AGRO & NEGÓCIO

Fórum da ONU para as florestas discute tecnologias para manejo florestal

Publicados

em


Nesta terça-feira, 27/04, a Embrapa participou de uma reunião paralela à 16ª Sessão do Fórum das Nações Unidas para as Florestas (UNFF16). Organizado pela Missão Australiana, o evento discutiu tecnologias para manejo florestal e contou com a participação de representantes das Missões do Canadá, Coréia do Sul e Brasil. A Embrapa faz parte da Missão Brasileira na UNFF16 com a participação da pesquisadora Yeda Malheiros de Oliveira, da Embrapa Florestas. Os participantes da Missão contribuem com a delegação brasileira prestando apoio técnico às discussões.

A abertura do evento foi feita pelo Embaixador Australiano na ONU, que abordou a motivação de reunir missões diplomáticas em torno de apresentações de tecnologia, promovendo uma melhor visão sobre possibilidades de cooperação. Em seguida, Peter Kondo, técnico da Secretaria do UNNF, mostrou a aderência da questão florestal e tecnologias associadas ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 12 – Consumo e Produção Sustentáveis.

O pesquisador e Chefe-Geral Interino da Embrapa Florestas, Erich Schaitza, representando a empresa, falou sobre a experiência brasileira no uso de tecnologias para promover o manejo florestal sustentável. Em sua participação, Schaitza abordou tanto florestas naturais quanto plantadas, mostrando ações de pesquisa que permitem seu manejo sustentável. O Chefe-Geral mostrou que há boas práticas de manejo florestal no Brasil, e que as florestas plantadas do país são sustentáveis e integradas à paisagem rural e agrícola.

Os participantes puderam conhecer trabalhos de pesquisa da Embrapa relacionados a manejo florestal sustentável, melhoramento genético, integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) e nanotecnologia à base de celulose e lignina.

Um dos pontos abordados foi a convergência de florestas com outros sistemas agrícolas, especialmente por meio da tecnologia de ILPF, em que o Brasil tem se destacado. “Há uma grande probabilidade de alguém, em algum canto do mundo, consumir um ‘bife’ com carne carbono neutro do Brasil, pois o sistema vem ganhando espaço e as árvores compensam emissões da pecuária”, exemplificou o pesquisador.

O palestrante Daniel Mazerolle, do Canadá, mostrou como o país organiza as informações florestais, tendo o governo como gerenciador de camadas de informação para uso do país, dessa forma baixando custos de empresas e aumentando produtividade.

Byungki Ahn, Diretor do Serviço Florestal Sul Coreano, mostrou o trabalho do país no controle de incêndios florestais. Com um orçamento anual de U$ 200 milhões, os sul-coreanos mantêmmantém um monitoramento constante de risco de incêndios, com salas de situação, drones e helicópteros para controle de incêndios.

Emma Hatcher, Australiana da APEC EGILAT, mostrou o uso de blockchain na área florestal. Assunto de várias áreas, ganha ainda maior importância para a rastreabilidade de produtos em tempos de pandemia.

O evento finalizou com perguntas aos palestrantes e com a apresentação do Embaixador Brasileiro na ONU, Ronaldo Costa Filho, falando do Brasil e do processo da UNFF. 

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Propaganda

AGRO & NEGÓCIO

Cerca de 140 pessoas participam do 15º Circuito Aprosoja em Sinop

Publicados

em


Fortalecimento Institucional

Cerca de 140 pessoas participam do 15º Circuito Aprosoja em Sinop

Sinop é a segunda cidade do Norte do estado a receber o 15º Circuito Aprosoja

02/08/2021

Aproximadamente 140 pessoas, entre produtores, empresários e sociedade em geral, estiveram no Sindicato Rural de Sinop, nesta segunda-feira (02.08) para acompanhar o 15º Circuito Aprosoja. Essa é a segunda cidade a receber o evento idealizado e organizado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso. A largada foi no município de Cláudia.

O delegado coordenador de Sinop, Raul Pruinelli, destaca que a presença da Aprosoja-MT nos núcleos é uma oportunidade de aproximar os produtores e ouvir as demandas in loco. “É uma satisfação receber a nossa diretoria. Esse é um dos maiores eventos que a Aprosoja-MT realiza anualmente, e o principal objetivo do Circuito é trazer a diretoria da instituição até as bases”, pontuou.

Presidente da entidade, Fernando Cadore, realizou apresentação de prestação de contas das principais ações realizadas pela Associação no semestre e elogiou a participação dos produtores de Sinop e núcleos agregados. Para ele o Circuito Aprosoja é essencial para apresentar os trabalhos da instituição.

“Produtores estão de parabéns pela participação em massa. Para nós é uma satisfação enorme estar presente nos núcleos, escutar os produtores e apresentarmos nossos projetos. Um deles é o “Armazém para Todos.” Somos os maiores produtores do Brasil e precisamos que os proprietários de pequenas e médias fazendas, invista em construção de armazéns”, enfatizou Cadore durante apresentação.

Já vice-presidente Norte da Aprosoja-MT e Presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson Redivo, explica que o evento ajuda a resolver as dificuldades que acompanham o dia a dia do homem do campo. “Vejo que a Aprosoja-MT tem desempenhado um papel importante para os produtores de Mato Grosso e esse Circuito é um exemplo disso. Essa aproximação faz com que a instituição entenda ainda mais os problemas que os produtores passam no campo”, disse.

A palestra principal foi do professor Marcos Cintra, idealizador do Imposto Único. Com o tema “Tributação: Quem paga a conta?”, aborda especialmente como é realizada a arrecadação de tributos no Brasil.  “Nós vivemos em um País em que pagamos cerca de 50% do PIB em impostos. O governo gasta próximo desse valor do PIB e mesmo assim temos déficits na saúde, educação e segurança. Vendo isso, se observa que pagamos impostos demais”, destaca o palestrante.

Fernando Cadore citou que o tema é relevante, visto que esse ano se discute a reforma tributária no Congresso Nacional. “Um tema muito importante, o Professor Marcos Cintra é um especialista no assunto, e ele vem mostrando os impactos da tributação pode trazer para o setor”, lembrou.

Além de produtores associados de Sinop, também participaram os agricultores dos núcleos agregados de Matupá, Nova Canaã do Norte, Santa Carmen e Alta Floresta.

Região Norte – Ainda essa semana o 15º Circuito Aprosoja continua percorrendo a Região Norte. Os próximos núcleos a receberem o evento serão Feliz Natal, Sorriso, Ipiranga do Norte, Tapurah, Porto dos Gaúchos, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana