POLÍCIA

Dupla é presa com carreta roubada carregada de soja em Paranatinga

Publicado


Policiais militares da 3ª Companhia de Paranatinga (a 373 km de Cuiabá) prenderam neste sábado (24.10) dois homens por roubo, na zona rural da cidade. O motorista mantido refém foi liberado pela quadrilha na manhã deste domingo (25).

Os agentes foram informados por um representante de uma empresa de transporte de carga sobre o desaparecimento de um motorista que conduzia uma carreta carregada de soja.

Em diligência, os policiais viram quando dois homens descarregavam uma carga de soja em uma fazenda na região. Um deles ao ver a viatura saiu correndo, enquanto o outro se entregou. Na fuga, o suspeito caiu em uma ribanceira, sendo rendido logo em seguida.  

Durante o procedimento, um dos homens tentou subornar os policiais oferecendo dinheiro e um carro para ser liberado. A atitude foi caracterizada como corrupção ativa. Ele alegou ter comprado a carga na cidade de Gaucha do Norte de um conhecido sem dar muitos detalhes.

Na ação, foram recuperados uma carreta e dois semi-reboques, além da carga. Foram apreendidos um veículo VW Gol branco e dinheiro. Diligências continuam na região na busca do resto da quadrilha.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.  

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍCIA

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de autor de estupro seguido de morte em Barra do Garças

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

O homem acusado de duplo estupro seguido de morte ocorrido na madrugada de segunda-feira (23.11) em Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido, na sexta-feira (27.11), após ser localizado no município de Nova Xavantina.

O suspeito de 33 anos, identificado nas investigações da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Barra do Garças, confessou o crime e disse que t matou a vítima porque foi reconhecido por ela.

O crime causou grande repercussão da cidade uma vez que além do duplo estupor, a vítima de 30 anos foi morta na presença filha, de apenas 11 anos de idade. Assim que foi acionada dos fatos a Polícia Civil iniciou as investigações conseguindo identificar o suspeito e realizando suas buscas.

Com todas as informações colhidas, a delegada Luciana canaverde representou pela prisão preventiva do suspeito que foi deferida pela 1ª Vara Criminal de Barra do Garças, e cumprida na sexta-feira (27), em frente a uma agência bancária em Nova Xavantina.

Após ter o mandado de prisão cumprido o suspeito foi conduzido a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças, onde foi interrogado pela delegada Luciana Canaverde e alegou que no momento do crime estava sob efeito de álcool e que entrou na casa em posse de uma faca com intuito de roubar.

O suspeito tem extensa ficha criminal,  tem parentes na vizinhança e estava sempre na região.  Ele confessou que abusou da menina e que estuprou a vítima maior de idade. Ele disse que matou a vítima por asfixia com um tecido que havia usado para amarrá-la depois de ser reconhecido por ela.

Devido a gravidade dos fatos, e para garantir a integridade física do suspeito a Polícia Civil solicitou que pelo menos até passar o período de clamor social, o suspeito fosse encaminhado ao presídio de Água Boa para cumprimento de pana.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana