POLÍCIA

Dois suspeitos do roubo a cooperativas de crédito no norte de MT são presos pela Polícia Civil

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois criminosos envolvidos nos roubos a duas cooperativas de crédito em Nova Bandeirantes (1.026 km ao norte de Cuiabá) foram presos pela Polícia Civil nesta quarta-feira (23.06), em Nova Monte Verde, durante diligências realizadas pela equipe da delegacia do município.

As prisões ocorreram no momento em que os suspeitos negociavam a compra de um veículo, mas não efetivaram a aquisição. Em poder dos suspeitos foi apreendido R$ 35.251,00 mil em dinheiro, além de outros itens utilizados na prática dos roubos, como roupas camufladas, arma de fogo e munições.

Entre as armas apreendidas estão um fuzil .30, que aparece em posse dos suspeitos nas imagens dos circuitos de segurança das agências bancárias.

Após a tentativa de compra que não foi efetivada, um dos suspeitos foi abordado em via pública e o segundo em uma residência nas proximidades. Na abordagem, foi encontrada uma quantia em dinheiro em poder dos suspeitos e chaves de um quarto de hotel, onde eles estavam hospedados.

Em buscas na residência foram apreendidas mais notas de diversos valores em sacolas, um fuzil, que estava camuflado em meio a lixo e carregadores. No hotel foram localizadas roupas camufladas, luvas e outros pertences pessoais.

Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Nova Monte Verde, onde serão interrogados pelo delegado Antenor Pimentel Marcondes e autuados em flagrante pelos crimes de roubo majorado, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Segundo o delegado da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o flagrante será realizado na Delegacia de Nova Monte Verde e o procedimento será posteriormente encaminhado ao GCCO, sendo representado pela conversão da prisão em flagrante dos suspeitos em prisão preventiva.

“É importante ressaltar que a ação foi realizada por policiais civis da Delegacia de Nova Monte Verde. Os policiais civis da cidade por conhecer bem a região vêm auxiliando muito no trabalho investigativo, que avança a cada dia, na identificação dos suspeitos envolvidos direta e indiretamente nos crimes”, disse o delegado.

As diligências na região continuam em andamento contando com a participação das equipes da GCCO, GOE e Delegacia Regional de Alta Floresta.

Dinheiro recuperado e identificação

Ainda no final da tarde desta terça-feira (22.06), o Batalhão de Operações Especiais (Bope) voltou ao local do confronto entre policiais militares da Força Tática e de dois suspeitos do assalto às cooperativas de crédito, ocorrido na segunda-feira (21.06) e acabou encontrando R$ 45.025,00 em dinheiro após varredura na área. Também foram encontradas gandolas camufladas, roupas e uma rede de selva.

Além disso, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) identificou pela papiloscopia os dois suspeitos mortos no confronto de segunda-feira. Trata-se de Diego Almeida Costa, de 31 anos e Adailton Santos da Silva, de 40 anos.

*Com informações das assessorias da PJC, PM e Politec

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Suspeitos de sequestrar e matar ex-jogador de futebol são presos pela Polícia Militar

Publicados

em

A Polícia Militar do 11º Batalhão prendeu dois homens de 30 e 21 anos por sequestro e homicídio da vítima identificada como William Sant’Ana de 21 anos, na última sexta-feira (17), em Sinop.

Ele era ex-jogador de futebol e os suspeitos confessaram que participaram do crime e informaram onde haviam ocultado o corpo da vítima.

A ação contou com o apoio de policiais do Grupo Raio, do GAP (Grupo de Apoio) e da Agência Regional de Inteligência (ARI). Segundo o boletim de ocorrência, após a Polícia Militar solicitar análise local de uma tornozeleira eletrônica à ARI, foi verificado que o homem de 30 anos esteve na hora e no local do crime. Diante das informações, os policiais iniciaram patrulhamento pelo bairro Boa Esperança, em Sinop, e localizaram o primeiro suspeito.

Durante a abordagem, o suspeito confessou o crime e contou que a vítima teria praticado um crime de estupro e que durante o sequestro, dentro do carro, a quadrilha havia feito vídeochamada por celular mostrando a vítima para integrantes de uma organização criminosa. O suspeito contou ainda que ficou no carro, enquanto a vítima era executada e que chegou a ouvir dois disparos de arma de fogo.

O suspeito indicou para a PM o local que onde haviam escondido o corpo da vítima, uma mata de difícil acesso, às margens do Rio 15. Os policiais fizeram o isolamento da área e acionaram a Polícia Judiciária Civil.  O homem já preso pela PM informou ainda o envolvimento de um outro indivíduo, de 19 anos, que foi localizado no bairro Boa Esperança pela guarnição do RAIO.

O comparsa confirmou os fatos narrados pelo primeiro suspeito preso. Os dois homens foram encaminhados para a Delegacia. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana