AGRO & NEGÓCIO

Embrapa Agroenergia tem três ativos selecionados em rodada de negócios com a ABBI

Publicados

em


A Rodada de Negócios “Inovação em Biotecnologia Agroindustrial”, realizada entre a Embrapa e seis empresas associadas à Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI) nos dias 21 e 22 de janeiro de 2021, gerou resultados positivos para a Embrapa Agroenergia. Três ativos tecnológicos foram selecionados para projetos de parceria: as Canas BtRR e FLEX, desenvolvidas pela equipe do pesquisador Hugo Molinari, e o Coquetel enzimático para desconstrução de biomassa vegetal com alta eficiência, das equipes de pesquisa dos laboratórios de Genética e Biotecnologia (LGB) e Processos Bioquímicos (LPB). 
 
Para o pesquisador Hugo Molinari, gestor do portfólio Biotecnologia Avançada Aplicada ao Agronegócio (BioTecAgro), o evento possibilitou a aproximação da Embrapa com o setor privado, promovendo maior visibilidade dos ativos da empresa. “A grande motivação do nosso portfólio para esta rodada de negócios foi acelerar o processo de divulgação  dos ativos de base tecnológica da Embrapa para o setor privado e, principalmente, facilitar a conexão dos ativos mais adequados para negócios com as empresas associadas à ABBI”, disse Molinari.  
 
“Na minha palestra, destaquei as principais demandas de pesquisa em biotecnologia apontadas pelo setor produtivo em trabalho prévio feito pelo portfólio BioTecAgro de consulta aos stakeholders. Também falamos sobre como o portfólio tem integrado ações de PD&I, objetivando resolver ou mitigar os principais problemas da agropecuária com base em ferramentas modernas da biotecnologia para a manutenção da sustentabilidade e competitividade do agronegócio brasileiro”, complementou.
 
A pesquisadora Betania Quirino, que também integra o portfólio BioTecAgro, considera que o evento foi uma excelente oportunidade de aproximar os pesquisadores das empresas para fazer negócios com os ativos desenvolvidos, uma das premissas do novo posicionamento que a Embrapa está adotando. “Apresentei o painel de bioinsumos 1, onde foram mostradas várias tecnologias produzidas por diferentes unidades de todo o Brasil, dentre as quais o Coquetel Enzimático produzido pela nossa Unidade em parceria com o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC)”, afirmou. 
 
Participaram da rodada de negócios virtual 14 Unidades da Embrapa, das quais sete tiveram ativos escolhidos (Agroenergia, Acre, Caprinos e Ovinos, Florestas, Hortaliças, Meio Ambiente e Milho e Sorgo). Por parte da ABBI, participaram seis empresas-membro (Amyris, Basf, DSM, DuPont, GranBio e Novozymes).
 
O diálogo foi organizado pela ABBI e pela Embrapa. No total, foram apresentados 42 ativos de inovação em biotecnologia em diferentes estágios de maturidade e ainda não disponíveis no mercado, dos quais 15 foram selecionados por quatro empresas. Antes do início da rodada de negócios, Embrapa e ABBI assinaram um Acordo de Confidencialidade (NDA). As oportunidades de negócio com a Embrapa são de cooperação técnico-financeira de codesenvolvimento e validação e/ou ampliação para escala industrial.
 
 
Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Propaganda

AGRO & NEGÓCIO

Chefe-Geral da Embrapa Gado de Corte participa da 86ª Expozebu e destaca o programa de avaliação genética de animais em convênio com a ABCZ

Publicados

em


Em apresentação técnica ocorrida na manhã deste dia 7, pelo Canal da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu – ABCZ TV que transmite a programação da Expozebu de 2021, o chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, falou sobre as contribuições e progressos do programa de avaliação genética animal no painel técnico que abriu a programação desta sexta-feira: ‘Parcerias ABCZ Embrapa’.

Apresentado pelo professor Luiz Antônio Josahkian – superintendente técnico da ABCZ, ele questionou ao gestor da Embrapa qual seu entendimento a respeito das contribuições e progressos do programa e o que esperar do avanço de avaliações genômicas. Ao responder os questionamentos, primeiro Antonio Rosa falou do início da parceria entre a Embrapa e a ABCZ, em 1979, e sua satisfação em liderar o projeto e de participar da implantação do núcleo de seleção do gado PO (puro de origem – animal que possui registro de uma associação e tem sua genealogia conhecida e dentro dos padrões raciais exigidos por esta associação de criadores). Comentou sobre a evolução do convênio e dos frutos gerados que impactaram o setor, como do lançamento em 1984 do primeiro sumário Nacional de Touros das Raças Zebuínas.   

Rosa disse ainda que as avaliações genéticas são uma realidade. “Hoje não se vê uma venda comercial de touros que não tenha avaliação genética. Muitas instituições implantaram esse programa”. Contou que no estado atual a avaliação genômica possui um banco de dados expressivo, devendo fechar este ano com 140 mil animais genotipados. Falou de seu orgulho e que se sente privilegiado em trabalhar com uma equipe competente que tornou possível evoluir nos resultados e colocar o País no patamar de uma pecuária avançada. Já na segunda pergunta sobre os avanços das avaliações, Rosa se diz um entusiasta deste trabalho, das junções das bases por conta da robustez das análises, reforçadas não só pela união delas, mas, principalmente, pelo uso desses animais geneticamente avaliados. “Eu percebo um futuro extraordinário com um número cada vez maior de animais genotipados, melhora na qualidade dos dados e na precisão das análises genética”.  Externou, ainda, que deseja vida longa para este trabalho e para o bem da pecuária de corte no Brasil em benefício da sociedade brasileira. “Os avanços foram muito grandes. Nós temos oportunidade de melhorar em qualidade e eficiência, e estamos indo muito bem”, concluiu.

Além de participar do painel técnico de hoje, o gestor da Gado de Corte (Campo Grande, MS), representou o presidente da Embrapa, Celso Moretti, no dia da abertura do evento ocorrido no sábado passado, 1º de maio. 
Em sua fala, Rosa parabenizou a direção da ABCZ por fazer uso das modernas técnicas da comunicação, tão necessárias no momento atual possibilitando à sociedade participar de um evento tão grandioso e tradicional que é a Expozebu. Declarou que a Embrapa se orgulha em fazer parte da história de sucesso da Associação, e desde que a Embrapa passou a atuar em Campo Grande, MS, há 44 anos, teve a oportunidade de firmar o primeiro convênio Embrapa/ABCZ, proporcionando às instituições o pioneirismo em avaliação genética de gado zebuíno em todo o mundo. Disse ainda que esse trabalho continua juntando as bases de dados, os programas da ABCZ e da Embrapa – Geneplus, usando modernas técnicas de avaliação genética/genômica. “Estamos colocando à disposição da cadeia produtiva sumários de avaliação genética mais robustos. Tivemos também a oportunidade de ajudar a ABCZ na modelagem do pró-genética – um programa que já atende 23 unidades da federação proporcionando que o pequeno e o médio produtor rural tenha acesso à genética de ponta”. Ao finalizar enfatizou o orgulho de a Embrapa fazer parte da história da ABCZ se colocando à disposição não só na área da genética de Gado de Corte, mas também de Gado leiteiro e tudo que envolva o sistema de produção.

 A Expozebu termina no domingo, dia 9   
Considerada a maior e mais tradicional exposição e feira de gado zebu a Expozebu, chamada este ano de ‘Expozebu Conexão Total’, foi aberta oficialmente de maneira virtual no dia 1º de maio, e contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Teresa Cristina, presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária no Brasil (CNA), João Martins, dentre outras autoridades como o representante da Embrapa. 
O evento que termina neste domingo, dia 9, segue com sua programação apresentando debates políticos e técnicos do agronegócio além de rodas de conversas entre criadores e está sendo transmitida, ao vivo, pela internet.

Pela primeira vez animais não foram expostos no Parque Fernando Costa (Uberaba, MG) e também a feira não recebeu visitantes. Mesmo assim, muitos trabalhadores permaneceram no Parque, com toda segurança que o momento exige para transmitir a programação. 
Conforme a assessoria do evento, a ABCZ TV abriu as transmissões com a participação do presidente da entidade, Rivaldo Machado Borges Júnior, diretores e autoridades locais.  “Eu fico muito feliz de poder transmitir para o Brasil e o mundo, a eficiência e a capacidade que a ABCZ tem de promover o melhoramento genético na produção de carne e leite, na pecuária brasileira de modo geral”.

Conheça a programação deste sábado e domingo 

Dia 8 de maio – sábado
7 horas: Pista em Destaque: jurados debatem julgamento das raças de corte. 
8 horas: Expectativa de Retirada das Vacinas 2020/2021 
9h15: Momento PMGZ: Controle Leiteiro 
10 horas: Roda de Conversa: Sumário PMGZ como Fonte de Touros para as Centrais de IA

Dia 9 de maio – domingo 
7 horas: Momento PMGZ geral
10 horas: Roda de Conversa: PMGZ Comercial 
12 horas: Encerramento Oficial Expozebu 2021  

Para assistir a transmissão da Expozebu 2021 Conexão Total, acesse o Canal da ABCZ TV, no site expozebu.org.br 

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana