BRASIL E MUNDO

Feriadão: cidades do litoral adotam barreiras para evitar turistas de São Paulo

Publicado


source
Peruíbe
Creative Commons

Praia de Peruíbe é uma das que vai ter acesso restrito após decisão judicial


As cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo , estão se organizando para criar bloqueios e impedir que turistas da capital paulista façam um deslocamento em massa durante o megaferiado determinado pelo prefeito Bruno Covas. Os municípios litorâneos pediram apoio ao Governo do Estado para reforçar os bloqueios, além disso, a Justiça determinou qu epelo menos 5 praias paulistanas tivessem acesso restrito entre os dias 20 e 25 de maio.

Leia também: Justiça determina acesso restrito a praias de SP nos feriados antecipados

 Santos terá operação de controle do acesso à cidade 24 horas por dia, a prefeitura de Guarujá seguiu a mesma linha e pediu autotrização do Governo do Estado para ampliar a barreira sanitária que já mantém desde o final de março. 

São Vicente vai montar um esquema especial de bloqueio nos acessos à cidade, já Bertioga decretou a suspensão de atividades fisícas em praias, rios e mar, conforme orientações do decreto Nº 3.380 de 19 de maio de 2020.

Leia também: De “não é isso tudo” à “tubaína”: veja falas de Bolsonaro sobre Covid-19

O Governo do Estado disse ter realizado videoconferência com os Secretários de Estado Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional), João Octaviano (Logística e Transportes) e Vinicius Lummertz (Turismo) paragaratir apoio aos 9 municípios da Baixada Santistas reforçando as barreiras sanitárias. O Governo diz estar preocupado com o aumento de deslocamento em direção ao litoral.

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Espanha decreta novo estado de emergência em luta contra covid-19

Publicado


O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, anunciou um novo estado de emergência neste domingo (25) em um esforço para conter o aumento nas infecções pelo novo  coronavírus, impondo toques de recolher noturnos e proibindo as viagens entre as regiões do país em alguns casos.

“Estamos vivendo em uma situação extrema, é a mais grave na última metade de século”, disse ele em entrevista coletiva após uma reunião de gabinete.

A medida entra em vigor na noite deste domingo e exigirá que todas as regiões, exceto as Ilhas Canárias, imponham um toque de recolher noturno.

O estado de emergência precisará ser aprovado pelo Parlamento para durar além de um prazo de 15 dias.

Um número crescente de regiões do país tem pedido que o governo implemente a medida.

A Espanha impôs um dos lockdowns mais severos no início da pandemia e depois relaxou as medidas ao longo do verão no Hemisfério Norte.

Mas como em muitos outros países da Europa, a Espanha tem vivido uma segunda onda nas últimas semanas e agora tem os maiores números de infecções da Europa Ocidental. O total de casos subiu para 1.046.132 na sexta-feira (23), enquanto o número de mortos se aproxima de 35 mil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana