Saúde

Dória sugere flexibilização em SP e Centro de Contingência se mostra contrário

Publicados

em


source
 Dória sugere flexibilização em SP e Centro de Contingência se mostra contrário
Reprodução/Flickr

Dória sugere flexibilização em SP e Centro de Contingência se mostra contrário

O Centro de Contingência da Covid-19 no estado de São Paulo se mostrou contrário a possibilidade sinalizada pelo governador João Doria (PSDB) de flexibilizar as medidas restritivas na próxima sexta-feira (07). As informações são do portal Uol.

Um dos médicos que integram o comitê e pediu para não ter a sua identidade revelada, disse que “flexibilizar jamais. Mais do que está agora, não dá. Por enquanto, o toque de recolher [até 20h] tem sido importante e a ocupação máxima [de 25%] também seria, se respeitassem. Muitos lugares não respeitam, se flexibilizar mais, aí é que não vão [respeitar] mesmo”.

*Matéria em atualização

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Brasileiros são os que mais valorizam vacinação, mostra estudo

Publicados

em


O Brasil é o país que mais valoriza a imunização entre oito nações estudadas em um levantamento global feito pelas empresas GSK e Kantar. Segundo o levantamento, o índice de brasileiros que consideram importante manter a vacinação em dia ficou em 83%.

A vacinação é valorizada por 67% dos canadenses; 65% dos italianos; e 64% dos japoneses.

A pandemia decovid-19 aumentou a valorização da vacinação entre os brasileiros. Antes da pandemia, 59% deles consideravam importante manter essa prática em dia, percentual que pulou para 83% após a chegada do novo coronavírus.  

Entre os brasileiros ouvidos, 49% defendem mais informações sobre a imunização, com explicações sobre quais vacinas são recomendadas pelas autoridades de saúde, por quais razões e com quais benefícios.

O aumento da consideração do papel da vacinação também ocorreu em outros países com a pandemia. Na Itália, o percentual saiu de 32% para 65%, entre os período anterior e posterior à pandemia. No Japão, o índice foi de 30% para 64%.

No levantamento sobre imunização, foram entrevistadas em julho e agosto, 16 mil pessoas com mais de 50 anos no Brasil, Reino Unido, na Espanha, Itália, França, Alemanha, nos Estados Unidos e no Canadá.

Os brasileiros ouvidos também foram os que mais destacaram a importância da saúde e do bem-estar, com 85%. Em seguida, aparecem os italianos, com 84%, e os alemães, com 80%.

Entre os brasileiros consultados, 88% relataram ter feito exames de rotina nos últimos cinco anos.

O levantamento mostra uma diferença de gênero quanto ao reconhecimento da relevância da saúde. No conjunto dos entrevistados de todos os países, a preocupação foi mencionada por 81% das mulheres e por 71% dos homens.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana