mato grosso

Famílias se unem para fazer cursos técnicos de qualificação profissional

Publicado


.

Alegria e sensação de dever cumprido definem o casal Cleide Maria Santana e Valdinei de Sousa Silva, que participou da colação de grau virtual dos cursos ofertados pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio da Escola Técnica Estadual (ETE) de Cuiabá. O evento online foi realizado por meio da plataforma Google Meet, nesta segunda-feira (24.08) e contou com a participação de 40 formandos dos cursos técnico em Segurança do Trabalho e em Administração.

Casados há três anos, Cleide e Valdinei decidiram ingressar no curso de Segurança do Trabalho com o objetivo de ampliar as possibilidades no mercado de trabalho.

“Eu já tenho outra formação e no início comecei a fazer o curso mais para apoiá-lo, mas gostei muito de todo o conteúdo. No decorrer das aulas tivemos momentos de dificuldades, mas com esforço, dedicação e muita união, conseguimos vencer. Com a graça de Deus agora estamos formados e acreditamos em novas oportunidades”, disse Cleide.

Assim como o casal, outras três duplas da mesma família também se destacaram entre os alunos: Marília Gabriela Dantas Dias e a Jaqueline Dantas Dias, mãe e filha, respectivamente, cursaram Segurança do Trabalho; os irmãos Victor Davi e Victoria Meneghetti Marquezam; e Aurelinda Conceição Rodrigues e sua filha Izabelli Aparecida Rodrigues Silva, estes fizeram Administração.

Aurelinda conta que o fato de ter estudado com a filha foi um grande incentivo para continuar focada no curso. “Por estudar com a minha filha, eu me sentia mais motivada, pois uma foi ajudando a outra e isso se tornou uma parceria de sucesso. O curso nos uniu ainda mais e agora quero arrumar trabalho pra mim, pois a minha filha já conseguiu”, diz.

A diretora da ETE Cuiabá, Simey Ariane Alcalá Souza, afirmou que estes exemplos mostram a importância da união da família para o crescimento tanto intelectual quanto social, pois um é consequência do outro. “Nestas turmas, notamos essas particularidades de membros da mesma família estudando juntos e foi bastante gratificante pra toda equipe”, falou.

Do total de 40 formandos, 26 fizeram o curso de técnico em Segurança do Trabalho, e 14 em técnico em Administração. Os cursos iniciaram em maio de 2018 e encerraram em julho deste ano.

Segundo o secretário adjunto de Educação Profissional e Superior da Seciteci, Stephano do Carmo, apesar da pandemia da Covid-19, no qual os eventos presenciais estão suspensos, a unidade buscou uma alternativa para efetivar a formatura dos alunos.

“O objetivo principal é manter a regularidade do processo escolar para estes estudantes, já que somente após a colação de grau podemos entregar os diplomas. Dessa forma, os alunos se sentem realmente concluintes de uma jornada, que pra muitos foi de bastante sacrifício e agora estão aptos para exercerem a profissão que escolheram e ingressarem no mercado de trabalho”, ressaltou.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

MT PAR e Indea-MT assinam termo de cooperação para fomento da avicultura no Estado

Publicado


O MT Participações e Projetos S/A (MT PAR) e o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) firmaram na manhã de quinta-feira (26), em Nova Marilândia, um Termo de Cooperação Técnica para o fomento da avicultura na região Centro-Sul do Estado.  

A parceria foi oficializada na Câmara de Vereadores e atende ao pedido da Associação de Avicultores de Nova Marilândia (Avimar) e da Associação da região centro-sul. Ambas buscam apoio para a manutenção e expansão da atividade.  

Atualmente o frigorífico instalado no município abate, em média, 150 mil aves por dia. Cerca de 70% desse total vem de municípios como Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Com a parceria aviários que estão desativados poderão ser modernizados e reabertos, suprindo o déficit de matéria-prima local. 

“Essa assinatura marca uma nova fase da avicultura na região. Muitas famílias que dependem ou desejam entrar na atividade serão beneficiadas. A capacidade de abate do frigorífico também será ampliada, gerando empregos e fomentando a economia”, disse o presidente do MT PAR, Wener Santos.

Segundo presidente do Indea-MT, Marcos Catão Dornelas, a intenção é adequar a legislação e humaniza-lá para atender ao pequeno produtor. “A nossa missão é cuidar da sanidade e certificar a produção sem desamparar o pequeno produtor. E esse é um projeto bonito de integração entre a indústria e os avicultores”, disse.

Inicialmente mais de 25 pequenos aviários poderão voltar à atividade com a ação conjunta entre MT PAR e Indea-MT, o projeto é para atender até 100 famílias. Para o presidente da Avimar, Paulo César Barbosa, essa era uma demanda antiga. “Agora as famílias cuja renda girava em torno da atividade poderão voltar a produzir. Com as licenças ambientais em dia e a documentação em ordem, elas terão acesso a financiamentos. É uma grande conquista”, disse.

Demanda chinesa 

Em novembro de 2019, o frigorífico do município conquistou a habilitação para exportar carne de frango para a China e, desde então, uma segunda linha de abate na unidade está sendo montada.   

“A previsão é que esta expansão entre em operação no próximo ano elevando a capacidade de abate de 150 mil para 300 mil aves por dia, o que aumentará ainda mais a demanda por proteína”, disse o ex-senador Cidinho Santos, proprietário do grupo.

A ampliação da unidade abrirá ainda 800 empregos diretos e 2,4 mil indiretos em toda a região. Hoje a unidade conta com 1,3 mil colaboradores.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana