Cuiabá

Emanuel entrega requalificação da Rodovia Palmiro Paes de Barros e vistoria obras programadas para abril

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

Em celebração ao aniversário de 302 anos de Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro fez nesta quinta-feira (08) a entrega da requalificação completa da Rodovia Palmiro Paes de Barros, executada no trecho situado no perímetro urbano da cidade. O ato foi feito de maneira simbólica, sem a realização de cerimônia oficial, para evitar aglomeração de pessoas e, consequentemente, inibir o contágio da Covid-19.  

A intervenção feita na via, que é uma das mais movimentadas da região Sul da Capital, englobou uma extensão de aproximadamente oito quilômetros, somando o percurso de ida e volta entre o viaduto da MT-040, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, e a rotatória que dá acesso ao bairro Parque Cuiabá. Além do recapeamento da pavimentação, a rodovia recebeu rede de drenagem, uma nova iluminação de LED, sinalização, ciclofaixa e abrigos de ônibus.

“É uma importante obra, principalmente para os milhares de cuiabanos que moram no Parque Cuiabá, Parque Atalaia, Jardim Mossoró, Parque Geórgia, Santa Terezinha e outras centenas de bairros da região. A rodovia é estadual, mas o problema estava afetando o meu povo cuiabano e nos sentimos no dever de atuar para resolver e ofertar mais qualidade de vida aos que precisam”, comentou Pinheiro.

A requalificação da Palmiro Paes de Barros é mais uma obra executada pela Prefeitura de Cuiabá, com o apoio da atuação do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho.  “Fico feliz em poder ajudar em mais uma obra, com recursos viabilizados junto ao Governo Federal. O prefeito pode continuar contando com nossa parceria e a população pode ter a certeza que vem muito mais nos próximos anos”, disse o parlamentar.

Além da entrega, o chefe do Executivo municipal também vistoriou o andamento dos trabalhos no viaduto Murilo Domingos, na Avenida Beira Rio, e no Estádio Eurico Gaspar Dutra (Dutrinha), obras com as conclusões previstas para este mês. No viaduto, o prefeito pode constatar que as equipes estão concentradas no levantamento das duas cabeceiras que fazem a ligação da avenida com a estrutura.

Já no Dutrinha, todo o gramado já foi substituído e passa a contar com um novo sistema de drenagem e irrigação, também foi efetuada a reforma dos vestiários, implantação de um sistema de iluminação de LED, reconstrução do muro, um museu do futebol, contando a história do esporte em Cuiabá e, agora, está em andamento a construção de um estacionamento e paisagismo da área externa.

“São duas obras simbólicas. Com o viaduto vamos melhorar a mobilidade, dando mais celeridade e segurança aos condutores que transitam pela Beira Rio. A estrutura já está pronta e até o fim deste mês vamos entregá-la por completo. Já a reforma do Dutrinha representa a história do nosso futebol sendo resgatada e valorizada. Muitos craques pisaram no gramado desse campo e, em breve, os novos também terão essa oportunidade”, finalizou Pinheiro.  

A agenda cumprida pelo prefeito na manhã desta quinta-feira (08) também contou com as presenças do vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, dos secretários de Governo, Luis Claudio, e de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo. A Câmara Municipal foi representada pelo presidente da Casa, vereador Juca do Guaraná Filho e Demilson Nogueira.

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Secretaria Municipal de Saúde divulga o 18º Informe Epidemiológico de 2021 sobre a Covid-19

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

Em 19 de junho de 2021, o Brasil acumulava 17.883.755 casos confirmados de Covid-19 e mais de meio milhão de mortes. Nesta mesma data Mato Grosso registrava 436.145 casos confirmados e 11.435 óbitos.

Indicadores recentes apontam para a permanência de um platô elevado de transmissão da Covid-19 no Brasil, com possibilidade de agravamento nas próximas semanas, com a entrada do inverno. Entre 30 de maio a 12 de junho houve discreto aumento das taxas de incidência e de mortalidade de Covid-19 no país estando Mato Grosso entre os quatro estados com as piores taxas de incidência e de mortalidade. Apesar da melhora das taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no SUS em algumas unidades da federação, o quadro ainda é crítico no Distrito Federal e em 18 estados, incluindo Mato Grosso, que apresentaram taxas iguais ou superiores a 90%.

O ritmo lento de vacinação no país requer a manutenção de medidas não-farmacológicas, como uso de máscaras, distanciamento físico e social e higienização das mãos, além de medidas de maior restrição da circulação de pessoas como bloqueio ou lockdown sempre que necessário.

Desde o registro dos primeiros casos em Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde, com apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso, publica o Informe Epidemiológico sobre a Covid-19, com o objetivo de monitorar o padrão de morbidade e mortalidade e descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG pelo SARS-Cov-2 em residentes no município de Cuiabá. Dando continuidade à divulgação de informações sobre a Covid-19 em Cuiabá, esse é o 56º informe produzido, no qual apresentamos as informações desde a data da notificação do primeiro caso em Cuiabá até a 24ª Semana Epidemiológica (SE), compreendendo o período de 14 de março de 2020 a 19 de junho de 2021. Neste informe, destaque especial será dado à vacinação contra Covid-19 em residentes em Cuiabá.  

Destaques do período de 14 de março de 2020 a 19 de junho de 2021

– Foram registrados 90.996 casos de Covid-19 de residentes em Cuiabá, 94,4% recuperados; 8.242 internações e 2.987 mortes. Nas duas últimas semanas (SE 23 e SE 24) foram notificados 1.451 casos, 159 internações e 53 óbitos.

– A média de idade dos pacientes internados em 2020 era de 56,2 anos de idade e em 2021 foi de 53,3 anos. Entre aqueles que foram a óbito a média de idade em 2020 foi de 66 anos e em 2021 de 62 anos, indicando o rejuvenescimento da epidemia na capital.

– Entre os pacientes internados com evolução do caso, 41,9% dos idosos (1.404/3.350), 17,4% (817/4.588) dos adultos, e 9,4% (15/158) das crianças e adolescentes foram a óbito.

– A partir de dezembro de 2020 se tem registrado o aumento de mortes, e esse padrão persistiu nos quatro primeiros meses de 2021. Apesar da tendência de redução no número de óbitos no mês de maio SE 18 e 22 (02 de maio a 05 de junho de 2021) e nas duas primeiras semanas de junho (SE 23 e 24; 06 a 19 de junho de 2021), ainda há um quantitativo de óbitos elevado.

– Em 19 de junho as taxas de ocupação de leitos de UTI adulto e de enfermaria foram inferiores às observadas em 05 de junho, entretanto a de UTI infantil aumentou.

– A taxa de transmissão do vírus nas duas últimas semanas foi estimada em 0,87 com a amplitude do intervalo de confiança indicando valores de transmissão superiores a 1,0.

– Foram aplicadas 211.454 doses de vacina contra a Covid-19 em residentes de Cuiabá, sendo 159.274 (25,8% da população) com a primeira dose e 52.180 (8,5%) com a segunda dose, ou seja, apenas 32,8% das pessoas que tomaram a primeira dose estão efetivamente imunizadas.

– Declínio importante no número de 2ª doses aplicadas nas últimas quatro semanas.

– Entre os grupos prioritários, a melhor cobertura vacinal foi em pessoas com 70 anos e mais e podemos verificar queda na mortalidade proporcional e no risco de morte para esse grupo, sendo a maior redução no grupo de 80 anos e mais. A redução nos indicadores de mortalidade na capital pode ser atribuída à vacinação.

– No atual ritmo de vacinação, com média de 7.240 aplicações/semana, 75% da população de Cuiabá estará imunizada com duas doses somente em julho de 2022. A capital tem capacidade de vacinar cerca de 7.800 pessoas por dia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana