economia

Eastern Airlines planeja operar voos exclusivamente cargueiros

Publicados

em


source
Eastern Airlines planeja operar voos exclusivamente cargueiros
Raphael Magalhães

Eastern Airlines planeja operar voos exclusivamente cargueiros

Em um mercado diretamente afetado pela pandemia, a aviação cargueira sentiu menos os efeitos da crise. Exemplo disso, foi o lucro registrado pela cargueira Atlas Air no ano de 2020, mesmo com o impacto negativo ao longo do ano no setor.

Nesse sentido, a companhia aérea norte-americana Eastern Airlines, também deve aderir aos voos cargueiros já no próximo trimestre. Devido à queda de fluxo de passageiros, parte de sua frota está subutilizada, podendo ser dedicada aos voos com carga.

Dessa forma, a empresa deve operar dois Boeings 777-200 com este fim. O início dos voos depende apenas da aprovação da FAA, que deve concluir o processo de certificação até Abril deste ano.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de Aviação!

Você viu?

“Com a pandemia, é importante que a Eastern tenha o tamanho certo para operar com eficiência máxima, o que não é possível com as atuais restrições de frota. Atualmente, tanto os tripulantes de vôo quanto o pessoal de manutenção estão sendo subutilizados. Por exemplo, a Eastern pode operar todos os novos voos programados, sem adicionar qualquer tripulante, pessoal de manutenção ou aeroporto.” disse a Eastern Airlines ao Departamento de Transporte dos EUA.

Até o momento, a estreia da Eastern no Brasil está programada para Maio/2021, na rota para Belo Horizonte (CNF). Da capital mineira, a companhia oferecerá voos para Miami (MIA), Boston (BOS) e Nova York (JFK).

O post Eastern Airlines planeja operar voos exclusivamente cargueiros apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Aneel mantém tarifa de bandeira amarela para março

Publicados

em


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (26) que a bandeira tarifária permanecerá amarela no mês de março. Dessa forma, o consumidor pagará R$1,343 para cada 100kWh utilizados. 

Em nota, a agência explicou que os reservatórios das hidrelétricas estão com volume reduzido, embora tenham ocorrido chuvas recentes nas bacias do Sistema Interligado Nacional (SIN). O valor extra das bandeiras é usado para custear o acionamento das usinas termelétricas, que custam mais para gerar energia. 

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

As bandeiras tarifárias funcionam da seguinte maneira. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração, sendo a bandeira vermelha a que tem um custo maior e a verde, o menor.

A agência recomenda que, diante da cobrança da tarifa amarela, os consumidores façam uso consciente dos aparelhos elétricos e evitem o desperdício de energia.

Edição: Aline Leal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana