POLÍTICA NACIONAL

Doria diz que articulação para ignorar prévias do PSDB é “golpe”

Publicados

em


source
Governador de São Paulo, João Doria (PSDB)
Valter Campanato/Agência Brasil – 23.04.2019

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB)

O governador de São Paulo João Doria afirmou que qualquer articulação interna para retirá-lo das eleições presidenciais neste ano pelo PSDB é um “golpe”. “Uma tentativa torpe, vil, de corroer a democracia e fragilizar o PSDB”, afirmou o tucano, em coletiva de imprensa realizada neste domingo, 27.

Doria foi questionado na ocasião sobre qual seria sua leitura sobre a articulação de integrantes do partido para não reconhecer as  prévias da sigla, realizadas em novembro — das quais o governador de SP saiu vitorioso.

“Diante de  prévias realizadas com o amparo da Justiça Eleitoral, com investimentos também registrados na Justiça Eleitoral — foram R$ 10 milhões investidos — as prévias valem”, disse Doria.

E seguiu “o PSDB fez prévias homologadas pelo Tribunal Superior Eleitoral. As prévias foram realizadas durante três meses em todo o Brasil, 44 mil eleitores do PSDB em todo o Brasil votaram. Houve a homologação do resultado num ato celebrado em Brasília com os três candidatos que disputaram: o senador Arthur Virgílio, o governador Eduardo Leite e eu, com a presença do presidente nacional do PSDB”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Ciro diz que polarização pode criar um ‘estelionato eleitoral’ no país

Publicados

em

Ciro Gomes no Roda Viva
Reprodução/Youtube

Ciro Gomes no Roda Viva

Ciro Gomes , candidato do PDT nas eleições presidenciais, criticou a polarização política entre esquerda e direita observada atualmente no Brasil. De acordo com o pedetista, o país corre o risco de produzir um “estelionato eleitoral”.

“Se eu não conseguir salvar o Brasil desta absurda e despolitizada polarização, o aprofundamento dos ódios estará produzindo o maior estelionato eleitoral da história do Brasil”, afirmou. 

“Você vai ver o desastre se eu não conseguir salvar o Brasil”, completou o ex-governador do Ceará durante o programa Roda Viva, exibido na TV Cultura. 

Corrupção

Durante o programa, Ciro foi questionado sobre o fato de, mesmo tendo como um dos principais focos da sua campanha a luta anticorrupção com a intenção de atingir tanto Lula e Bolsonaro, os seus números nas pesquisas ainda estarem muito abaixo dos seus adversários nas eleições. 

Em resposta, ele lamentou o fato de alguns grupos estarem “relativizando” a corrupção no país com o intuito de continuarem apoiando tanto o candidto do PT, como o atual chefe executivo do país.

“Se você tem uma elite, intelectuais, cientistas, artistas, juventude, relativizando valores, essa sociedade está doente”, disse Ciro.

“Isso destrói uma nação. Bolsonaro e Lula são dois corruptos, dois corruptores, e nós estamos fazendo de conta que não estamos vendo isso”, completou o ex-governador. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana