POLÍCIA

Forças de Segurança prendem 3 pessoas e cumprem 8 mandados de busca e apreensão na região de Confresa

Publicados

em


Nara Assis/Sesp-MT

As forças de segurança cumpriram, na manhã desta quarta-feira (14.04), três mandados de prisão em Confresa e  Vila Rica, na região nordeste do estado. As prisões fazem parte da Operação Integrada Salutem, deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e que contempla municípios da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) 10.

Em Confresa, um mandado de prisão foi cumprido em desfavor de uma pessoa envolvida em crime de roubo no estado de Tocantins (TO), e um por enquadramento na Lei Maria da Penha. Foram cumpridos também cinco mandados de busca e apreensão. Seis pessoas foram conduzidas para prestar esclarecimento, todas alvos das investigações em andamento, com as quais foram apreendidos alguns objetos ilícitos receptados. Os mandados são referentes a investigações conduzidas pela Delegacia de Polícia e pela Delegacia de Roubos e Furtos (DERF) de Confresa.

Os policiais também encontraram dispositivos de informática contendo provas dos crimes investigados.

“Foram alvos dos mandados pessoas que têm envolvimento com tráfico de drogas, receptação de aparelhos celulares roubados e receptação de fios de energia elétrica. Um dos conduzidos, que foi ocasionalmente encontrado em uma das residências, é suspeito da participação em um homicídio”, ressaltou o titular da DERF de Confresa, delegado Bruno Gomes Borges.

Já em Vila Rica, foi cumprido um mandado de prisão por crime de estupro de vulnerável. Foram feitas mais representações pela Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), mas os mandados ainda não foram deferidos.

“Estamos no aguardo de deferimento pelo Poder Judiciário e a expectativa é dar andamento e ter mais mandados cumpridos nos próximos dias”, explicou o titular da Delegacia de Vila Rica, delegado José Ramon Leite.

Os policiais cumpriram ainda mandados de busca e apreensão em Santa Terezinha, Canabrava do Norte e em Alto da Boa Vista, sendo um mandado em cada. Além das cidades já citadas, as ações ostensivas continuam na tarde desta quarta-feira, nos demais municípios que compõem a Risp 10: São Félix do Araguaia, Porto Alegre do Norte, Canabrava do Norte, Luciara, Novo Santo Antônio, São José do Xingu e Santa Cruz do Xingu.

Segundo o comandante adjunto do Comando Regional 10 da Polícia Militar (PM-MT), tenente-coronel PM Roosevelth Fabiano Oliveira Escolástico, os policiais militares prestaram apoio aos cumprimentos de mandados e, no período da tarde, após o lançamento oficial da operação, farão o trabalho ostensivo.

“Vamos saturar as áreas, abordar os locais que apresentam maiores índices criminais, com abordagens, a parte mais operacional mesmo”.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Depois de diversas tentativas de se esconder, foragido de MT por homicídio bárbaro é localizado no litoral catarinense

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A trajetória de fugas de um foragido da Justiça, que cometeu um bárbaro homicídio no interior de Mato Grosso, chegou ao fim com a captura do criminoso nesta segunda-feira (10), na cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense. A prisão ocorreu depois de informações repassadas pela Gerência de Polinter e Capturas de Mato Grosso à Polícia Civil de Santa Catarina, que levaram à prisão do homem de 30 anos. 

A Polinter recebeu no início deste ano uma solicitação de apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para localizar o atual paradeiro do fugitivo, que foi identificado como autor de brutal homicídio ocorrido o em 11 de fevereiro de 2011, que vitimou Benedita de Paula Nunes, de 27 anos. A vítima foi cruelmente espancada e torturada até a morte e encontrada em sua residência totalmente despida e com várias lesões no corpo. O crime chocou moradores da cidade diante da gravidade e da forma cruel como a vítima foi morta.

Com o avanço das investigações realizadas pela DEDM de Cáceres e com a autoria do crime definida, após representação criminal da autoridade policial, o Poder Judiciário decretou em outubro de 2019 a prisão preventiva do investigado. Desde então, o autor do crime passou a ser considerado foragido da justiça.

Por diversas vezes, a Polícia Civil tentou capturá-lo, mas sem sucesso, pois ele se refugiava na Bolívia, de onde  retornou poucas vezes ao Brasil.

Em fevereiro deste ano, a Polinter chegou a enviar uma equipe a Cáceres, mas as buscas pelo foragido não tiveram êxito. Uma última tentativa foi realizada para localizá-lo em Goiânia, contudo, com os dados obtidos no decorrer das investigações, a equipe da Polinter conseguiu apurar o possível paradeiro do foragido, cujas informações levavam à região Sul do Brasil.

Em um trabalho em conjunto com a equipe do delegado Vicente Soares, da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, os policiais civis do município catarinense checaram prováveis locais onde ele poderia esta e com apoio da Polícia Militar local conseguiram realizar a prisão nesta segunda-feira.

As buscas pelo foragido contaram também com o auxílio da Delegacia Regional de Cáceres.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para onde o foragido deverá ser recambiado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana