POLÍTICA NACIONAL

Durante posse, Mendonça chama Bolsonaro de “profeta no combate à criminalidade”

Publicado


source
André Luiz de Almeida Mendonça
Creative Commons

André Luiz de Almeida Mendonça substituirá Sergio Moro no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Durante sua posse como novo ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça realizou um discurso de tom religioso, elogiou o presidente Jair Bolsonaro e agradeceu aos profissionais de segurança. O ministro recém-empossado também reverenciou o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira – que foi cotado para assumir a pasta.

Leia também: Bolsonaro diz que não desistirá de Ramagem na PF

Em seu discurso, Mendonça prometeu assumir compromissos com a sociedade. Ao se comprometer com o combate à criminalidade e a corrupção, o ministro elogiou Bolsonaro, chamando-o de ” profeta no combate à criminalidade “. Ao final de sua fala, Mendonça também prestou continência ao presidente.

Outro ponto de destaque do discurso foi a homenagem aos oficiais de segurança pública. Além de agradecer aos profissionais, Mendonça disse que o governo irá fornecer retaguarda jurídica aos agentes.

“Vamos buscar dar retaguarda jurídica . Temos que reconhecer o valor dos agentes de segurança e vamos trabalhar pra esse fortalecimento, dando princípios de autonomia, independência técnica, responsabilidade, prestação de contas, transparência e controle.”, disse Mendonça.

Leia também: Com decisão de Moraes, PF fica sob comando de Disney Rosseti, indicado por Moro

No começo de seu discurso , no qual agradeceu seus familiares e personalidades do governo, Mendonça também elogiou o ministro Jorge Oliveira, que foi aplaudido de pé pelos presentes na cerimônia.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Maia comemora autorização para uso de vacinas: “Venceu a ciência”

Publicado


Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia concede entrevista coletiva. Ele está em pé e há vários microfones na mesa a sua frente
Em suas redes sociais, Maia parabenizou os profissionais de saúde envolvidos

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comemorou neste domingo a aprovação do uso emergencial das duas vacinas para combater a Covid-19. Por meio de suas redes sociais, Maia afirmou que a data representa um dia histórico e ressaltou que a Anvisa cumpriu seu papel de agência de estado.

“A data de hoje [ontem] entra pra história. Venceu a ciência, finalmente teremos as primeiras vacinas disponíveis à população brasileira e milhares de vidas serão salvas. A Anvisa cumpriu seu papel de agência do Estado”, disse o presidente neste domingo.

Maia ressaltou que o Brasil ainda responde por 10% das mortes pela Covid-19 no mundo, “o que é inaceitável”, afirmou. Ele parabenizou ainda os profissionais de saúde envolvidos e o empenho do governador de São Paulo,  João Dória.
“E que venham outras vacinas!”, afirmou.

Críticas
Nesta segunda-feira, em entrevista coletiva para jornalistas no salão Negro da Câmara, Maia criticou o presidente Jair Bolsonaro por recusar a vacina do Butantã inicialmente.

“O presidente afirmou que não compraria, mas na hora da verdade, a coragem não é tão grande. É corajoso até uma parte da história, pelo menos, apesar do papelão do ministro [da Saúde] Pazuello, agora querendo capturar o tema das vacinas, pelo menos compraram as vacinas e, para nossa felicidade, 6 milhões estarão imunizados nas próximas semanas”, disse.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Natalia Doederlein

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana