MULHER

Evento no RJ oferece micropigmentação grátis para mulheres com câncer

Publicados

em

source
A programação doara toda a comida arrecada para abrigos da Prefeitura do Rio de Janeiro
Getty Images

A programação doara toda a comida arrecada para abrigos da Prefeitura do Rio de Janeiro

A Tattoo Week do Rio de Janeiro, que começa nesta sexta-feira (20) e vai até domingo (22), vai oferecer serviços gratuitos para alguns grupos de mulheres. Entre os procedimentos oferecidos estão micropigmentação de sobrancelha para mulheres com câncer, tatuagem de segurança para mulheres que vivem com doenças crônicas e cobertura de cicatrizes para vítimas de violência doméstica.

O evento é gratuito na sexta-feira e corresponde apenas a uma doação de 2 kg de alimentos não perecíveis. No sábado e domingo, é necessário doar 1 kg de alimento e pagar o ingresso. Os preços variam entre R$ 20,00 e R$ 40, 00. As doações serão enviadas à Secretaria Municipal de Assistência Social do Rio de Janeiro e vão abastecer 49 abrigos da prefeitura. A compra de ingressos pode ser feita tanto no site como na entrada.

Além dos serviços gratuitos, o evento também acontecerá com 250 estandes de estúdios de empresas de tatuagem e piercing, uma área gastronômica e uma ambiente para crianças. 

“Estou muito honrada de poder participar dessa ação social através do meu trabalho. Participar desse momento só dignifica meu trabalho’, afirma Esther Gawendo, CEO da Tatoo Week e organizadora da iniciativa. O evento acontece na Rua Beatriz Larragoiti Lucas, no centro do Rio de Janeiro.

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram.  Clique no link para entrar no grupo. Siga também o perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

MULHER

Novo estudo identifica três tipos de orgasmo feminino

Publicados

em

Os orgasmos receberam o nome de
Ana Melo

Os orgasmos receberam o nome de “onda”, “avalanche” e “vulcão”

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Charles em Praga, na República Tcheca, e do Centro de Saúde Genital e Educação, identificou três tipos de orgasmo feminino: “onda”, “avalanche” e “vulcão”. A descoberta foi publicada na revista científica Journal of Sexual Medicine.

Os nomes se referem à maneira como os movimentos do assoalho pélvico ocorreram durante a preparação para o orgasmo e a liberação da tensão no orgasmo.

Os cientistas caracterizaram como “onda” quando o assoalho pélvico apresenta ondulações ou contrações sucessivas de tensão e liberação no orgasmo. Já a “avalanche” ocorre quando há uma tensão mais elevada do assoalho pélvico com contrações que diminuem a tensão durante o orgasmo. Já o “vulcão” é caracterizado pelo assoalho pélvico permanecendo em uma tensão mais baixa antes de aumentar drasticamente no clímax.

Para o estudo, 54 mulheres usaram um vibrador conectado por Bluetooth, chamado Lioness, detecta a força das contrações do assoalho pélvico em dois sensores laterais, para que esses padrões possam ser analisados.

As mulheres, que realizavam as tarefas em casa, foram instruídas a se masturbarem até chegarem ao orgasmo e desligar o aparelho dois minutos após alcançarem o clímax. As voluntárias repetiram as ações por vários dias. Elas também foram solicitadas a realizar um teste de controle, no qual inseriam o vibrador, mas não se estimularam.

Os resultados apontaram que quase 50% das mulheres (26) tiveram orgasmos de “onda”, enquanto 17 tiveram “avalanches” e 11 tiveram “vulcões”.

Uma descoberta importante foi que cada mulher experimentou consistentemente apenas um dos três tipos. Alguém que tem um padrão de orgasmo provavelmente não será capaz de experimentar nenhum dos outros, embora não tenha sido estabelecido se isso é ou não possível ter outros movimentos do assoalho pélvico ou se isso é apenas menos comum.

“Estamos fazendo um estudo de longo prazo de mulheres usando o Lioness para ver como esses diferentes padrões de orgamos são experimentados, quais são os níveis de prazer e de onde vem a estimulação que os induz”, disse James Pfaus, professor de neurociência da Universidade Charles e principal autor do estudo, em comunicado.

Entre no canal do iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana