Cuiabá

Dose de reforço passa a ser aplicada em pessoas com 60 anos a partir desta terça-feira (26)

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Pessoas com 60 anos ou mais poderão tomar a dose de reforço da vacina contra o coronavírus a partir desta terça-feira (26) na campanha Vacina Cuiabá – Sua Vida em Primeiro Lugar, da Prefeitura de Cuiabá. Para receber o imunizante, a pessoa precisa ter no mínimo 180 dias que tomou a segunda dose, conforme recomendação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 do Ministério da Saúde.

“Quem tem a partir de 60 anos e já tem 6 meses que tomou a segunda dose, precisa ir a algum polo de vacinação ou a qualquer uma das 14 unidades básicas de saúde que aplicam o imunizante, tendo em mãos o cartão de vacinação e um documento pessoal com foto. As doses de reforço são realizadas com a Pfizer, independente da vacina que a pessoa tomou anteriormente. Importante ressaltar que não é preciso agendamento, é preciso apenas comparecer ao local de vacinação”, explicou Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha de imunização.

Também estão recebendo a dose de reforço os trabalhadores da saúde que já tenham 6 meses que tomaram a segunda dose e os imunossuprimidos que tenham recebido a segunda aplicação há 28 dias. “No caso dos trabalhadores da saúde, além do cartão de vacinação e um documento com foto, precisam trazer algum documento que comprove vínculo com o estabelecimento de saúde, como crachá ou mesmo o holerite. E os imunossuprimidos precisam trazer um laudo ou receita médica”, revelou Valéria.

Vacinação de adolescentes e adultos

A vacinação de primeira dose do grupo de 12 a 17 anos e de pessoas a partir de 18 anos já está liberada. A pessoa deve apenas realizar o cadastro no site vacina.cuiaba.mt.gov.br e se dirigir a um dos seguintes polos de vacinação: Senai Porto, Assembleia Legislativa, Sesc Balneário, Sesi Papa ou UFMT. Não é mais preciso aguardar o agendamento. “Todos os cadastros que tínhamos no site já foram agendados, por isso agora estamos atendendo em livre demanda. Mas é importante realizar o cadastro para colocarmos as informações no sistema do Plano Nacional de Imunização”, comentou a coordenadora.

Vacinação nas unidades básicas

A segunda dose da vacina contra a Covid-19 e as doses de reforço estão disponíveis em tempo integral nas 14 unidades básicas de saúde que oferecem esse serviço. São elas: 

Região Norte

UBS Ilza Terezinha Picolli Pagot

 UBS Jardim União/Jardim Florianópolis

UBS Três Barras 

Clínica da Família (CPA 1)

Região Sul

UBS Tijucal

UBS Pedra 90 V e VI

UBS Parque Ohara 

UBS Jockey Clube

Região Leste

UBS Terra Nova

UBS Pedregal 

UBS Dr. Fábio

Região Oeste

UBS Novo Colorado

UBS Santa Amália 

UBS Novo Terceiro

No caso das unidades dos bairros Ilza Terezinha Picolli Pagot, Clínica da Família (CPA 1), Tijucal e Parque Ohara, que funcionam em horário estendido, a vacinação ocorrerá até às 20 horas. 

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Ministério Publico requer fechamento de Fort Atacadista inaugurado nesta sexta

Publicados

em

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso ingressou com ação civil pública, com pedido liminar, requerendo o fechamento e a paralisação imediata das atividades exercidas pelo Fort Atacadista inaugurado nesta sexta-feira (27.11), na Rodovia Emanuel Pinheiro, saída para Chapada dos Guimarães.

O MPMT ressalta que o empreendimento não possui Alvará de Ocupação (Habite-se do prédio) e nem Licença Ambiental de Instalação e Operação. Além disso, parte do empreendimento foi edificado em Área de Preservação Permanente.

A 17ª Promotoria de Justiça Cível, que atua na defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural, enfatiza que para viabilizar a obra, foi realizada a tubulação de um córrego localizado na área sem qualquer autorização, colocando em risco a integridade física da população e degradando o meio ambiente.

Consta na ação que durante o trâmite do inquérito civil houve tentativas de resolução consensual e a empresa foi notificada por diversas vezes para que submetesse à aprovação do órgão municipal o projeto arquitetônico do prédio e a retirada de toda e qualquer edificação/construção/impermeabilização da Área de Preservação Permanente.

Segundo o MPMT, a inexistência de Habite-se (Alvará de Ocupação) apresenta risco iminente à população cuiabana, posto que somente o documento expedido pela Prefeitura Municipal certifica a adequação da edificação aos parâmetros técnicos de segurança.

CONFIRMAÇÃO

Em audiência realizada com o Ministério Público Estadual nesta quinta-feira (25), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável demonstrou que a empresa SDB Comércio de Alimentos Ltda não cumpriu os requisitos para a expedição do Habite-se, da Licença de Instalação e da Licença de Operação, não protocolou o Plano de Recuperação de Área Degradada e não possui projeto aprovado.

Atuando na defesa da coletividade, o pedido do MPMT é para que o empreendimento somente volte a funcionar após a regularização da edificação por meio da apresentação do Habite-se do prédio e licenças ambientais. A ação foi proposta na quinta-feira (25).

Fonte: MP MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana