Saúde

Estados Unidos doam 3 milhões de doses da Janssen para o Brasil

Publicados

em


Os Estados Unidos doaram para o Brasil um lote de 3 milhões de doses da vacina da Janssen contra a covid-19. O carregamento será recebido na sexta-feira (25) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e um representante da embaixada americana, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). 

Segundo informou o Ministério da Saúde no início da noite de hoje, o Brasil aplicou 90 milhões de doses de vacina contra a covid-19, com 65 milhões de adultos imunizados com a primeira dose. Segundo a pasta, o número representa 40% do público-alvo, composto por diversas faixas etárias acima de 18 anos. 

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Saúde cita disparidade ao explicar falta de vacinas contra a Covid-19 a SP

Publicados

em


source
secretário-Executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz
Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

secretário-Executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz


Durante coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (4), o governador  João Doria acusou o Ministério da Saúde de estar boicotando a vacinação no estado de São Paulo. Segundo Doria, o estado recebeu 228 mil doses a menos do que o previsto. Em pronunciamento, a pasta disse que isso aconteceu para diminuir a disparidade na vacinação entre os estados do Brasil.

“Observamos que, com o passar dos meses de imunização, alguns estados acabaram recebendo doses, quer seja por demanda judicial, quer seja para imunizar fronteira, quer seja por alguma situação específica que fez sentido, lá atrás, por conta da situação pandêmica. Mas, agora, o que se pactuou é que vai se avançar de forma equitativa para imunizar toda a população”, disse o secretário executivo da pasta, Rodrigo Cruz.

Rosana Leite complementou dizendo que o que o Ministério busca é equidade. “Todas as unidades da federação devem ter uma equidade nesta vacinação. Não é justo determinado município estar vacinando com uma disparidade muito grande de faixas etárias”, explicou.

Você viu?

Cruz afirmou que, diferente do que foi citado por Doria, não há um percentual fixo de doses a serem distribuídas a cada semana. “Estamos em um período epidemiológico no qual não há nenhum estado ou município que tenha que ser imunizado mais rapidamente”, explicou Leite.

“Uma demanda que recebemos é essa disparidade entre estados que estão vacinando uma faixa etária mais baixa e aqueles que estão vacinando uma faixa etária acima. As oportunidades têm que ser as mesmas. Claro, a eficiência tem que ser de cada um, e isso vai se manter”, completou.

Uma vez que a vacinação de grupos prioritários já aconteceu, agora o Ministério da Saúde envia doses proporcionais às faixas etárias aos estados para tentar diminuir a disparidade.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana