mato grosso

Escola Estadual realiza concursos de cartazes e distribui mudas de ipê para alunos

Publicado


O dia da árvore não passou em branco na Escola Estadual Filogônio Correa, no Distrito de Nossa Senhora da Guia, em Cuiabá. Alunos e professores realizaram o 1º Concurso de Cartazes com o tema: preservar o meio ambiente é preservar a vida. Em parceria com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), foram distribuídas 80 mudas de ipês, árvore nativa do cerrado, aos alunos que realizaram os trabalhos – bastava fazer a inscrição de seus cartazes para levar a planta. A ação ocorreu neste sábado de manhã e contou com o distanciamento social.

Conforme a diretora Joelma Adriana Teixeira, houve respeito às normas de segurança com os alunos passando na escola para a entrega dos cartazes e recebendo a muda de ipê. “Foi marcado o horário das 7h30 as 11h30 para entrega dos trabalhos. O resultado foi divulgado pelo Facebook da escola ao vivo. Com isso, evitamos aglomeração”, salienta. Foram premiadas oito categorias, com aluno e professor ganhando um prêmio surpresa além de muda de Ipê.

A avaliação dos trabalhos foi realizada por três convidados especiais -, a assessora pedagógica Rosangela Roquete, a professora de artes Sonia Cristina de Jesus Gama e o engenheiro agrônomo, extencionista rural do escritório metropolitano da Empaer, Lucas Stevão da Silva Freire. Foram premiados dois trabalhos por categoria, com alunos e seus professores conselheiros.

A diretora destaca que a proposta do concurso é fazer com que os alunos e seus familiares identifiquem quais os problemas ambientais estão destruindo a natureza. Para reverter, é preciso mudar o comportamento e ter conscientização da população sobre o papel de cada um para termos um ambiente saudável e justo para todos.

“O resultado foi excelente, pois superou nossas expectativas, por se tratar de trabalho não presencial. Usamos a tecnologia para a divulgação e, com isso, evitamos aglomeração”, comemora.

A ação ambiental fez parte das comemorações ao dia da árvore, celebrado no 21 de setembro, valeu como sábado letivo do calendário escolar de setembro e também como atividades complementares das aulas não presenciais planejadas no Plano Pedagógico Estratégico de Atendimento Escolar (PPEAE) da unidade escolar.

Confira os alunos e professores premiados

Aluna do 4° A: Bianca Eduarda Leal.

Professora: Sirlene Angela da Silva

Aluna do 6° ano A: Hillary Silva.

Professor:

Gildo Rodrigues Teixeira

Aluno do 8° ano C. Davi Wasmiiller.

Professor: Edinei Valentim Neves Santos

Aluna do 9°ano B. Alessandra Rosinha.

Professor: Gildo Rodrigues Teixeira

Aluna do 3° ano B. E.M Regular: Jéssica Anunciação.

Professora: Paula Valéria de Carvalho Brito;

Aluna do 1°ano A E.M Regular: Geovana Cristina M. Fernandes.

Professor: Adnilson Augusto Da Silva Pinto;

Aluna do 1° ano E.M Campo: Kamile da Silva Santiago.

Professora: Shirley Marques de Souza.

Aluna do 3° ano E.M Campo: Ana Beatriz da Silva Costa.

Professor: José Pedro da Costa.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Mais de 12 mil pessoas participaram da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Publicado


Cerca de 12 mil pessoas participaram da 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) realizada de forma totalmente virtual pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), entre os dias 20 e 23 de outubro. Nesta sexta-feira (23), no encerramento do evento, 40 premiações foram conferidas aos vencedores da XII Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MECTI) e da Maratona Teen 2020.

Segundo a superintendente de Desenvolvimento Científico Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, o objetivo principal do evento foi alcançado e a estimativa de público superada.

“Ainda que de forma virtual conseguimos fomentar e popularizar a ciência, e justamente por ser de on-line, até pessoas de outros lugares do mundo puderam nos acompanhar. Recebemos cerca de 9 mil inscritos para o evento e mais uns 3 mil participaram pelo Youtube, além disso tivemos aproximadamente 85 mil visualizações nas plataformas, então estamos muito felizes com este resultado”, disse.

Para os vencedores da MECTI foram distribuídos 25 prêmios e a lista de alunos está disponível no site oficial do evento AQUI.

Dois alunos ensino fundamental e quatro do ensino técnico, ganharam prêmios nas categorias: ciências, engenharias e economia criativa. Cada um recebeu um smartphone e um óculos de realidade virtual.

Dezesseis alunos do Ensino Médio se sagraram vencedores nas categorias: ciências, engenharias e economia criativa. O prêmio para eles foi uma bolsa de Iniciação Científica Junior (ICJ), durante 12 meses, ofertadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

A aluna Maria Eduarda Dede Cavalcante, da Escola Estadual Gov Jose Fragelli, de Cuiabá,  foi a vencedora do prêmio da Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace) da Universidade de São Paulo (USP). Ela apresentou um projeto para a elaboração de uma barra de cereal para atletas.

A aluna Kayllane Fabian Duarte da Costa, da Escola Estadual Presidente Médici, de Cuiabá, ganhou a premiação oferecida pelo Instituto Farmun. Ela apresentou um projeto de barragem subterrânea ecológica, para prevenir o déficit hídrico do solo e foi premiada com um Curso de inglês pelo Wiseup, um intercâmbio de estudos nos Estados Unidos por um período mínimo de três meses e a escola dela levou uma premiação no valor de R$ 25 mil, para desenvolver um projeto elaborado entre a escola e o Instituto Farmun.

A coordenadora do Instituto Farmun, Juliana Pasqualino, ressaltou a importância de apoiar e investir em projetos e iniciativas científicas, para o desenvolvimento e progresso do Estado.

“A premiação é uma forma de incentivar e motivar estes jovens cientistas a continuar estudando e desenvolvendo os projetos deles. A nossa expectativa é que eles cresçam cada dia mais e se tornem grandes cientistas e que também sejam revelados novos  cientistas para o mundo” diz.

Ao todo foram entregues 13 premiações para os integrantes das três equipes vencedoras da Maratona Teen 2020.

Em primeiro lugar ficou a equipe FabDev (com 5 pessoas), que ganhou um curso em Programa de Educação Tecnológica e uma mentoria de 5 horas, oferecidos pelo Instituto Jovem Empreendedor (IJE). Ganharam ainda uma mentoria para desenvolvimento do Canvas Social e da Estratégia para 2021, além de 5 horas de consultoria e conexões com mentores internacionais e um óculos de realidade virtual para cada membro da equipe.

Em 2º e 3º colocados as equipes Tech Learning (com 4 pessoas) e  The Script (com 4 pessoas), respectivamente, ganharam uma mentoria de 5 horas oferecida pelo IJE e um óculos de realidade virtual para cada integrante das equipes.

Além disso, duas alunas ganharam prêmios por engajamento nas redes sociais, a aluna com o maior número de curtidas em seus projetos ganhou um livro, um pendrive e um óculos de realidade virtual. A segunda colocada, com mais curtidas ganhou um óculos de realidade virtual.

A 12ª MECTI foi realizada em parceria com o Instituto Farmun e contou com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)

São parceiros da SNCT a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), o Instituto Farmun, a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a empresa Titânia Telecom.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana