cultura

Exposição com fotos de animais sobreviventes das queimadas do Pantanal

Publicados

em

Tuiuiús, capivaras, macacos com seus filhotes, veados campeiros, onças pintadas. São algumas das cerca de 4.700 espécies que vivem na maior planície alagável do mundo. São também sobreviventes dos incêndios florestais que devastaram 28% do Pantanal em 2020 e que agora lutam para sobreviver ao período chamado de fome cinzenta. 

Entre os dias 26 de janeiro e 07 de fevereiro, os cuiabanos poderão conferir fotos desses e de outros animais da fauna pantaneira, durante a exposição gratuita “Da Fome Cinzenta à Esperança Pantaneira”, que será realizada no Goiabeiras Shopping. São 21 fotos do talentoso fotógrafo Deny Kobayashi, voluntário do grupo É O Bicho MT, que foram feitas durante o trabalho de distribuição dos alimentos, realizado aos sábados. 

O Grupo É o Bicho MT vem atuando no Pantanal mato-grossense desde 02 de setembro de 2020, minimizando a escassez de alimentos no período da fome cinzenta. Nesses quase cinco meses já distribuiu mais de 250 toneladas de alimentos como frutas, legumes e ovos aos animais. 

Todas as fotos poderão ser adquiridas pelo público, com preços que vão de R$ 230 (foto média (40×60) a R$ 400 (foto grande – 60×90). Também estarão à venda camisetas (R$ 50), máscaras (R$ 10) e agendas. Todo o valor será revertido para o trabalho do Grupo É o Bicho MT. 

Segundo a voluntária e co-fundadora do Grupo É o Bicho MT, Jenifer Larrea, a distribuição dos alimentos segue até 30 de janeiro e após essa data, os voluntários continuarão a fazer o acompanhamento da regeneração da fauna e ações de educação ambiental como forma de prevenção. “Com essa ação atingimos o objetivo que era de socorrer a fauna sobrevivente e minimizar os impactos causados pelas queimadas. A exposição marca de forma grandiosa o encerramento dessa etapa tão desafiadora”. 

Para a gerente de Marketing do Goiabeiras, Aline Ferraz, a mostra registra a esperança do trabalho voluntário em ver o Pantanal, um dos biomas mais importantes do mundo, se recuperando neste momento pós-queimadas e renascendo.

“O espaço que dedicamos é muito pouco se pensarmos no quanto o trabalho voluntário desse e de outros grupos foram essenciais na ajuda à fauna pantaneira, em um dos piores períodos de seca já presenciada. Durante as queimadas fizemos campanhas para ajudar o Pantanal e vamos continuar apoiando sempre. Somos muito gratos aos voluntários”, enfatiza a gerente.

Sobre o É o Bicho MT

O Grupo É O Bicho MT é formado por protetores, voluntários, defensores e simpatizantes da causa animal de Cuiabá e região, que desde 2015 busca amparar, na medida do possível, os animais de rua e que vivem em situações rotineiras de maus tratos, apoiando as organizações e protetoras independentes de Cuiabá.

Diante da entristecedora situação do Pantanal, o grupo iniciou uma ação voltada para o auxílio da sobrevivência dos animais no Pantanal criando, assim, a campanha de arrecadação de alimentos para socorrer a fauna sobrevivente da região de Poconé. 

Além de continuar na vertente da proteção animal de animais domésticos em situação de rua e vítimas de maus tratos e abandono, com a realização de uma campanha de castração e feira de adoção. 

A exposição é realizada pelo grupo É O Bicho MT e tem o apoio do Goiabeiras Shopping, Clínica Veterinária São Francisco, GTX Sports e Green Sabores Naturais. 

Serviço:

Exposição fotográfica “Da Fome Cinzenta à Esperança Pantaneira”

Quando: de 26/01 a 07/02 – das 12h às 22h

Local: Goiabeiras Shopping (piso térreo, em frente a loja da Havaianas)

Entrada gratuita

Comentários Facebook
Propaganda

cultura

Curso vai ajudar gestores a implementar o Sistema Municipal de Cultura

Publicados

em

Estão abertas até o dia 08 de março as inscrições para a capacitação online de Implementação do Sistema Municipal de Cultura. Aprovado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), o curso é direcionado a gestores municipais de cultura dos municípios mato-grossenses e terá início no dia 12 de março.

Com duração de cinco semanas, composta por quatro módulos mais uma semana de consultoria, o objetivo da capacitação é orientar os gestores públicos sobre a execução e implementação dos componentes do plano de trabalho do Sistema Municipal de Cultura. Cada município terá direito a duas vagas.

A base de ensino será focada na prática com conteúdos sobre a adesão ao acordo de cooperação federativa, cadastro na plataforma do Sistema Nacional de Cultura (SNC), legislações vigentes, fundos de financiamento à cultura e elaboração do Plano Municipal de Cultura, dentre outros. A capacitação contribuirá para a evolução das políticas de cultura do estado.

Segundo os dados publicados em fevereiro, somente 66 municípios de Mato Grosso efetuaram a adesão ao Sistema Nacional de Cultura.  Isso significa que 75 municípios ainda não implementaram políticas culturais sistematizadas e alinhadas aos sistemas estadual e federal de cultura.

De acordo com a coordenadora do curso, Silvia Machado, a capacitação online se configura como uma grande oportunidade de aprendizagem para os gestores neste período de restrição à realização de eventos.

“É um momento que pode ser aproveitado para a implementação o Sistema Municipal de Cultura e assim concretizar o CPF da Cultura (Conselho, Plano e Fundo) em todo o estado. As políticas públicas asseguradas em legislação são fundamentais para a evolução contínua os diversos segmentos culturais do município”, defende Sílvia, que foi diretora de cultura do município de Juína  e possui formação e experiência no assunto.

Capacitação online de Implementação do Sistema Municipal de Cultura

Prazo para inscrição: 08 de março de 2021

Acesso ao formulário de inscrição: AQUI

Acesso ao regulamento de participação: AQUI

Mais informações: [email protected] | (66) 99206-4192

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana