POLÍCIA

Força-tarefa conclui 150 inquéritos policiais de Juruena e Cotriguaçu em cem dias

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma força-tarefa composta por policiais civis das Delegacias de Cotriguaçu e Juruena concluíram e encaminharam ao Ministério Público Estadual 150 inquéritos policiais finalizados em 100 dias de trabalho.

Coordenada pelo delegado Philipe de Paula da Silva Pinho, o trabalho envolveu dedicação e diária da equipe, com a participação de nove investigadores, um escrivão e o delegado. “Foram dias de entrega da equipe, diligenciando para cumprir as cotas do Ministério Público e esquadrinhar cada procedimento, verificando as soluções cabíveis para cada caso. Nós cumprimos nosso dever e entregamos à sociedade o resultado”, pontuou o delegado. 

Com a redução dos inquéritos nas duas delegacias será possível entregar um melhor atendimento à sociedade dos dois municípios, dando maior atenção aos casos graves. “Nós antes tínhamos que lidar com mais de 180 inquéritos por delegacia, estávamos sufocados por problemas simples de se resolver. Inquéritos com mais de 10 anos sem solução que, finalmente, colocamos um ponto final e oferecemos uma resposta ao povo de Cotriguaçu e Juruena”.

Os trabalhos da força tarefa foram encerrados nesta semana e agora as equipes das delegacias vão se dedicar à investigação dos crimes complexos cujos inquéritos estão em andamento.

“Eu quero deixar aqui meus parabéns para cada um desses servidores, investigadores, investigadoras e escrivão, que se doaram de forma absoluta . Se não fosse pelo empenho deles, com toda certeza nos não teríamos alcançado um número tão expressivo de inquéritos em um prazo tão curto. Isso demonstra o compromisso que esses policiais têm com a sociedade em que vivem”, finalizou o delegado. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Rapaz que desapareceu no interior de MT é localizado no interior paulista

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas (NPD)da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá localizou nesta quinta-feira (15) Leandro Gouveia Prates, 37 anos. Ele está na cidade de Avaré, interior de São Paulo, e foi levado até à delegacia da cidade para prestar informações, após a Polícia Civil de Mato Grosso comunicar a unidade paulista.

Conforme informações repassadas pela família, ele saiu de Nova Olímpia, no interior de Mato Grosso e disse que viria até Cuiabá realizar uma entrevista de trabalho em uma empresa de telecomunicações. Familiares não tiveram mais contato com Leandro desde que ele pegou um ônibus na rodoviária de Nova Olímpia, no dia 06 de abril.  A família então procurou a Polícia Civil e registrou um boletim pelo desaparecimento do rapaz, que não fez mais contato e estava com o celular desligado. 

Com informações passadas pela família, a equipe do NPD rastreou dados que indicavam que o rapaz teria ido para o estado de São Paulo. Uma irmã de Leandro acessou uma rede social dele e conseguiu o histórico de localização, que foi informado à Polícia Civil.

De acordo com o investigador Rafael Mello, a equipe do núcleo checou os itinerários de ônibus que Leandro poderia ter feito e dificuldade foi maior para localizá-lo porque o rapaz tomou diversas conexões de linhas de ônibus até chegar ao destino final, onde estaria uma namorada que ele conheceu pela internet.

Conforme a apuração do NPD, Leandro recebeu uma proposta de trabalho em uma fazenda de cultivo de tomates, no município de Avaré, e não avisou os familiares para que não ficassem preocupados.

Com os dados do desaparecimento e fotos dele divulgadas nas redes sociais e pela imprensa, funcionários da fazenda onde ele já estava trabalhando tomaram conhecimento da busca por Leandro e o levaram até a delegacia de Avaré. Os policiais civis da cidade paulista então comunicaram a equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana