gastronomia

DIA NACIONAL DA CACHAÇA: Saiba como fazer caipirinha refrescante em casa e com sabor diferenciado

Publicados

em

As bebidas geladas estão ganhando mais adeptos com as temperaturas em alta nas últimas semanas. Tipicamente brasileira, a caipirinha é uma companhia bem-vinda nos dias quentes. Seu preparo à base de cachaça é considerado simples e a combinação adequada de cada ingrediente pode ser o segredo para o sucesso do drinque. Em alusão ao Dia Nacional da Cachaça, comemorado nesta segunda-feira, 13 de setembro, que tal aprender a fazer aquela caipirinha perfeita? Para essa missão, contamos com a ajuda dos sommeliers Irving Gimenes de Paulo e Hamilton Mello.

Irving conta que toda cachaça pode fazer caipirinhas. “É uma bebida nacional que ganha sabor genuíno ao ser misturada com frutas. A caipirinha tradicional pode ser feita tanto com limão tahiti ou com limão rosa. Mas os dois juntos deixam o drinque altamente refrescante”, diz o sommelier.

De acordo com Hamilton Mello, a cachaça é específica para preparar drinques refrescantes com elegância e baixo custo. “Para fazer uma caipirinha em casa não tem segredo. Precisa de limão, açúcar, gelo e o principal ingrediente: a cachaça”, brinca.

Na celebração do Dia Nacional da Cachaça, os profissionais indicam opções com sabor mais cítrico. As sugestões para a data são duas: caipirinha de limão tahiti com toque de limão siciliano, e caipirinha de lima da Pérsia com toque siciliano. Apesar de parecidas, as receitas têm suas diferenças, que podem ser notadas no paladar.

 

Confira as receitas:

 

Caipirinha de limão tahiti com toque de limão siciliano

Ingredientes:

01 limão tahiti inteiro

½ limão siciliano

60 ml de cachaça de sua preferência

50 ml de xarope de açúcar

02 rodelas de limão (opcional)

01 galho de hortelã para decorar (opcional)

Gelo à vontade

Modo de Preparo:

Corte os limões, retirando o miolo (parte branca do meio que amarga), sem descascar. Já sem as partes brancas, pique em pedaços menores, retire as sementes e coloque em uma coqueteleira. Adicione à coqueteleira 50 ml de xarope de açúcar e amasse bem com o macerador até extrair todo o suco. Coloque 60 ml de cachaça da sua preferência, 06 cubos de gelo, tampe a coqueteleira e bata por 10 segundos ou até gelar. Coe a mistura e sirva em um copo de 400ml. Complete com gelo, decore com rodelas de limão e o galho de hortelã, adicione um canudo e sirva em seguida.

 

Caipirinha de lima da Pérsia com toque siciliano

Muito parecida com a receita anterior, porém com citrinos mais suaves e adocicados e um aroma que remete à flor de laranjeira.

Ingredientes:

½ lima da Pérsia

½ limão siciliano

60 ml de cachaça de sua preferência

50 ml de xarope de açúcar

Gelo à vontade

02 rodelas de lima da Pérsia ou limão siciliano para decorar (opcional)

02 galhos de hortelã para decorar (opcional)

O modo de preparo é o mesmo do anterior, apenas substitua as frutas. Caso não queira fazer com xarope de açúcar, substitua-o por um adoçante da sua preferência.

Preparo do Xarope de Açúcar por ml:

No caso da utilização do xarope, a mistura fica mais homogênea na doçura, sem necessidade de bater na coqueteleira por muito tempo ou ficar resíduo de açúcar no fundo do copo. Para cada 100 ml de água, acrescente 150 gramas de açúcar. Adicione a água em uma panela e leve ao fogo para aquecer, sem ferver. Antes de ferver a água, desligue o fogo, adicione o açúcar cristal e mexa até dissolver. Quando esfriar, coloque em uma garrafa para ficar fácil de servir. Guarde em geladeira fechado para conservar. Caso não queira produzir o xarope, para cada 50 ml, utilize 01 colher de sopa de açúcar refinado.

Onde encontrar – Na rede Fort Atacadista, que possui duas lojas em Cuiabá e uma em Várzea Grande, o cliente pode aproveitar as ofertas exclusivas e adquirir os ingredientes necessários para a produção dos drinques em casa. O Fort Atacadista oferece variedade de marcas, com opções de pagamento diferenciadas por meio do Vuon Card.

Em Cuiabá, as unidades do Fort Atacadista estão presentes nas avenidas Fernando Corrêa da Costa e Miguel Sutil e, em Várzea Grande, na avenida da FEB. Os estabelecimentos funcionam de segunda a sábado, das 7h às 22h, e aos domingos das 7h às 20h.

 

Comentários Facebook
Propaganda

gastronomia

Festival do Peixe acontece na 2ª quinzena de setembro em Mato Grosso

Publicados

em

Mojica de Pintado

Conhecido mundialmente por sua tradicional culinária ribeirinha, que tem como base o peixe do rio, além de ser ponto de encontro para os pescadores amadores e profissionais, que seguem Pantanal afora em busca de aventura, Mato Grosso, por meio da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, em Mato Grosso (Abrasel-MT), aderiu à Campanha Semana do Pescado, que acontece de 15 a 30 de setembro, e foi idealizada nacionalmente pelo extinto Ministério da Pesca e Aquicultura.

O objetivo da campanha é estimular ainda mais o consumo, e por aqui, a programação terá várias ações com destaque para o Festival Gastronômico na segunda quinzena deste mês em vários restaurantes do Estado, que irão oferecer pratos à base de pescado a preços promocionais.

Presidente da Abrasel-MT, Lorenna Bezerra

“A Abrasel sempre participa de ações que envolvem alimentos e o pescado é um produto que o consumidor adora, pois se trata de um dos mais saudáveis que temos e, já que os bares e restaurantes são grandes consumidores e revendedores, nossa participação é fundamental. Lembrando que uma boa parte dessa ingestão é de pratos elaborados pelos mesmos. Também é deles que vêm diversas inspirações para criação dos almoços e jantares em família”, destaca Lorenna Bezerra, presidente da Abrasel-MT.

Pensando na pluralidade da cadeia produtiva do país, neste ano as ações foram descentralizadas para além dos grandes centros de produção e consumo de pescado, atingindo todas as cidades brasileiras. No nosso Estado, as tradicionais peixarias e os restaurantes de comida japonesa impactam diretamente na cadeia regional e facilitam para que a compra seja feita diretamente com o produtor.

Lorenna acrescenta que diversos restaurantes fazem parcerias com fornecedores e até mesmo piscicultores para melhor viabilizar a margem de lucro. “Temos alguns peixes cujo consumo se tornou muito alto e com isso as compras tiveram que ser realizadas com grandes fornecedores. A comida japonesa e o consumo de peixe cresceram muito e tivemos um aumento do número de fornecedores e melhora na qualidade e nos preços”, finaliza.

Serviço

O que: Festival do Peixe

Quando: de 15 a 30 de setembro

Onde: Restaurantes de Mato Grosso

Mais informações: (65) 992731353

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana