CIDADES

Digitalização do sinal de TV chega a 53 municípios de Mato Grosso com até 100 mil habitantes

Publicados

em


O programa Digitaliza Brasil chegou a 53 cidades mato-grossenses com até 100 mil habitantes. Criado pelo Ministério das Comunicações para digitalizar o sinal da televisão em 1.638 municípios brasileiros que ainda contam apenas com o analógico, o Digitaliza Brasil é conduzido pela entidade Seja Digital, que vem fazendo contato com representantes das prefeituras para orientar e apoiar no processo de adesão e implementação do programa.

O programa vai beneficiar mais de 23 milhões de pessoas por todo o Brasil com a chegada da TV digital, um serviço aberto e gratuito que proporciona mais qualidade de som e imagem, além de diversidade na programação de TV. Outro benefício é a recepção do sinal em aparelhos móveis e portáteis, como celulares e tablets.

As prefeituras de Mato Grosso que serão contempladas nessa fase poderão receber, sem qualquer custo, os equipamentos e a instalação da infraestrutura para digitalização do sinal analógico. Nessas cidades, as famílias com baixa renda que atendam critérios pré-estabelecidos pelo GIRED (grupo gestor da digitalização) ainda vão receber kits conversores, para sintonizar a TV digital mesmo sem precisar trocar seus aparelhos de televisão.

Vejuse Alencar de Oliveira, é a responsável regional pela Seja Digital que vem fazendo contato com as prefeituras do Mato Grosso. “Minha missão é apresentar o projeto e orientar todas as prefeituras sobre cada etapa do processo”, afirma Vejuse. “Nesse momento é muito importante que os prefeitos façam contato, preparem a documentação necessária e preencham o formulário de intenção de adesão ao projeto. As 53 prefeituras precisam manifestar interesse para receber, sem qualquer custo, os equipamentos e a instalação da infraestrutura para digitalização do sinal analógico de TV. Mais informações com Vejuse Alencar de Oliveira-(85) 99652-8082 e [email protected], pelo site: www.gov.br/mcom/digitalizabrasil e também

sejadigital.com.br/tvdigital/prefeituras.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Propaganda

CIDADES

Mato Grosso registra 546.000 casos e 13.922 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (26.10), 546.000 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.922 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 474 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 546.000 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.513 estão em isolamento domiciliar e 530.004 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 71 internações em UTIs públicas e 40 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 25,82% para UTIs adulto e em 7% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (113.284), Várzea Grande (40.499), Rondonópolis (38.299), Sinop (26.330), Sorriso (18.396), Tangará da Serra (17.811), Lucas do Rio Verde (15.704), Primavera do Leste (14.786), Cáceres (11.944) e Alta Floresta (10.847).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na segunda-feira (25.10), o Governo Federal confirmou o total de 21.735.560 casos da Covid-19 no Brasil e 605.804 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.729.763 casos da Covid-19 no Brasil e 605.644 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta terça-feira (26.10).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana