mato grosso

Estado repassará recursos para atendimento de Saúde durante reforma do Hospital Regional Barra do Bugres

Publicado


.

Durante a reforma do Hospital Regional de Barra do Bugres, o Governo de Mato Grosso vai garantir recurso aos municípios que compõem a área de atendimento da unidade. O valor será pago mediante os atendimentos de saúde ofertados pelas gestões municipais à população, que não ficará desassistida no período em que a estrutura estiver em obra.

 

“É preciso esclarecer à população dessa região que não existe o fato de desativação do Hospital Regional de Barra do Bugres. O que ocorrerá neste momento de transição de gestão entre o Consórcio Intermunicipal e a Secretaria Estadual de Saúde é uma paralisação temporária daquela instalação, que oportunizará uma ampla e moderna reformulação da estrutura física da unidade. O Governo vai reformar, equipar e entregar um hospital com serviços geridos pelo Estado”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

 

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (31), com representantes dos municípios circunvizinhos à Barra do Bugres, ficou acordado que a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) assumirá a gestão da unidade e irá repassar recursos via Fundos Municipais, de forma a subsidiar os serviços médicos que eram oferecidos pela unidade regional. O valor do repasse ainda está em análise.

 

“Iremos fazer um aporte de recursos para os municípios da região, para que eles possam contratualizar os serviços necessários para a região até que esse hospital esteja novamente em condições de funcionar. Este já era um hospital com poucos atendimentos realizados, até por força da sua precária infraestrutura e nós vamos modernizar”, avaliou o gestor, ao reforçar que o Governo manterá o padrão de qualidade dos Hospitais Estaduais que já passaram por melhorias estruturais, como Sinop, Santa Casa, Rondonópolis e Metropolitano 

 

A previsão é de que os investimentos na reforma da unidade alcancem o montante de R$ 3 milhões, uma vez que toda a estrutura do hospital passará por melhorias. Atualmente, o Hospital Regional conta com 66 leitos de enfermaria e os pacientes internados já foram transferidos para outros hospitais.

 

Participaram da reunião o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e os prefeitos de Arenápolis, José Mauro Figueiredo; de Denise, Eliane Lins; de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva; de Nova Olímpia, José Elpídio de Moraes Cavalcante; de Santo Afonso, Joabe Almeida dos Santos; de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado; de Tangará da Serra, Fábio Junqueira e o vice-prefeito de Barra do Bugres, Gustavo Abi Rached Cruz. 

 

Também integraram o debate os deputados estaduais Dr. João e Faissal Calil e o deputado federal Dr. Leonardo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Procon-MT alerta consumidor para medidas de proteção à Covid-19 em período de compras

Publicado


.

Compras online, promoções e facilidades de pagamento e de entrega podem animar o consumidor a comprar presentes neste Dia dos Pais, comemorado em 9 de agosto. Mas com o atual cenário de pandemia, a principal orientação do Procon-MT – vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) – é a manutenção das práticas de segurança para a não disseminação do vírus, garantindo que a data seja comemorada sem perigo. 

Estudos ligados à Organização Mundial de Saúde (OMS)  apontam que agosto pode ser o pico da pandemia de Covid-19 no Brasil, por isso reforçar os cuidados é essencial. “Em tempos como este, o melhor presente de Dia dos Pais é a prevenção e a segurança de toda família. Estamos em um período fora do comum e, para sairmos dessa situação, precisamos do empenho de todos. Por isso, ao pensar no presente do seu pai, o consumidor deve considerar todo este contexto”, alerta o secretário adjunto do Procon-MT, Edmundo Taques. 

Com a proximidade da data comemorativa, é comum o aumento de fluxo no comércio de rua e também centros comerciais e shoppings centers, por isso as medidas básicas de proteção não podem ser esquecidas: distanciamento social, uso de máscaras faciais, higienização constante das mãos e limpeza correta de utensílios. O Procon-MT também separou outras orientações úteis, confira:

Ao receber a mercadoria

– Evite contato corporal com o entregador, como aperto de mão;

– Ao realizar pagamento em dinheiro, se possível, separe o valor exato da compra para evitar o manuseio de outras cédulas;

– Quando o pagamento for por cartão, prefira que só você tenha contato com ele e logo depois o higienize.

– Higienize as embalagens antes de abri-las, se possível lavando com água e sabão, ou borrifando álcool 70% ou solução de água sanitária e água.

Atenção nas compras

-No caso de cestas de café da manhã, verifique previamente o número de itens, marcas e complementos. Com tudo definido, peça por escrito o que foi combinado (data e horário de entrega, tipo de flores/cesta, valores e condições de pagamento);

– Produtos nacionais e importados devem conter as informações sobre a mercadoria em língua portuguesa: instruções de uso, características, registro no órgão competente, prazo de validade, composição, volume/quantidade, condições de armazenamento e identificação sobre o fabricante/importador;

– Na escolha de eletroeletrônicos, o Procon-MT alerta que os produtos devem vir acompanhados do manual de instruções em língua portuguesa e relação da rede autorizada de assistência técnica. Como algumas marcas ainda não ofertam o serviço em Mato Grosso, é importante verificar a existência de assistência técnica no Estado antes da compra.

Compras pela internet

– Verifique se constam no site o número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), endereço físico e canais de troca e atendimento.  Ao efetuar a compra, imprima ou salve em seu computador a página do site com os dados e, antes de enviar os dados pessoais de seu cartão de crédito, observe se a conexão é segura;

– Atenção para a cobrança de frete, existência de outras taxas e prazo de entrega;

– No caso de compras pela internet, catálogos, em domicílio ou telemarketing, é possível desistir da aquisição em até sete (07) dias após a assinatura do contrato ou recebimento da mercadoria. O cancelamento deve ser solicitado por escrito. 

Nota Fiscal

– Não se esqueça de exigir o documento fiscal. Ele é que comprova a relação de consumo e será necessário para reclamar, caso haja algum problema com o produto;

– O prazo para reclamações é de 30 dias para produtos não duráveis (que se extinguem rapidamente com seu uso, como alimentos, por exemplo) e 90 dias para os bens duráveis (que tem consumo prolongado, como aparelhos celulares, geladeira, televisão).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana