BRASIL E MUNDO

Dubai tenta recuperar turismo após impacto de pandemia

Publicados

em


Um dos principais destinos turísticos do Oriente Médio, Dubai foi fortemente afetada pela pandemia de covid-19. Em março de 2020, com a rápida disseminação do novo coronavírus pelo mundo, a cosmopolita cidade árabe de repente teve que se fechar para visitantes.

A maior cidade dos Emirados Árabes Unidos ficou sem receber turistas por alguns meses. O impacto no mercado turístico foi enorme. Antes da pandemia, no primeiro trimestre de 2020, Dubai vinha apresentando números melhores que no ano anterior. Quando o ano se encerrou, no entanto, o destino havia tido uma queda de 67%.

O número de visitantes internacionais caiu de 16,73 milhões em 2019 para 5,51 milhões em 2020. Como tem o turismo como importante motor de sua economia, Dubai não quis demorar para reabrir as portas.

Em maio de 2020, dois meses depois de fechar as fronteiras, reabriu para visitantes de dentro do país. Em julho do mesmo ano, começou a receber viajantes internacionais.

“Enquanto muitos destinos permaneceram fechados em 2020, Dubai avançou com a reabertura dos seus setores de turismo e hotelaria no segundo semestre do ano, tornando-se um ímã para turistas e viajantes de negócios que procuram um escape seguro para as pressões provocadas pela pandemia em seus países de origem. Apesar dos desafios apresentados pela pandemia, o desempenho do turismo em Dubai voltou a superar a média global, seguindo uma tendência que vem desde 2012”, disse à Agência Brasil o diretor do órgão de promoção de turismo de Dubai, Issam Kazim.

Segundo ele, da reabertura até julho deste ano, 4,1 milhões de pessoas visitaram o emirado. Nos sete primeiros meses deste ano, foram quase 3 milhões de turistas. Kazim explicou que a retomada foi motivada pela resposta dos Emirados Árabes à pandemia, com grande adesão às medidas de isolamento social e a vacinação de mais de 80% da população. Para ele, isso faz com que o turista se sinta seguro para visitar o país.

* O repórter Vitor Abdala e o fotógrafo Marcelo Camargo viajaram a convite da Apex-Brasil

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Homem morre de Covid após participar de festa para se infectar propositalmente

Publicados

em

 

source
Homem morreu ao tentar se infectar de propósito

Homem morreu ao tentar se infectar de propósito

Um austríaco de 55 anos morreu de Covid-19 na Itália após ir a uma festa na tentativa se infectar propositalmente para obter passaporte sanitário, já que, em alguns lugares, as autoridades italianas aceitam a comprovação de infecção prévia em vez do certificado de vacinação contra a doença.

Um coordenador da unidade anti-Covid de Bolzano, cidade italiana que faz fronteira com a Áustria, disse, em entrevista a uma rádio local, que muitas pessoas têm participado de “festas do coronavírus” justamente com esse intuito: de se infectar propositalmente e tentar escapar da imunização.

“Aqui, temos um menino que se recupera na unidade pediátrica e um morto de 55 anos que se infectou em uma ‘festa do corona'”, afirmou.

Leia também

A vacinação tem mostrado resultados cada vez melhores ao redor do mundo conforme a população adere aos imunizantes. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, mais de 360 milhões de doses já foram aplicadas .

Agora, principalmente, o método de proteção contra a doença se mostra ainda mais importante com a  descoberta da nova variante ômicron, detectada na África do Sul — onde há baixa porcentagem de vacinados —, e que já está se espalhando para outros países.

Fonte: IG Mundo

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana