POLÍTICA NACIONAL

Doria relata ameaças de “bolsonaristas loucos”: “Onde vai parar o Brasil?”

Publicados

em


source
Governador de São Paulo, João Doria, relatou ameaças de bolsonaristas à sua casa e família
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Governador de São Paulo, João Doria, relatou ameaças de bolsonaristas à sua casa e família

O governador de São Paulo , João Doria, publicou em rede social neste domingo (7) que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, classificados como “bolsonaristas loucos”, ameaçaram sua família e sua casa.

Ex-aliado e hoje desafeto de Bolsonaro, Doria tem sido alvo de apoiadores do presidente por suas posições na pandemia em defesa do distanciamento social e a adoção de medidas restritivas, necessárias para minimizar a disseminação do novo coronavírus. O governador já foi atacado publicamente pelo presidente em diferentes ocasiões, o que incentivou ataques virtuais de apoiadores e culminou em ameaças.

Bolsonaristas loucos tentam me intimidar com novas ameaças contra mim e minha família. Agora ameaçam minha casa e nossa família”, relatou Doria.

O governador disse que “além de pedir apoio policial e tomar medidas legais, quero registrar meu repúdio a este comportamento”. O tucano completou ainda questionando “Onde vai parar o Brasil com tanta conflagração?”

Neste sábado (6), São Paulo retornou à fase vermelha , em que apenas serviços considerados essenciais podem funcionar, o que motivou novos ataques de pessoas contrárias ao isolamento social, muitas delas apoiadoras de Bolsonaro. Presidente e governador trocaram ataques públicos nesta semana , com Doria responsabilizando Bolsonaro pela situação grave da pandemia no Brasil.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Cinco municípios elegeram novos prefeitos neste domingo

Publicados

em


Eleitores de cinco municípios foram às urnas neste domingo (13) para eleger novos prefeitos e vice-prefeitos. As novas eleições ocorreram em Sidrolândia (MS), Nova Prata do Iguaçu (PR), Petrolândia (SC), Campestre (MG) e Espera Feliz (MG). O novo pleito foi marcado porque os prefeitos eleitos em 2020 tiveram registro indeferido.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a legislação determina que sejam realizadas novas eleições quando o candidato mais votado em uma eleição para uma prefeitura tiver o seu registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral de forma definitiva.

Em Petrolândia (SC), foi eleito o candidato Irone Duarte, do Partido Progressista (PP), que obteve 2.195 votos (47,98% do total de votos válidos). O vice eleito na chapa é Egoni, também do PP.

No município de Espera Feliz (MG), foi eleito Oziel Gomes, do Partido Social Democrata (PSD), com 5.484 votos (45,43%). O vice-prefeito eleito é o Sr. Edinho, do PSD.

Em Nova Prata do Iguaçu, Serginho Faust, do Partido Liberal (PL), foi eleito com 3.455 votos, que representam 51,09% dos válidos. Faust é servidor público municipal e tem 53 anos. O vice-prefeito eleito é Odair Pez, também filiado ao PL.  

O candidato Marquinho Turquinho, do Democratas (DEM), foi eleito neste domingo para prefeito de Campestre (MG). Ele obteve 5.790 votos, o que representa 50,7% dos votos válidos. Seu vice na chapa é Dr. Zenun, também do DEM.

Já em Sidrolândia (MS), a candidata Vanda Camilo do PP, ficou em primeiro lugar para a prefeitura, com 10.768 votos (52,4% dos votos válidos). A vice-prefeita eleita na mesma coligação é Rose Fiuza, do PP. 

Edição: Denise Griesinger

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana