POLÍTICA NACIONAL

Eduardo Girão pede que eleitores votem com consciência e engajamento

Publicado


O primeiro turno das eleições municipais deste ano acontecem em 15 de novembro, e, onde for o caso, o segundo turno será realizado em 29 de novembro. Serão eleitos prefeitos e vereadores. Durante pronunciamento nesta quinta-feira (1º), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) destacou a importância do voto e fez um apelo para que os eleitores façam suas escolhas com consciência e engajamento — e que “não vendam seus votos; não troquem seus votos jamais por privilégios ou ajuda”.

— A arma mais poderosa que nós temos, e que por nada podemos trocar, porque não tem preço o futuro de nossos filhos e dos nossos netos, é o voto — declarou.

Girão disse que “a gente vai começar a mudar o Brasil com mais força agora” e que as eleições deste ano servirão para dar continuidade a um processo de rupturas contra um “sistema político corrupto e carcomido”. Ele também alertou os eleitores para que, durante o período de campanha eleitoral, procurem conhecer a história de vida dos candidatos e seus projetos.

Ele ressaltou ainda a importância do envolvimento direto dos cidadãos nas campanhas políticas, pois, na sua opinião, a participação servirá para o eleitor conhecer melhor as propostas apresentadas pelos candidatos — e com isso poder comparar se os candidatos estão de acordo com os temas prioritários para os eleitores.

— É de eleição em eleição que nós vamos mudando, e agora começará lá pela base. Começa aí por seu município, onde você está, em qualquer lugar do Brasil ou do meu Ceará. Pesquise quem são os vereadores, os seus candidatos a prefeito. Vá atrás, olhe no olho, sinta em seu coração e comece a mudar. Por que o futuro de nossos netos e filhos está sendo decidido agora. Portanto, não adianta trocar o voto por privilégios ou ajuda — disse o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

‘No Brasil, cloroquina tem 100% de cura’, diz Bolsonaro a franceses; veja

Publicado


source
bolsonaro
Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender e recomendar o uso da cloroquina para o tratamento da Covid-19. Desta vez, ele respondeu a um grupo de franceses que se reuniu na frente do Palácio da Alvorada.  O remédio ainda não tem comprovação científica de que faz algum efeito contra a doença.

“No Brasil, tomando a cloroquina, no início dos sintomas, 100% de cura”, disse o presidente, que também afirmou desconhecer a situação atual do remédio na França. “Eu sei que alguns cientistas franceses investiram na cloroquina lá atrás. Não sei como está a França no momento reagindo a essa pandemia, se usa cloroquina ou não”, acrescentou.

Veja o vídeo a seguir: 

Contexto 

O governo da França chegou a proibir o uso da hidroxicloroquina para tratar a Covid-19 nos hospitais, depois que dois órgãos responsáveis pela saúde pública no país se declararam contrários à utilização da substância.

O medicamento ainda não tem comprovação científica de que é efetivo no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Um estudo recente, com quase 100 mil pacientes com Covid-19, descartou que a cloroquina e a hidroxicloroquina são eficazes contra a doença, enfatizando que os dois medicamentos aumentam o risco de morte.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana