o amparo social, trabalho e profissionalização para a ressocialização. As atividades são realizadas por uma equipe multidisciplinar de psicólogas, pedagogas e assistentes sociais.

Segundo a diretora executiva da Funac, Michelli Egues Dias Monteiro, somente no mês de fevereiro deste ano, 54 pessoas do regime semiaberto foram encaminhadas para vagas de trabalho. Pela atividade laboral, o egresso recebe um salário mínimo.

“Nosso setor dá todo suporte para o recomeço da pessoa que sai da unidade penal. Prestamos atendimento desde a regularização da documentação civil até o contato com a família e a profissionalização. É um trabalho de extrema importância para a efetiva ressocialização do cidadão”, enfatizou.

Dentre os órgãos públicos que empregam mão de obra de reeducandos estão as Secretarias de Fazenda, de Educação, de Segurança Pública, e ainda a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Defensoria Pública Estadual, Prefeitura de Cuiabá, dentre outros.

“Com a atuação do patronato todos ganham. Ganha a família do egresso que terá uma esperança com o ente. Ganha a sociedade que terá uma pessoa a menos envolvida em práticas delitivas e o governo no geral, que não terá que pagar para que esta pessoa continue presa e o empresário que utiliza a mão-de-obra e reduz seus custos. E no fim, o próprio egresso ganha o protagonismo da sua mudança”, revela Michelli.

Entre as funções laborais desempenhadas pelos egressos estão serviços gerais, limpeza, manutenção, jardinagem, motorista, área administrativa, entre outras.

Testemunho

Psicóloga há sete anos na Funac, Natália Xavier disse que já presenciou vários casos de ressocialização. “A atividade patronal faz toda a diferença. Quando a pessoa sai de uma unidade penal ela está com muitas carências. E aqui, conseguimos sanar e dar o suporte necessário para o recomeço e retomar a vida. Minha torcida é que este trabalho ganhe novos parceiros e que possamos ampliar ainda mais nosso atendimento”, frisou.

Atendimento

Por conta da pandemia da Covid-19, os atendimentos estão sendo feitos somente mediante agendamento. O expediente é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas.

A sede da Funac fica na Rua Governador Jarí Gomes, bairro Boa Esperança, em Cuiabá. Os telefones para contato são 3613-8626, 3613-8613, 98463-0210 e 99919-6161.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Mato Grosso registra 29 mortes em 24 horas; ocupação das UTIs está em 78,24%

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 435 internações em UTIs públicas e 373 em enfermarias públicas.

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (20.06), 439.103 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.664 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 384 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 439.103 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.380 estão em isolamento domiciliar e 413.340 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 435 internações em UTIs públicas e 373 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 78,24% para UTIs adulto e em 42% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (91.083), Rondonópolis (31.873), Várzea Grande (29.649), Sinop (21.289), Sorriso (15.236), Tangará da Serra (15.105), Lucas do Rio Verde (13.512), Primavera do Leste (11.188), Cáceres (9.490) e Alta Floresta (8.391).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 354.401 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 83 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (19.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.883.750 casos da Covid-19 no Brasil e 500.800 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.801.462 casos da Covid-19 no Brasil e 498.499 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (20.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana