turismo

Destino dos famosos: conheça a beleza natural de Jericoacoara

Publicado

 

source
Jericoacoara
Reprodução/Fred Pontes

Famosos como Dandara Mariana, Juliana Paes, Fiuk e Gabriella Mustafá visitaram Jericoacoara no réveillon passado

A 300 KM da capital cearense, a Vila de Jericoacoara caiu no gosto dos famosos por ser um paraíso isolado no Ceará. Com estradas de terra, hotéis e resorts rústicos e muitas belezas naturais, Jericoacoara conquistou famosos como Fiuk, Juliana Paes e Dandara Mariana, que voltaram às telas com a reprise de A Força do Querer .

Nos últimos anos a vila cearense tem sido palco de festas de réveillon repletas de famosos e tudo indica que deve bombar neste ano novo, principalmente por conta do isolamento da vila e dos shows da virada especiais para visitantes.

Com atividades voltadas ao ecoturismo, Jeri tem diversas paisagens naturais, como o Parque Nacional de Jericoacora e praias lindas para visitar. A vila também tem hotéis, bares e restaurantes de encher os olhos. Veja a seguir as dicas que o iG Turismo reuniu para você que quer conhecer este paraíso tropical.

Quantos custam as passagens aéreas para Jericoacoara?

Hoje em dia há duas opções: você pode ir direto para Jeri e pousar no aeroporto regional e fazer uma viagem de uma hora até a vila, ou ir até Fortaleza e fazer uma viagem de até quatro horas e meia até o destino final. O preço médio de São Paulo até a Vila de Jericoacoara é de R$824. Para Fortaleza, o preço é de R$908.

Quanto custam as diárias para se hospedar em Jericoacoara?

Há diversos tipos de hospedagem, desde hostels, pousdas simples e até resorts incríveis. O preço médio para se hospedar na vila cearense é de R$ 380. Pra quem busca um hotel com muito conforto, o preço fica em torno de R$1.934.

O que fazer em Jericoacoara?

Você pode ficar apenas na praia principal, que é a mais movimentada. Se quiser mais sossego, há diversas praias espalhadas pela vila que são lindas e perfeitas para aproveitar o dia, como a Praia das Conchas que tem a famosa pedra furada, a Praia da Vitória e a Praia do Preá. Pra quem busca mais aventura a pedida é se divertir com passeios focados no ecoturismo ou em esportes radicais, como kitesurfing, passeios com buggys e carros 4×4.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
publicidade

turismo

Ecoturismo na Mata Atlântica: veja quais são principais trilhas de Bertioga

Publicado


source
trilha
Reprodução/Renata Brito

A trilha d’água tem dificuldade média e tem duração de três horas

Localizada a quase  114 quilômetros da capital paulista, Bertioga é repleta de praias , cachoeiras e opções de ecoturismo em meio à Mata Atlântica. O iG Turismo reuniu as melhores trilhas de Bertioga, de acordo com grau de dificuldade e com as belezas que o visitante irá encontrar pelo caminho. Confira. 

Trilha d’Água

Localizada no bairro Mangue Seco, ela é adequada para as crianças e permite conhecer a vegetação da Mata Atlântica preservada. Com extensão de 2,7 quilômetros, ela têm grau de dificuldade médio e dura três horas de passeio, com ida e volta.

Trilha da Torre 47

Próxima ao centro, esta trilha passa pela histórica Ponte da Banana, que escoava a produção de bananas para o Porto de Santos, adentrando em uma densa vegetação de Mata Atlântica e Restinga. A extensão é de 2,4 quilômetros e tem grau de dificuldade médio. A duração do passeio ida e volta é de 4 horas. 

Trilha do Vale Verde

Com fácil acesso, esta trilha é perfeita para crianças e pessoas da maior idade. Atravessa áreas de proteção ambiental do rio Itapanhaú, chegando a um poço com uma pequena praia. A extensão é de 2,5 quilômetros e o tempo de passeio é de 4 horas, com dificuldade média. 

Trilha da Casa de Pedra do Rio Itapanhaú

Atravesse a pé ou de barco o rio Itapanhaú e encontre a Casa de Pedra, com vasta área de gramado. Ideal para camping e recreação. Com apenas 500 metros de extensão, esta trilha tem dificuldade baixa e apenas 1 hora de passeio ida e volta.

Você viu?

Trilha do Véu da Noiva

Esta trilha dá acesso à Cachoeira do Elefante, a maior da região. O percurso começa na Casa de Pedra, passa por parte do rio Itapanhaú e leva a prainhas e poços de mergulho. A extensão é de 1,75 quilômetros, a dificuldade é média. O tempo de passeio estimado é de 7 horas ida e volta. 

Trilha da Família Pinto

Com maior incidência de animais de médio e grande porte, como aves e répteis, esta trilha é perfeita para trekking, programas educacionais, fotografia da natureza e observação de pássaros. Ela tem extensão de 5 quilômetros e grau de dificuldade médio. O tempo estimado de passeio é de 6 horas.

Trilha da Garganta do Gigante

Para os mais aventureiros, esta trilha é perfeita. Ela é de alto impacto e exige preparo físico, pois passa por trechos alagados, obstáculos naturais como vales e rios. A extensão é de 18 quilômetros e com alto grau de dificuldade. O tempo de passeio é de 10 horas, ida e volta.

Trilha Ribeirão dos Monos

Esta aqui também tem alta dificuldade. Ela atravessa uma vegetação densa, com rios e lagos. Proporciona muita emoção e tem paisagens de encher os olhos. Com 4 quilômetros e 600 metros, o passeio dura até 3 horas, considerando ida e volta.

Trilha do Morro do Itaguá

Famosa pelo treinamento de aeromoças na selva, ela é ótima para o estudo do meio e de costões rochosos. Oferece linda vista do mar e das praias de Guaratuba e Boracéia. Com 8 quilômetros de extensão e grau alto de dificuldade, o tempo de passeio é de 10 horas, ida e volta. 

Trilha do Guaratuba

Mais visitada do Parque Estadual Restinga de Bertioga, ela é cercada de riachos, poços, cachoeiras e praias naturais. Ótima para corridas, passeios, ciclismo e educação ambiental. A trilha tem dificuldade média e mais de 4 quilômetros de extensão. O tempo de passeio é na média de 6 horas, ida e volta.

Trilha do Itatinga

Saída de Bertioga passando pelos rios Itapanhaú e Itatinga. Caminho plano, com muita vegetação e rios que formam piscinas naturais. O trajeto dispõe de acampamento e café colonial no fim da tarde em uma das fazendas da região. A extensão é de 3 quilômetros e o grau de dificuldade é baixo. O tempo de passeio é de 7 horas, ida e volta.

Trilha do Itaguaré

Esta você pode fazer sozinho, sem dificuldade! Composta de três trilhas, uma de acesso à praia e outras que se ramificam ao decorrer dela e com acesso à restinga, ao jundo e mangue. Ela tem extensão de mais de um quilômetro e o grau de dificuldade é médio, com 3 horas de passeio, ida e volta.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana