turismo

Família se recusa a viajar sem a babá e é expulsa de voo

Publicados

em


source
O advogado Charles Banner e sua família foram removidos de um voo em Londres
Andrew Valdivia / Unsplash

O advogado Charles Banner e sua família foram removidos de um voo em Londres

O advogado Charles Banner e sua família foram escoltados em um voo da British Airways, que saia de Londres, por policiais armados. O fato aconteceu depois de discutirem com os funcionários da cabine: os profissionais se recusaram a deixar a babá das crianças se juntar a eles na classe executiva.

Charles Banner deixou o avião acompanhado por seus dois filhos, de 1 e 4 anos, sua esposa, Tetyana Nesterchuk, e sua babá enquanto os oficiais observavam. A família ficou de castigo após embarcar no voo 2578 da BA do aeroporto de Heathrow para Turim, na última quinta-feira (10). 

A confusão começou após Banner ser informado de que a babá das crianças só havia recebido um assento na classe econômica. O advogado, no entanto, havia comprado todas as passagens para a classe executiva. Segundo a companhia aérea, a BA vendeu o voo em excesso. 

Quando Banner perguntou aos funcionários da cabine se a babá poderia acompanhá-los na classe executiva, porque ele e a mãe das crianças queriam trabalhar durante o voo de duas horas, o advogado afirma que a equipe do avião da BA foi rude com a família. 

O debate se acirrou quando o avião começou a sair da base, levando o piloto a dar meia-volta e insistir que só voaria até que Banner e sua família fossem removidos. O voo atrasou 90 minutos.

Banner disse ao MailOnline: “Se a BA tivesse me dito que a babá não poderia se sentar conosco antes, não teríamos viajado e poderíamos ter comprado um voo mais tarde. Mas só nos disseram isso quando chegamos ao portão de embarque”.

“Eu me comportei perfeitamente, mas estava desafiando a tripulação de cabine porque era a coisa certa a fazer. A mesquinhez e vingança da equipe causou isso. Eu estava sendo muito educado sobre a coisa toda”, afirma.

Leia Também

“Foi um evento muito perturbador para toda a família e a forma como fomos tratados foi terrível, em contraste com mais de 15 anos de experiências agradáveis ​​em voos da BA como cliente regular”, acrescenta.

Banner afirmou que, embora houvesse um assento vago perto dele na classe executiva, a equipe da cabine insistiu que a babá ainda não podia sentar nele e ajudar a cuidar de seus filhos, levando-o a informá-los de que havia feito uma reclamação oficial sobre sua conduta ainda no avião.

“Isso foi surpreendentemente muito perturbador e frustrante para todos nós, como teria sido para qualquer família nessa posição. Continuamos pedindo uma explicação e a tripulação continuou nos dizendo repetidas vezes em resposta que seríamos compensados, ignorando nosso pedido de explicação sobre por que o assento sobressalente não poderia ser usado”, explica

Depois de deixar o avião, Banner diz que foi forçado a reservar um hotel perto de Heathrow por causa de seus filhos pequenos, já que estava ficando tarde. A família então pegou um táxi para o aeroporto de Gatwick no dia seguinte e reservou novos voos para Turim com a Easy Jet.

Ele estima que todo o incidente lhe custou quase £ 4.000 (R$ cerca de 23 mil) e está exigindo compensação financeira da BA, bem como um pedido de desculpas completo. Ele prometeu nunca mais voar com a companhia aérea, mas admitiu que já recebeu duas desculpas verbais.

“A BA me deu vouchers como compensação, mas eu não os quero, quero um reembolso em dinheiro. Houve muitos custos indiretos para mim como resultado deste incidente”, alega.

Um porta-voz da BA disse: “Não toleramos comportamentos perturbadores e a segurança de nossos clientes e tripulação é nossa principal prioridade”.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Propaganda

turismo

Assinatura de cooperação garante expansão do aplicativo “Turismo Cuiabá” para Barão de Melgaço

Publicados

em

Prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves e o secretário Zito Adrienzi

O secretário municipal de Turismo, Zito Adrien, e a prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves, assinaram nesta quarta-feira (17.08) um Acordo de Cooperação Técnica, que tem como foco a inclusão do município no roteiro de atrações turísticas desenvolvido por Cuiabá. A iniciativa faz parte do trabalho planejado de ampliação dos serviços ofertados pelo aplicativo “Turismo Cuiabá”.

No encontro realizado na Prefeitura de Barão de Melgaço, ficou definido que o acordo possui vigência de 180 dias, contados a partir da assinatura, podendo ser prorrogado conforme o interesse de ambas as partes. De acordo com o secretário, além da Capital, Barão de Melgaço é a primeira cidade do Consórcio Vale do Rio Cuiabá a receber a atividade de levantamento dos pontos turísticos locais.

Em Cuiabá, esse trabalho já se encontra na segunda fase, na qual se abre a possibilidade de fortalecer turisticamente também os demais municípios da Baixada Cuiabana. Esse processo é feito com base em cinco eixos, sendo eles: organização, estruturação, atratividade, competitividade e qualificação profissional.

“Barão de Melgaço apresenta riquezas e potencialidades ímpares em seu turismo, história, cultura, gastronomia, artesanato, folclore, manifestações artísticas e importância para o Vale do Rio Cuiabá. Entendemos como pertinente que esse projeto piloto se inicie por essa localidade. Estamos muito felizes com a concretização de mais uma etapa. Afinal, já temos registrados em menos de três meses de criação, mais de 271 mil acessos, tanto de turistas de fora como da população cuiabana. Estamos muito satisfeitos”, disse Zito Adrien.

A prefeita Margareth Gonçalves da Silva fez questão de dizer que está apostando nessa ferramenta digital de comunicação. “Hoje tudo gira em torno da internet. As pessoas já estão acostumadas a buscarem por meio dos aplicativos, locais de passeio, restaurantes, dentre outras opções. Tendo o nosso município de fácil acesso aos turistas que vêm para o Estado, com certeza teremos maior fluxo de pessoas na nossa região. Temos muitas belezas naturais a serem exploradas. Estamos com muitas expectativas”, pontuou.

O coordenador técnico e turismólogo, Edu Sá, explicou que toda a parte técnica para a inclusão das informações do município já estão preparadas. Tanto a elaboração do formulário eletrônico, com perguntas específicas ao Vale do Rio Cuiabá, bem como a Aba Vale do Rio Cuiabá, com inserções de dados em tempo real, como de onde se hospedar, onde comer, onde dormir e eventos, estarão disponíveis no aplicativo.

“Com essa assinatura, entramos na segunda fase do processo. Vamos agora fazer reuniões e oficinas com os servidores da prefeitura para conhecimento do pleno funcionamento do aplicativo. Válido frisar que, assim como para o êxito do projeto na capital e para que tenhamos o mesmo resultado em Barão, precisamos do envolvimento dos membros do Conselho Municipal, para que tenhamos a validação correta de todos os serviços”, explicou Edu.

O secretário Zito informou ainda que já foram aprovadas as instalações de equipamentos de acesso ao aplicativo Cuiabá no Aeroporto Marechal e Complexo Rodoviário. “Ao chegar à capital, o turista já vai poder acessar a ferramenta e obter todas as informações turísticas da capital e de todo Estado”, acrescentou o secretário.

O representante da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e proprietário do Restaurante Choppão, Fernando Quaresma, parabenizou a Prefeitura de Cuiabá em mais esse importante avanço na área do Turismo em Mato Grosso. “Tenho certeza que esse aplicativo Turismo Cuiabá veio para somar. Não só a capital, como os demais municípios de Mato Grosso possui uma gama de ofertas turísticas. Não podemos ser apenas uma passagem para outros estados. Os turistas devem passar e ficarem um tempo por aqui”, declarou.

Também estiveram presentes o representante da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Gerson Honório; o representante do Sindicato dos Guias de Turismo (SINGTUR) e guia de turismo, Edivaldo Oliveira; o titular da Diretoria de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Cuiabá, Rodrigo Medeiros e representantes da Prefeitura de Barão de Melgaço.

O APP

O aplicativo Turismo Cuiabá, que contém o mapeamento turístico com roteiro completo do que fazer na zona rural e urbana da capital, está em funcionamento desde o dia 15 de junho pela Secretaria Municipal de Turismo.  Para acessá-lo basta baixá-lo no Play store e Apple Store ou acessar o QR Code no site http://turismo.cuiaba.mt.gov.br/.

Nele, é possível encontrar rotas de gastronomia, igrejas, Centro Histórico, rotas das cervejas artesanais, rotas dos balneários, de pesca esportivas e eventos. No total, são mais de 850 estabelecimentos cadastrados de diversos segmentos.

“A expansão do aplicativo foi solicitada pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, que citou as belezas naturais que possuem nos nossos municípios irmãos. Vai ser muito mais fácil, por exemplo, ir para Barão e saber aonde ir, qual a programação local, se terá festa ou alguma outra comemoração. Queremos chamar mais turistas para que conheçam Mato Grosso, a baixada cuiabana”, finalizou Zito Adrien.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana