POLÍTICA NACIONAL

Diretora do Ibope pede desculpa por pesquisa que apontava Manuela como vencedora

Publicados

em


source
Manuela D'Ávilla
Reprodução/Facebook

A pesquisa do Ibope mostrava a candidata como líder nas intenções de voto

A diretora do Instituto Ibope Inteligência, Márcia Cavallari, pediu desculpas pela pesquisa que apontava a candidata Manuela D’Ávila  ( PSdoB ) como líder nas intenções de votos à Prefeitura de Porto Alegre (RS). As informações são do portal Metrópoles .

Segundo a publicação, a candidata foi indicada como vencedora do segundo turno com 51% dos votos válidos, enquanto o adversário, Sebastião Melo (MDB), apresentava 49%. No entanto, Melo venceu a disputa com 54,58% dos votos neste domingo (29).

Em uma entrevista à Rádio Gaúcha, a diretora do instituto disse que a pesquisa “não foi boa” e que a instituição está estudando os motivos do erro. De acordo com Márcia, o número de abstenções pode ter influenciado no resultado da pesquisa, uma vez que o Ibope não as contabiliza no estudo.

“O que a gente vê é, primeiro, uma abstenção altíssima. Isso é um dado que infelizmente a gente não consegue avaliar de forma mais profunda, porque você não tem a informação de quem é essa abstenção”, disse a diretora.

Além disso, a diretora também apontou as particularidades do eleitorado que, mesmo após o fechamento da pesquisa, pode mudar de opinião sobre o voto.

“A formação de opinião e de decisão do eleitor segue. Ela não para na hora na qual eu parei de fazer a pesquisa. Ela não se encerra ali, então, essas movimentações de última hora acontecem”.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

“Vou tomar por último, tem muita gente apavorada”, diz Bolsonaro sobre vacina

Publicados

em


source
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

Na sexta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não pretende tomar a vacina da Covid-19 agora. Em conversa com apoiadores que o esperavam em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente justificou que a decisão é pelo fato de ter “muita gente apavorada” esperando pela vacina.

“O que acontece, tem muita gente apavorada aí aguardando a vacina, então deixa as pessoas tomarem na minha frente. Vou tomar por último. Eu acho que essa é uma atitude louvável. Porque tem gente que não sai de casa, está apavorado dentro de casa”, disse Bolsonaro. O presidente chegou a se queixar que a imprensa teria criticado a sua decisão de se vacinar por último. “Em vez da imprensa me elogiar, me critica”, afirmou.

Bolsonaro está apto a receber a vacina no Distrito Federal desde o dia 3 de abril. Antes, ele explicava que não ia se vacinar porque já teria contraído o vírus em julho do ano passado.

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa da quinta-feira (15), 25.460.098 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 12,02% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 8.558.567 pessoas (4,04% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana